31 profissionais de saúde na Bahia foram infectados por HIV e hepatite após acidentes ocupacionais » Rede Acontece
Últimas
09-12-2018 » Denarium é governador eleito | 'Vamos restringir entrada de venezuelanos', diz interventor em RR 09-12-2018 » Novo governo | Bolsonaro anuncia Ricardo Salles no Meio Ambiente e fecha seu ministério 09-12-2018 » Executivo foi preso no Japão | Nissan suspeita de elo de Ghosn com Cabral e Eike, afirma jornal inglês 09-12-2018 » 2º jogo disputado em Madri | Na prorrogação, River bate Boca por 3 a 1 e conquista Libertadores 09-12-2018 » Muita foto, meme... | Melhor celular com memória expansível ou mais memória interna? 09-12-2018 » Venezuelano na mira | Palmeiras sofre assédio e topa negociar Guerra, mas impõe condições 09-12-2018 » Só Brasil viu | Novo trailer de Shazam! na CCXP brinca com Batman e Superman 09-12-2018 » Dedodato foi à CCXP | Artista brasileiro diz que participará de 'entrada' de Conan na Marvel 09-12-2018 » Comediante domina web | Com mais de 6 milhões inscritos no YouTube, Gentili 'ameaça' SBT 09-12-2018 » Tentativa de assalto matou 13 | 'Polícia chegou atirando sem ver que éramos reféns', diz mãe de vítima no CE 09-12-2018 » Crime aconteceu no sábado | Líderes do MST são mortos a tiros em acampamento na Paraíba 09-12-2018 » Governador do RJ está preso | Moraes, do STF, nega habeas corpus e mantém Pezão na prisão 09-12-2018 » Foi detida no Canadá | China convoca embaixador dos EUA por prisão de executiva da Huawei 09-12-2018 » Organizou cúpula conservadora no PR | Com improviso e sem lideranças, clã Bolsonaro tenta lançar liga da direita 09-12-2018 » Médium é acusado de abuso sexual | Denúncias contra João de Deus geram medo em Abadiânia (GO) 09-12-2018 » Defende 'voto de confiança' no eleito | 'Bolsonaro não tem um projeto para o país', afirma Luciano Huck
Publicidade
3 de março de 2016

31 profissionais de saúde na Bahia foram infectados por HIV e hepatite após acidentes ocupacionais

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Em 2015, acidentes ocupacionais infectaram com o vírus do HIV e da hepatite 31 trabalhadores da área de saúde na Bahia. Os dados são do Sistema de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (Sinan), vinculado ao Ministério da Saúde. De acordo com a enfermeira e especialista em Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde da empresa Sol-Millennium, Karine de Araújo, o número é considerado elevado, mas pode ser agravado se considerado os casos não notificados. “O que a gente tem notificado é 31, mas se fizer conta com 91% que não são notificados, esse número aumenta muito”, afirmou ao Bahia Notícias, antes de realizar uma palestra para funcionários de saúde das redes pública estadual e municipal de saúde. O encontro “NR 32 e prevenção de acidentes com material biológico: impacto na utilização de dispositivos de segurança” foi realizado nesta quarta-feira (2), no Fecomércio.“Está tendo muito acidente com perfuro[cortantes], muitos hospitais ainda não estão seguindo a norma de segurança do trabalho [a NR 32] e, por não seguirem, nossos profissionais estão expostos, usando seringas e agulhas comuns”, explicou. De acordo com a especialista, o ideal é que os profissionais de saúde utilizem equipamentos e medidas de segurança, por exemplo, uma seringa que não permite o contato com a agulha contaminada [veja foto]. “O preço é um pouco maior, porém, quando vê os benefícios, o preço é um investimento. Um profissional doente gera um custo para a instituição, fora o fator emocional. Quando profissional tem acidente com agulha ou seringa contaminada, ele precisa ser afastado, tomar medicação, profilaxia. Isso gera um transtorno enorme e ele corre risco de contrair HIV, hepatite, mais de 20 patologias transmitidas pelo sangue”, acrescentou.


Tags:
VOLTAR