Canal de Denúncia da Petrobras recebe mais de 220 acusações em um mês » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 23-08-2019 » Meio ambiente | Bolsonaro convoca gabinete de crise para tratar da Amazônia 23-08-2019 » Desmatamento | Atos pela Amazônia devem ocorrer em pelo menos 40 cidades do Brasil 23-08-2019 » Julgamento foi suspenso | STF forma maioria contra redução de jornada e salário de servidor público 23-08-2019 » Encontro de delegados na BA | Policiais da PF elevam críticas a Bolsonaro e não poupam nem Moro 23-08-2019 » Por Previdência | Um terço do que governo quer remanejar é corte da Educação 23-08-2019 » Plateia no RS ficou indignada | Em Gramado, chefe da Ancine diz que suspensão de edital foi 'convite ao diálogo' 23-08-2019 » Veja como | Seguro do seu carro pode baixar mais de 10% com peça paralela 23-08-2019 » Veja detalhes | Entramos no Taycan, 1º Porsche elétrico: meta é ser um esportivo único 23-08-2019 » Segundo secretaria | SP receberá vacinas, e campanha contra sarampo está mantida 23-08-2019 » Defesa nega | Atriz acusa diretor de filme de Marquezine de assédio: 'Foi horrível' 23-08-2019 » Ilegal e perigoso | Mais de 4 milhões têm 'gatonet'; veja os riscos das caixas de TV pirata 23-08-2019 » Filho do presidente | Flávio usou casa penhorada por dívida em entrevista a TV 23-08-2019 » Santos está na ponta | Quem vai terminar 1º turno do Brasileiro na liderança? Blogueiros opinam 23-08-2019 » 'Essa coisa não é simples' | Relator da reforma da Previdência no Senado adia entrega de parecer 23-08-2019 » Flexibiliza regra trabalhista | Entenda as principais mudanças da MP da Liberdade Econômica 23-08-2019 » Educação | MEC troca chefia de órgão que cuida do Enem pela 4ª vez e nomeia general 23-08-2019 » Laura Carvalho | Abaixo do piso, há a barbárie dita por Drauzio Varella 23-08-2019 » Sakamoto | Bolsonaro queima o filme do Brasil com o mundo 23-08-2019 » Menon | Rodrigo Caio colocou Guerrero no bolso 23-08-2019 » Schneider | Fundeb no fim: quanto vale a educação?
Publicidade
20 de janeiro de 2016

Canal de Denúncia da Petrobras recebe mais de 220 acusações em um mês

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

O Canal de Denúncia criado pela Petrobras em novembro passado para fortalecer o processo de governança corporativa recebeu 223 denúncias entre 18 de novembro e 17 de dezembro, primeiro mês de operação do serviço. Entre as principais denúncias estão questões de negócios, operacionais e comportamentais. Depois de recebidas e classificadas, elas foram dirigidas para a Ouvidoria-Geral da companhia, que dá seguimento ao processo de tratamento, incluindo encaminhamento para as áreas de apuração e acompanhamento do processo. Estruturado para funcionar 24 horas por dia, com atendimento em português, inglês e espanhol, o serviço permite que qualquer pessoa, empregada da Petrobras ou não, envie denúncias por website ou telefone. A recepção das denúncias fica a cargo de uma empresa independente. As denúncias podem ser encaminhadas pelo site da empresa ou pelo telefone 0800 601 6925 para ligações no Brasil (as ligações do exterior são dirigidas para o site da ouvidoria. O denunciante pode também manter o anonimato nos casos envolvendo questões comportamentais (violência física e psicológica, assédio moral e assédio sexual). O sistema utilizado pelo canal não permite rastreamentos que possam identificar o denunciante. A pessoa recebe um código e pode acompanhar pelo site do canal as providências da companhia.


VOLTAR