Vale a pena abater dívida ou investir o valor a mais? Descubra! » Rede Acontece
Últimas
17-01-2019 » Inseparáveis | Por que você vai ouvir falar muito de Arielle, a coreógrafa da Anitta 17-01-2019 » Bem além da passarela | 5 lutas compradas por Gisele que a tornaram mais do que modelo 17-01-2019 » Discurso nos EUA; veja | Bolsonaro elogiado por Trump? No contexto, talvez não seja assim 17-01-2019 » Deputada e socialista | Por que Ocasio-Cortez é a mulher mais importante dos EUA? 17-01-2019 » Jack estava internada | Ginasta brasileira que defendeu seleção morre aos 17 anos 17-01-2019 » Sexo sem tabu | 'Com 16 eu tinha cama de casal', diz youtuber Dora Figueiredo 17-01-2019 » Onda de violência no estado | Governador do CE pede a Moro reforço em segurança por reação de facções 17-01-2019 » Grito de carnaval da cidade | Shows do CarnaUOL serão em frente ao sambódromo de SP; veja atrações 17-01-2019 » Mercado financeiro | Bolsa sobe e fecha acima de 95 mil pontos pela 1ª vez; Taurus salta 14% 17-01-2019 » Brecha na segurança | Vazamento na web atinge 800 milhões de e-mails e senhas; veja se foi afetado 17-01-2019 » Educação | Economista que chamou docentes de manipuladores será coordenador do Enem 17-01-2019 » Reforma da previdência | Governo quer restringir acúmulo de pensão com aposentadoria 17-01-2019 » No Fórum de Davos, na Suíça | Guedes apresentará privatizações e Previdência como vitrines do Brasil 17-01-2019 » Senador eleito pelo PSL | MP do Rio usa Coaf como 'atalho' para burlar Justiça, diz Flávio Bolsonaro 17-01-2019 » Liminar parou investigação de Queiroz | Flávio Bolsonaro alega ter foro e pede anulação de provas do Coaf no STF 17-01-2019 » Normal ou cesariana? | Como disputas ideológicas no Brasil chegaram ao parto 17-01-2019 » UOL Líderes | País não sobreviverá sem reformas, diz vice da Microsoft América Latina 17-01-2019 » Celular, isqueiro, cabo USB... | Preso tenta voltar para a cadeia com 62 objetos no estômago em SC
Publicidade
8 de março de 2016

Vale a pena abater dívida ou investir o valor a mais? Descubra!

Foto: Guanambi Acontece

Foto: Rede Acontece

Com o rendimento das aplicações financeiras alta recorde, nem sempre é a melhor alternativa abater dívidas quando sobra algum dinheiro na conta-corrente. Especialmente as dívidas feitas há mais de dois anos, quando os juros eram menores, segundo especialistas ouvidos pela Folha de S. Paulo. Os financiamentos imobiliários do SFH (Sistema Financeiro da Habitação) tinha, por exemplo, há três anos, taxas anuais entre 8% e 9,5%. Hoje, os novos contratos dificilmente ficam abaixo de 12%. Para quem tem dinheiro sobrando, o ideal, nesse caso, seria continuar pagando a prestação e aplicar a diferença. Só vale a pena pagar as dívidas se elas tiverem juros superiores ao que é possível obter investindo em aplicações conservadoras – CDB, fundo DI ou Tesouro Direto–, depois de pagar todos os impostos e custos embutidos. Com o CDI (referência para os juros bancários) em 14,15%, um investidor que obtiver 100% dessa taxa conseguirá embolsar 12% ao ano em aplicações com prazo superior a dois anos –descontado os 15% de IR (Imposto de Renda). Se levar apenas 90% do CDI (ou o fundo DI tiver taxa de administração de 1,5% ao ano), o ganho diminui para 10,8%. Ainda segundo os economistas ouvidos pela publicação, para os assalariados, continua sendo interessante usar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para abater a dívida imobiliária a cada dois anos. O dinheiro no fundo só rende apenas 3% ao ano mais TR (Taxa Referencial) e perde ano após ano para a inflação.


Tags:
VOLTAR