Arqueólogos dizem ter achado local onde o apóstolo Pedro nasceu » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 12-07-2020 » Coronavírus pelo país | Brasil registra média diária de 1.018 mortes por covid-19 nesta semana 12-07-2020 » UFC | Amanda Ribas dá show e vence Paige no 1º round; Bate-Estaca perde revanche 12-07-2020 » Meio Ambiente | Para empresários, governo mudou discurso sobre desmatamento 12-07-2020 » Ao meio-dia deste domingo | Ao vivo no UOL, Zeca Camargo faz hambúrguer e recebe Mariana Godoy 12-07-2020 » Ciência na pandemia | Maior acelerador de partículas do Brasil revela detalhes do coronavírus 12-07-2020 » Atriz de 'Glee' | Polícia mostra vídeo feito dentro de lago onde Naya Rivera desapareceu 12-07-2020 » Pandemia de coronavírus | Sábado com quarentena frouxa tem bares cheios em SP e praia agitada no Rio 12-07-2020 » Fórmula 1 na pandemia | Com Ferrari a caminho de vexame, o que esperar do GP da Estíria neste domingo 12-07-2020 » Cassia Moraes - Opinião | Visionário e aberto, Sirkis lutou por mundo sustentável até o seu último dia 12-07-2020 » Histórias da pandemia | 'Perdi minha avó para a covid-19. No dia seguinte, perdi meu pai também' 12-07-2020 » Ecoa | Série revela beleza da costa atlântica brasileira; veja imagens exclusivas 12-07-2020 » Tilt | Igual ou diferente? A ilusão de ótica que levou mais de 100 anos para ser explicada 12-07-2020 » Folha de São Paulo | SP mantém remoções e vê nascer favela de desabrigados da quarentena 12-07-2020 » Jornalista britânico Paul Mason | 'Alternativa para os próximos 20 anos é uma forma sustentável de capitalismo' 12-07-2020 » Caso na França | Morre motorista agredido por pedir uso da máscara 12-07-2020 » US$ 6,07 bilhões | Elon Musk supera Buffett e se torna 7ª pessoa mais rica 12-07-2020 » Tony Marlon - Opinião | Existe uma imprensa negra? História pouco contada por ela mesmo 12-07-2020 » Julián Fuks - Opinião | Reféns do presente: por que nos submetemos tanto ao tema da vez? 12-07-2020 » Em sábado de sol | Gabigol e Renato Gaúcho são flagrados sem máscara no Rio 12-07-2020 » Litoral de São Paulo | Polícia prende suspeito de matar jovem que fazia trilha em Maresias
Publicidade
25 de julho de 2019

Arqueólogos dizem ter achado local onde o apóstolo Pedro nasceu

Foto: Menahem Kahana / AFP

Arqueólogos israelenses anunciaram ter encontrado uma igreja na região da Galileia e que ela teria sido erguida no local da antiga casa dos apóstolos Pedro e André. A igreja foi encontrada em El Araj, situado entre os locais bíblicos de Cafarnaum e Kursi. O anúncio da descoberta foi feito na semana passada por Mordechai Aviam, líder das escavações arqueológicas onde a igreja foi encontrada. A região seria um dos locais mais importantes entre as narrativas do Novo Testamento. Segundo Aviam, o local era antigamente conhecido como Betsaida, uma vila de pescadores onde Pedro e seu irmão André, ambos escolhidos como discípulos de Jesus Cristo, teriam nascido. Pedro é considerado o primeiro líder da Igreja. O discípulo tornou-se um dos três mais íntimos de Jesus Cristo, juntamente com Tiago e João. Ele também viveu as maiores experiências ao lado do Mestre, tendo testemunhado grandes milagres, entre eles a transformação de seu temperamento. A igreja descoberta corresponde a uma descrição do arcebispo Willibald, sobre uma viagem que fez a Betsaida no ano 725. Ele afirma que no local de nascimento de Pedro e André havia sido construída uma igreja. “Entre Cafarnaum e Kursi, há apenas um lugar que esse visitante do século VIII descreve como igreja”, explica Aviam, segundo a Agência France Presse. “E descobrimos esta igreja”, completou. O pesquisador afirma que o que foi descoberto é apenas um terço da igreja, mas não há dúvida de que se trata de um local religioso cristão. Ele afirma que toda a estrutura e construção do local apontam para o período bizantino. “A estrutura é a de uma igreja, as datas (de construção) são do período bizantino, os mosaicos no chão são típicos do período”, disse ainda. Nas escavações também foram descobertos vestígios de uma aldeia romana, com “cerâmica, moedas, argila dura e característica de casas judias do primeiro século”, explicou o arqueólogo. As pesquisas no local iniciaram há 2 anos e ainda existe muito o que avançar, segundo o professor americano R. Steven Notley, que acredita que antes de estabelecer certeza sobre o local, é preciso explorar mais os achados. “Encontrar uma inscrição descrevendo em memória de quem (a igreja) foi construída seria uma boa maneira de se ter certeza”, declarou Notley ao jornal israelense “Haaretz”.


VOLTAR