Azul oferece U$$ 145 milhões para comprar parte da Avianca » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 09-08-2020 » Covid-19 | Após 100 mil mortes, especialistas temem efeito bumerangue que antecipe 200 mil 09-08-2020 » Jogo sem transmissão | Athletico-PR faz 2 a 0 no Fortaleza e Dorival leva a melhor em duelo com Ceni 09-08-2020 » Começou o Brasileirão | Guerrero marca, e Inter estreia com vitória por 1 a 0 sobre o Coritiba 09-08-2020 » Ex-ministro da Saúde | Mandetta critica e diz que Bolsonaro foi preponderante para termos 100 mil mortes por covid 09-08-2020 » Final dramática | Palmeiras bate Corinthians nos pênaltis e é campeão paulista 09-08-2020 » 'Rachadinhas' | Defesa de Queiroz entra com recurso no STJ para trocar relator do caso 09-08-2020 » Champions League | Barça x Bayern resgata tombo famoso de Boateng e costuma 'embalar' campeão 09-08-2020 » Desespero na pandemia | Sem lei que proíba despejo, moradores vivem roleta-russa na Justiça 09-08-2020 » Mega-Sena | Confira os números do sorteio de hoje; prêmio é de 6,6 milhões 09-08-2020 » Paulistão | SP: final provoca aglomerações nos bares da Vila Madalena 09-08-2020 » Em São Paulo | PMs mortos seriam pais em breve; um deles aguardava gêmeos 09-08-2020 » R$ 15 mil | Malafaia terá que indenizar Freixo por ofensas em 2016 09-08-2020 » Substituto dos Antonov | Rússia desenvolve novo avião cargueiro gigante; conheça 09-08-2020 » Fefito | Chica Xavier foi grande voz para a comunidade negra na TV 09-08-2020 » Incomodou Neymar | Quem é o Lyon de sete brasileiros que derrubou CR7 na Champions 09-08-2020 » De volta à família | Cadê o Caju? Cão é encontrado após nove dias de sumiço 09-08-2020 » Samantha Lewthwaite | O enigma da 'Viúva Branca', mulher mais procurada do mundo 09-08-2020 » Com Fred de Palma | Na Itália e só com peças grifadas, Anitta posa com cantor 09-08-2020 » Bebida por engano | Gentili diz que foi à delegacia após Maisa beber vodca no SBT 09-08-2020 » Mais uma vez | Band adia estreia de Mariana Godoy; veja o cenário
Publicidade
14 de maio de 2019

Azul oferece U$$ 145 milhões para comprar parte da Avianca

Foto Rede Acontece

A companhia aérea Azul informou na última segunda-feira (13), que protocolou na Justiça uma nova proposta para comprar parte das operações da Avianca Brasil, empresa que passa por recuperação judicial e cancelou diversos voos no último mês. Em nota, a empresa informou que requereu junto ao juízo da 1ª Vara de Falências e Recuperação Judicial de São Paulo, onde se processa a recuperação judicial da Avianca Brasil, uma autorização específica para a compra de uma “nova Unidade Produtiva Isolada (Nova UPI)”, espécie de empresa que seria criada a partir do desmembramento da Avianca, no valor mínimo de U$ 145 milhões. A proposta é maior do que a ofertada em março, quando a Azul ofereceu US$ 105 milhões para a compra de parte das operações da Avianca Brasil. A oferta da Azul prevê a compra de 21 slots (autorizações de pouso e decolagem), que a Avianca detém atualmente no Aeroporto de Congonhas; 14, no Santos Dumont, e 7 no aeroporto de Brasília. “A Azul acredita que o pedido formulado ao juízo da RJ para alienação judicial da Nova UPI confere à Avianca Brasil, seus empregados, consumidores, credores e demais interessados uma alternativa legal e legítima para viabilizar a monetização, o uso continuado de bens e a preservação de atividades, as quais correm grave risco de paralisação e rápida deterioração das atividades da companhia, no melhor interesse do mercado de aviação e todos os envolvidos”, disse a empresa em comunicado

A empresa aérea justificou o pedido de compra com o argumento de que a medida oferece uma alternativa para aumentar a competitividade na ponte aérea Rio-São Paulo. A Azul disse ainda que a proposta de nova UPI “não invalida o procedimento de alienação judicial das 7 unidades produtivas isoladas”, previstos para ser leiloados na semana passada. O leilão, que deveria ter acontecido na última terça-feira (7), foi suspenso pela Justiça de São Paulo a pedido da Swissport Brasil, empresa que atua com serviços de logística em aeroportos. A Swissport argumentou, no pedido, que a transferência de slots, prevista no plano de recuperação da Avianca, é proibida por lei. A Avianca recorreu da suspensão, defendendo a legalidade de seu plano de recuperação. “A alienação de UPIs, com a destinação dos recursos recebidos para o pagamento de credores, é inequivocamente um meio legítimo de recuperação”, disse a empresa no recurso.


VOLTAR