663 dias: Geddel é político na Lava Jato com mais tempo de prisão preventiva » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 06-06-2020 » Coronavírus no país | TCU cogita passar a consolidar os dados da covid-19 em horário fixo 06-06-2020 » Em 'A Favorita' | Jackson Antunes lembra agressão por papel: 'Tive trombose' 06-06-2020 » Ricardo Feltrin | TVs religiosas e comerciais 'passam pires' no governo 06-06-2020 » Deputada federal | CNN e Record exibem mesma denúncia 'exclusiva' sobre Joice 06-06-2020 » Na zona norte | Vídeo mostra agressor usando martelo em ataque a médica no Rio 06-06-2020 » 'Você não parece trans' | Frases que pessoas trans não aguentam mais escutar 06-06-2020 » Ex-jogadoras de vôlei | Isabel critica Ana Paula: 'Você presta desserviço no combate ao racismo' 06-06-2020 » Foto foi alterada | Bolsonaro publica meme com corintiano morto e revolta família 06-06-2020 » Queda de prédio no Recife | Caso Miguel: homicídio doloso não pode ser descartado, afirma OAB-PE 06-06-2020 » Gerou crise na Saúde | Aumento de risco de estupro durante pandemia motivou nota técnica 06-06-2020 » Monitoramento em MG | Coronavírus é encontrado em 88% das amostras de esgotos de BH e Contagem 06-06-2020 » Atos contra o racismo | Policiais que empurraram idoso em protesto nos EUA são acusados de agressão 06-06-2020 » Avanço do coronavírus | SP: com covid-19 em ascensão, cidades recuam em abertura no interior 06-06-2020 » Manifestações no Brasil | Polícia Civil diz que lutadores de artes marciais planejam 'guerra' na Paulista 06-06-2020 » Pandemia pelo país | Abin fez alerta ao governo Bolsonaro sobre caos em cemitérios 06-06-2020 » Opinião | Chico Alves: Eduardo Pazuello, o general que cumpre ordens absurdas 06-06-2020 » Aos 90 anos | Morre cantora Dulce Nunes por complicação decorrente da covid-19 06-06-2020 » Loteria | Mega-Sena tem prêmio estimado em R$ 2,5 mi hoje; veja como apostar 06-06-2020 » Fim do vínculo fixo | Reservada para novela, Vera Fischer deixa a Globo após 43 anos 06-06-2020 » Notícias | Protestos espalhados pelo mundo apoiam movimento 'Black Lives Matter'
Publicidade
4 de julho de 2019

663 dias: Geddel é político na Lava Jato com mais tempo de prisão preventiva

Foto Rede Acontece

Preso desde o dia 8 de setembro de 2017, Geddel Vieira Lima está a pouco mais de 60 dias de completar dois anos no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. O período de 663 atrás das grades faz do ex-ministro baiano o preso da Lava Jato com maior tempo de prisão preventiva entre todos os outros políticos alvos da operação. Isto porque Geddel, diferente dos demais políticos que ficaram presos por mais de um ano na Lava Jato, sequer foi condenado, o que deve acontecer no segundo semestre deste ano. Outro baiano alvo da operação, o ex-deputado Luiz Argôlo foi preso em novembro de 2015 e condenado, sete meses depois, a 11 anos de prisão, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, ficou atrás das grades por dez meses antes de ser condenado a 45 anos de prisão pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro. Ele foi preso em novembro de 2016 e sua condenação saiu em setembro do ano seguinte. Antônio Palocci e José Dirceu ficaram presos por nove meses antes de serem condenados por corrupção e lavagem de dinheiro. Eduardo Cunha e André Vargas esperaram, presos provisoriamente, por cinco meses a condenação. Já o ex-senador Gim Argelo, preso em abril de 2016, foi condenado em primeira instância em outubro do mesmo ano a 19 anos de prisão pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e obstrução à investigação. Em janeiro deste ano, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que Geddel Vieira Lima seja condenado a 80 anos de reclusão. Foi no início do ano que a PGR entregou as alegações finais no processo relacionado aos R$ 51 milhões encontrados em malas de dinheiro em um apartamento no bairro da Graça, em Salvador. Em fevereiro, a defesa do ex-ministro entregou as razões finais ao Supremo. No final do último mês de maio, o ministro Edson Fachin, relator da ação, encaminhou os autos para o revisor, Celso de Mello. “A presente Ação Penal encontra-se em condições para julgamento”, anotou Fachin.


VOLTAR