Atendendo ao que esperava o mercado financeiro, Copom reduz Selic para 5,5% ao ano » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 11-08-2020 » Campeonato brasileiro | Clubes dividirão R$ 219 mi em contrato internacional 11-08-2020 » Disputa em SP | Datena tem que deixar TV e rádio hoje se quiser vice de Covas 11-08-2020 » O motoboy e o racista | Por que o racismo, além de tudo, é ruim para a economia? 11-08-2020 » R$ 59 mil | União terá que pagar Dallagnol por ofensas de Gilmar Mendes 11-08-2020 » Caso Luan | Grêmio cobra Corinthians por atraso e dívida em negócio 11-08-2020 » Direito ao esquecimento | É possível deletar o passado de alguém na mídia? 11-08-2020 » Sul-Americana | 'Melhor que Godín', brasileiro cogita se naturalizar uruguaio 11-08-2020 » Reviravolta em GO | Polícia descarta ação de padrasto em morte de criança de 7 anos 11-08-2020 » Morto em ação em SP | 'Estou destruída e querendo a morte', diz esposa grávida de PM 11-08-2020 » Márcia Kambeba | Sociedade é que tem que se integrar a indígenas, diz escritora 11-08-2020 » Após suspensão no Iphan | Blogueira assume cargo de coordenação na Funarte 11-08-2020 » Aposentadoria antecipada | Articulador político do governo, Ramos tira férias para se despedir do Exército 11-08-2020 » Deixou 220 mortos em Beirute | Presidente e premiê do Líbano foram alertados em julho sobre risco de explosão, mostra relatório 11-08-2020 » Pandemia pelo país | Com restrições, Porto Alegre flexibiliza hoje as atividades econômicas 11-08-2020 » Reforma Tributária | Arrecadação de CPMF não banca todas as promessas de Guedes 11-08-2020 » Nickollas sentiu a falta de jogos | Palmeiras devolve alegria ao garoto na pandemia e o ajuda nos estudos 11-08-2020 » Pandemia da covid-19 | Rússia registrou primeira vacina contra o coronavírus, afirma Putin 11-08-2020 » Universa | É preciso estar atento? Como negros podem cuidar da saúde mental quando há racismo por tudo? 11-08-2020 » Mov | 'Política não é só Lula e Bolsonaro', diz Fábio Porchat no 'Cá Entre Nós' 11-08-2020 » Carros | Territory encara rivais Compass e Equinox; veja qual é o melhor
Publicidade
19 de setembro de 2019

Atendendo ao que esperava o mercado financeiro, Copom reduz Selic para 5,5% ao ano

Foto Reprodução

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu reduzir nesta quarta-feira (18) a taxa básica de juros – a Selic – em 0,5 ponto percentual, com isso, a taxa cai de 6% para 5,5% ao ano. A decisão atendeu ao que era esperado no mercado financeiro. A última pesquisa do Banco Central mostrou que era expectativa do mercado que o Copom mantivesse o ciclo de redução na Selic e fizesse o corte. Segundo o Copom, a decisão é compatível com a convergência da inflação para a meta. Este ano a meta de inflação é de 4,25%, sendo que a margem de tolerância é de 1,5 ponto porcentual (índice de 2,75% a 5,75%). Segundo a Agência Brasil, o comitê disse que, pelo cenário atual, a trajetória de juros deve encerrar 2019 em 5% ao ano e permanecer nesse patamar até o final de 2020. Em comunicado, o Copom reiterou a necessidade de avanços nas reformas estruturais da economia brasileira para que os juros permaneçam em níveis baixos por longo tempo. “O Copom avalia que o processo de reformas e ajustes necessários na economia brasileira tem avançado, mas enfatiza que perseverar nesse processo é essencial para a queda da taxa de juros estrutural e para a recuperação sustentável da economia”, diz o comunicado. De acordo com boletim divulgado pelo Copom, o cenário econômico sugere uma retomada do processo de recuperação da economia brasileira, que deverá ocorrer em ritmo gradual e uma inflação na casa dos 3%. “As expectativas de inflação para 2019, 2020, 2021 e 2022 apuradas pela pesquisa Focus encontram-se em torno de 3,5%, 3,8%, 3,75% e 3,5%, respectivamente”, informou o Copom. O Copom disse também que espera que o dólar termine o ano de 2019 valendo R$ 3,90 e que permaneça nesse patamar até o final de 2020. A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Ao reduzir os juros básicos, a tendência é diminuir os custos do crédito e incentivar a produção e o consumo. Para cortar a Selic, o Copom precisa estar seguro de que os preços estão sob controle e não correm risco de ficar acima da meta de inflação. A Selic, que serve de referência para os demais juros da economia, é a taxa média cobrada em negociações com títulos emitidos pelo Tesouro Nacional, registradas diariamente no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic). Histórico – Com a decisão desta terça-feira, a Selic está no menor nível desde o início da série histórica do Banco Central, em 1986. De outubro de 2012 a abril de 2013, a taxa foi mantida em 7,25% ao ano e passou a ser reajustada gradualmente até alcançar 14,25% ao ano em julho de 2015. Em outubro de 2016, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia até que a taxa chegasse a 6,5% ao ano em março de 2018. Em julho, o Comitê decidiu baixar a taxa para 6% ao ano, menor patamar até então.


VOLTAR