Bíblia em áudio é tendência para a sociedade “pós-textual” » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 02-06-2020 » Tela preta | Blackout Tuesday apoia causa negra nas redes; veja como participar 02-06-2020 » Quer ser escritor | Após racismo, garoto fã de livros ganha apoio de 700 mil seguidores 02-06-2020 » Na Lapa | Assaltante faz refém após assalto a banco em SP; policial é ferido 02-06-2020 » Litoral paulista | Favela em Santos enfrenta pandemia, incêndio e enchentes 02-06-2020 » Em meio a pandemia do coronavírus | Praias e calçadão do Rio ficam movimentados em 1º dia de flexibilização 02-06-2020 » Caso George Floyd nos EUA | Trump usou igreja e Bíblia de forma 'profundamente ofensiva', diz bispa 02-06-2020 » Ato na Avenida Paulista | Saiba quem é o homem que se indignou contra símbolos nazistas da Ucrânia 02-06-2020 » UOL Entrevista | Se estivesse na PGR, Fonteles diz que já teria denunciado Bolsonaro 02-06-2020 » Pandemia do coronavírus | Na semana de flexibilização, São Paulo tem recorde de mortes pela covid-19 02-06-2020 » Congresso | Sem acordo, Senado adia votação do projeto contra as fake news 02-06-2020 » Comissão de Ética | Advogados e juristas apresentam denúncia após Moro afirmar que será consultor 02-06-2020 » UOL Debate | Covid-19 'põe negro duplamente em risco', diz urbanista Tainá de Paula 02-06-2020 » Imprensa | Bolsonaro abre espaço a youtubers e planeja regionalizar informações oficiais 02-06-2020 » Carla Araújo | Ministro da Defesa teve encontro privado com Moraes para costurar trégua 02-06-2020 » Após coronavírus | Fórmula 1: GP Brasil espera confirmação de data para colocar ingressos à venda 02-06-2020 » Pequena retomada | Venda de veículos novos melhora em maio, mas cai 75% ano a ano, diz Fenabrave 02-06-2020 » Na zona norte do Rio | Imagens registram agressões a médica por frequentadores de festa 02-06-2020 » Termo usado nas redes | Fascismo: o que é, como surgiu e o que defende o movimento 02-06-2020 » Cuidado | Criminosos usam fotos de redes para aplicar golpes no WhatsApp 02-06-2020 » Caso Gugu | 'Thiago só queria tumultuar herança', diz advogado de Rose
Publicidade
2 de setembro de 2019

Bíblia em áudio é tendência para a sociedade “pós-textual”

Foto Rede Acontece

Cada vez mais as pessoas estão deixando de lado o texto escrito em favor da comunicação audiovisual e essas mudanças provocadas pelas redes sociais também está chegando nas Igrejas e mudando a forma como os cristãos compartilham o Evangelho. Plataformas de vídeo e áudio estão ganhando mais atenção do público que as plataformas de textos, o que a Naomi Frizzell, da Audio Scripture Ministries (ASM), chama de sociedade pós-textual. “Se olharmos em volta, somos cada vez mais influenciados por meios orais e visuais, como arte, histórias, músicas, drama, áudio, cinema e, é claro, a sempre presente mídia digital”, declarou ela ao MNN Online. A oralidade não é novidade, mas utilizar plataformas de áudios e vídeos tem se tornado cada vez mais popular por conta da internet. É pensando neste público que a ASM tem investido em Bíblias em áudio e distribuindo não apenas nos EUA, mas também para Moçambique, México, Índia e outros 56 países. A entidade faz parte da International Orality Network (ION), uma afiliação de agências e organizações que querem tornar Jesus conhecido por comunicadores orais em todo o mundo e alimentar os movimentos de plantação de igrejas. “A mudança na forma como as pessoas comunicam e são influenciadas realmente teve um impacto significativo nas igrejas, denominações e ministérios como os meus, que estão procurando compartilhar a Palavra de Deus e o Evangelho de Jesus Cristo. Os métodos tradicionais com os quais nos baseamos anteriormente em leitura e escrita estão agora enfrentando a mudança de cenário desses diferentes métodos de comunicação”, disse. A ASM está se juntando a parceiros do Canadá e dos EUA na Conferência Regional da ION North America em 2019. Esses parceiros incluem o Movimento Lausanne Canadá, a Sociedade Bíblica Canadense, Imago Art e o Centro de Ministérios Interculturais Tyndale. Uma conferência como essa é especialmente relevante porque 2019 foi designada pelas Nações Unidas como o Ano Internacional das Línguas Indígenas. “Na Conferência Regional da América do Norte de 2019 [ION], vamos enfatizar as línguas indígenas. Vamos ouvir e aprender com líderes nessas comunidades sobre como eles estão compartilhando o Evangelho e como todos nós podemos estar envolvidos enfatizando a importância desses grupos de idiomas”, adiantou.


VOLTAR