5G vem aí e internet pode ficar 50 vezes mais rápida que no 4G » Rede Acontece
Últimas
18-11-2018 » Aquecimento global | Ártico derrete 13% por década; Polo Norte pode não ter gelo no verão 18-11-2018 » Tecnologia de ponta | Navio e drones ajudaram a encontrar submarino argentino desaparecido 18-11-2018 » Maioria é de advogados | Em 6 meses, Lula recebe 572 visitas na sede da PF em Curitiba 18-11-2018 » Completa 25 anos | 'Somos vintage, nunca saímos de moda', diz grupo É o Tchan 18-11-2018 » Seleção brasileira | Indiscutível, Casemiro é 'problema' para Tite por não ter reserva 18-11-2018 » Sedã icônico | Estrela do Salão de SP, novo BMW Série 3 será vendido e feito no Brasil 18-11-2018 » Ex-SP foi assassinado | Caso Daniel e como o futebol age contra jogador 'todo-poderoso' 18-11-2018 » Ricardo Feltrin | Ruptura nem pensar: SBT fatura milhões ao ano com Claudia Leitte 18-11-2018 » Tentam manter relevância | Partidos derrotados buscam reinvenção após pleito polarizado 18-11-2018 » Contrapartida a aumento | Juízes querem que STF deixe para 2019 análise do fim do auxílio-moradia 18-11-2018 » Mais Brasileirão | Palmeiras enfrenta o Paraná para pôr mão na taça e passar rival 18-11-2018 » Bateu Vasco por 1 a 0 | Aliviado, Corinthians só pensa em 'terminar o ano com dignidade' 18-11-2018 » Localizado após 1 ano | Resgate de submarino poderia pôr em risco outras vidas, diz juíza 18-11-2018 » Programa federal | Não são só cubanos do Mais Médicos que não precisam fazer o Revalida; entenda 18-11-2018 » Vai chefiar Agricultura | Parceira da JBS, futura ministra deu incentivos fiscais à empresa em MS 18-11-2018 » Portões abrem às 12h | Unicamp tem 1ª fase hoje; veja o que levar e esperar da prova 18-11-2018 » Investimentos | Com fim da queda de preços, cenário é bom para comprar imóveis
Publicidade
25 de junho de 2018

5G vem aí e internet pode ficar 50 vezes mais rápida que no 4G

Foto: Reprodução

Agora o mundo todo terá 5G, uma vez que os detalhes que faltavam para padronizar todas as redes foram liberados pelo consórcio global da indústria envolvida no desenvolvimento e comercialização de produtos de telefonia (3GPP). Segundo o Tech Tudo, as discussões já se arrastavam por 34 meses e o processo promete uma velocidade 50 vezes maior que a rede 4G, de até 5 Gb/s em condições ideais. Tais definições são consideradas como a última etapa no sistema de estruturação da tecnologia rumo à sua implementação comercial. Seu início nos Estados Unidos deve ocorrer ainda em 2018. A novidade no 5G complementa outra regra técnica da tecnologia divulgada pela 3GPP em dezembro de do ano passado. Previamente, o consórcio referia-se às especificações técnicas necessárias para que fabricantes criassem modens, dispositivos de transmissão e outros equipamentos.
A nova padronização coloca um fim no processo de desenvolvimento, pois determina as especificações finais das redes de quinta geração.

Assim como ocorreu na transição entre o 3G para o 4G, a expectativa é de que o 5G substitua o 4G de forma progressiva, convivendo com a tecnologia antiga por algum tempo. Isso quer dizer que não é somente a área de cobertura que será envolvida, mas também os dispositivos: os celulares, tablets e até notebooks com suporte a redes 5G serão compatíveis com padrões antigos.

No Brasil, as redes de quinta geração dependem de faixas de frequência de rádio. Tal qual aconteceu com o 4G e o 3G, é preciso que governos eventualmente desobstruam o espectro. A partir daí, as operadoras deverão investir para implementar a tecnologia no país.


Tags:
VOLTAR