Após instalação de radares, número de mortes caiu 21,7% em rodovias federais » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 26-06-2019 » Jogador paraguaio | Postagem de Romero gera mal-estar no Corinthians 26-06-2019 » Boa temporada | Jessica Jones se despede da Netflix com vilão instigante 26-06-2019 » Mauricio Stycer | Globo 'esquece' Naves na geladeira e nem o convida para se explicar 26-06-2019 » 'Vou te caçar' | PM é alvo de ameaça após pedir namorado em casamento em SP 26-06-2019 » Em teatro de Paris | Chico e mais artistas leem cartas mandadas a Lula na prisão 26-06-2019 » Música vivia na cidade | Mulher americana é encontrada morta em Paraty (RJ) 26-06-2019 » Reforma da Previdência | Congresso e governo se aliam para domar PSL e barrar alterações-bomba 26-06-2019 » Por 35 votos a 13 | Em vídeo, Crivella agradece absolvição antes de impeachment ser votado 26-06-2019 » Presidente do Senado | Davi devolve MP de Bolsonaro e anuncia CPI para apurar fake news nas eleições 26-06-2019 » Já havia criticado proposta | Bolsonaro veta lista tríplice para dirigentes de agências reguladoras 26-06-2019 » STF julga pedidos de HC | STF mantém Lula preso e adia julgamento sobre parcialidade de Moro 26-06-2019 » Audiência pública na Câmara | 'Moro e Deltan sabem que o material é autêntico', diz Glenn sobre mensagens 26-06-2019 » Em tramitação no Congresso | Bolsonaro contradiz porta-voz, revoga decreto de armas e edita nova versão 26-06-2019 » Avanço da medicina | Câncer é a segunda doença que mais mata; como tratar o problema? 26-06-2019 » Confira o ranking | Estudo mostra as marcas preferidas dos brasileiros de todas as classes 26-06-2019 » Especialistas sugerem mudanças | Como a inteligência artificial ajuda a combater mudanças climáticas 25-06-2019 » Pastor morto no RJ | 'Se for provado que foram meus filhos, eu quero saber o porquê', diz deputada Flordelis 25-06-2019 » Tragédia deixou 246 mortos | Polícias investigam se explosão contribuiu para rompimento de barragem em MG 25-06-2019 » M. Cantuaria | O abacaxi de bandeja: amo a fruta, odeio casca 25-06-2019 » Débora Miranda | Não há eliminação que pare evolução do futebol feminino
Publicidade
15 de abril de 2019

Após instalação de radares, número de mortes caiu 21,7% em rodovias federais

Foto Rede Acontece

Um levantamento feito pela Folha apontou que, após a instalação de radares de fiscalização, o número de mortes em rodovias federais caiu 21,7%. Os dados apontam ainda para uma redução de 15% nos índices de acidentes depois que os equipamentos foram instalados. A pesquisa surge pouco depois de o presidente Jair Bolsonaro anunciar que os radares serão retirados das estradas conforme seus contratos de operação terminem. O governo federal deveria estar assinando os novos contratos dos radares que substituem as antigas contratações. Após a declaração do presidente, alguns trechos de estradas ficaram sem controle de velocidade, segundo as empresas do ramo. Na quarta-feira (10), uma liminar da Justiça Federal determinou que nenhum radar fosse retirado de rodovias federais e que o governo prorrogasse por 60 dias os contratos perto de expirar. A decisão diz que não há dados técnicos que justifiquem o fim do serviço. Na avaliação de especialistas, a retirada dos radares aumentará a insegurança em um país em que já morrem 37 mil pessoas no trânsito por ano. O cálculo da Folha sobre a eficácia dos equipamentos considerou os acidentes e mortes registrados pela Polícia Rodoviária Federal entre 2007 e 2018 nos quilômetros de estradas que até o fim do ano tinham radares.


VOLTAR