Construção civil fecha mais de 480 mil postos de trabalho em 2015 » Rede Acontece
Últimas
19-08-2018 » Striptease até de dia | Festa de Barretos tenta vetar sexo ao ar livre em camping 19-08-2018 » "Meus dois esquimós" | Galvão Bueno parabeniza os netos gêmeos nas redes 19-08-2018 » Cachos soltos | Maju muda visual e ganha elogios dos internautas 19-08-2018 » Separados há 20 anos | Aniversário da filha reúne Demi Moore e Bruce Willis 19-08-2018 » Corinthians perde | Loss vê Grêmio mais entrosado e lamenta falta de treino 19-08-2018 » Às 11h | Atlético-PR recebe Fla no maior jogo de 'torcida única' 19-08-2018 » Emagrecimento | Suco de laranja não é vilão e pode ajudar na perda de peso 19-08-2018 » Atriz tem 78 anos | 'Minha doença é não abandonar a cannabis', afirma Maria Gladys 19-08-2018 » Marcelo e Jesus voltam? | Tite telefona para 'esquecidos' e projeta volta até Copa América 19-08-2018 » Proteínas no cérebro protegem | Algumas pessoas podem ser imunes ao Alzheimer, e ciência descobre razão 19-08-2018 » Mentiras que matam gente | Detalhes do 1º caso de repercussão em que notícia falsa tirou uma vida 19-08-2018 » Diva country bota peões para dançar | Com arena de rodeios lotada, Shania Twain levanta Barretos com clássicos 19-08-2018 » Fila para ver mostra polêmica | Queermuseu tem 1º dia com recorde de público, protesto e proibição no RJ 19-08-2018 » O gênio por trás do AliExpress | Como um 'antinerd' tornou o Alibaba uma potência global do comércio 19-08-2018 » Sonho de muita gente | Transformar o hobby em trabalho nem sempre vai deixar você mais feliz 19-08-2018 » Violência no Rio | Vice de Romário é vítima de roubo; suspeitos tinham pistola e fuzil 19-08-2018 » Surpresas e riscos | Catacumba faz das profundezas de Paris quase uma outra cidade 19-08-2018 » Eleições 2018 | Dinastias políticas lançam mais de 60 candidatos 19-08-2018 » Como fica a CLT em 2019 | Conheça propostas dos presidenciáveis para leis do trabalho 19-08-2018 » Momento instável | Vale a pena investir em imóvel agora? Depende do próximo presidente
Publicidade
intersorft clinica master centro medico sao gabriel lab laboratorio
28 de janeiro de 2016

Construção civil fecha mais de 480 mil postos de trabalho em 2015

Foto Rede Acontece

Foto Rede Acontece

O setor da construção civil fechou 483 mil postos de trabalho em 2015, terminando o ano com 2,835 milhões de trabalhadores formais, mesmo patamar de maio de 2010. Os números foram divulgados nessa quarta-feira (27) pelo Sindicato da Indústria de Construção Civil de São Paulo (SindusCon-SP). Na comparação com novembro, houve queda de 3,98%, com a extinção de 117,6 mil postos de trabalho no último mês do ano. O levantamento da entidade é feito em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, com base em dados do Ministério do Trabalho e Emprego. De acordo com o SindusCon-SP, todas as regiões brasileiras apresentaram queda no nível de emprego da construção civil. Os piores resultados foram registrados nas regiões Norte e Nordeste, com retrações de 6,45% e 3,98%, respectivamente. O estado de São Paulo perdeu 23,9 mil vagas em dezembro, queda de 3,08% em relação ao mês anterior. Os números já consideram efeitos sazonais sobre os dados. O vice-presidente de Economia do SindusCon-SP, Eduardo Zaidan, atribuiu a queda nos empregos formais gerados pela construção civil à “falta de confiança mínima para que os agentes econômicos retomem suas decisões de investimento”. De acordo com os dados mais recentes do Cadastro Nacional de Empregados e Empregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, o Brasil perdeu mais de 1,5 milhão de postos de trabalho formal em 2015, dos quais mais de 410 mil foram na construção civil. Os números obtidos pelo SindusCon-SP e pela FGV são mais altos que os do governo porque incluem segmentos da construção civil que não são considerados pelo Caged.


VOLTAR