Anel de 2.000 anos que pode ter sido de Pôncio Pilatos é identificado » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 21-05-2019 » Mundial na França | Seleção feminina embarca para Copa e quer honrar pioneiras 21-05-2019 » Pode levar câmera? | Veja os itens proibidos pela organização para o show do BTS 21-05-2019 » Está com Marcola | Nº 2 do PCC pede para sair de presídio federal por falta de dignidade 21-05-2019 » Presos por corrupção | José Dirceu e Eduardo Cunha estão dividindo cela em Curitiba 21-05-2019 » Carro se partiu em 15 | Homem morre ao dirigir a 220 km/h e bater em carreta no Maranhão 21-05-2019 » Na Brasilândia | PM afasta suspeitos de agredir homem com voadora em SP 21-05-2019 » Ação de Impeachment no RJ | Empresas envolvidas em acusação contra Crivella foram negativadas após contrato ser renovado 21-05-2019 » Aviação | Câmara deve votar hoje MP que libera aérea estrangeira e mala grátis, diz líder do governo 21-05-2019 » Temem aumento da violência | Em carta aberta, 14 governadores pedem o cancelamento do decreto sobre armas 21-05-2019 » Criticou Olavo | Gritar "fora, Mourão" é uma burrice, diz general em evento pró-Bolsonaro no DF 21-05-2019 » Ação do Exército no Rio | Músico foi baleado por militares 8 vezes mesmo desacordado, diz denúncia 21-05-2019 » Barão de Cocais (MG) | "Brumadinho não sai da cabeça": como é a vida à sombra de mina que pode desmoronar 21-05-2019 » Transmissão na TV | Globo topa não multar Palmeiras e acordo se aproxima 21-05-2019 » Regras para 2020 | Conmebol veta times de 2ª divisão na Libertadores e Sul-Americana 21-05-2019 » Estreia no festival de Cannes | Crítica: Era Uma Vez em Hollywood, filme de Tarantino, é uma decepção monumental 21-05-2019 » Atos em 170 cidades | Planalto vê risco de ato pela educação afetar apoio à Reforma da Previdência 21-05-2019 » Atos marcados para domingo | Bolsonaro decide não ir a atos e orienta ministros a não participarem 21-05-2019 » Juca Kfouri | Moro não mexeu na cumbuca do futebol 21-05-2019 » Clóvis Rossi | Nicolás Maduro ganhou, oposição se rende 21-05-2019 » Diogo Schelp | Cristina Kirchner imita Putin com nomeação
Publicidade
INTERSORFT 100 MEGA
corretora de seguros
4 de dezembro de 2018

Anel de 2.000 anos que pode ter sido de Pôncio Pilatos é identificado

Foto Reprodução

Um anel de liga de cobre do século 1º a.C foi encontrado no final da década de 1960 nas ruínas do palácio de Heródio, localizado a 12 km de Jerusalém, no deserto da Judeia.

Contudo, só agora é que pesquisadores conseguiram pistas sobre o dono do ornamento: Pôncio Pilatos, o oficial romano que, segundo o Evangelho, ordenou a morte de Jesus.

De acordo com a Folha, o anel estava entre milhares de artefatos encontrados na escavação, como pedaços de vidro, cacos de cerâmica, pontas de flechas, moedas e outros itens, e foi necessário uma técnica avançada de fotografia para identificar a inscrição, que dizia “de Pilatos”.

Assim, não está descartado que o dono possa ser um servo ou um subalterno do governador romano da província da Judeia.

A língua da inscrição do anel é o grego, que funcionários romanos usavam para se comunicar com os povos do Mediterrâneo oriental. Poderia ter sido usado para correspondência oficial pelo próprio Pilatos e seus funcionários, para gravarem sua marca.

No anel também consta a imagem de uma de ânfora, usada para armazenar vinho ou água, segundo os pesquisadores, que publicaram o trabalho no periódico Israel Exploration Journal.

O estudo diz que é improvável que o anel tenha sido de Pilatos, em parte porque esses anéis simplórios geralmente pertenciam a soldados e oficiais de menor patente. “Nós achamos implausível que um governador tivesse usado um anel tão simples, todo em metal, de liga de cobre e com uma temática judaica”, diz o texto.

“Mas, na prática, temos um anel inscrito com o nome Pilatos e a conexão pessoal apenas clama”, disse Roi Porat, um dos autores. E o nome Pilatos não era comum na região. Durante seu governo, de mais uma década, Pilatos demonstrou hostilidade aos moradores locais e quase provocou duas revoltas.


VOLTAR