03-06-2016

Esquemas da Petrobras pagaram itens pessoais da presidente Dilma, diz colunista

FOTO: COQUISTA ACONTECE

FOTO: REDE ACONTECE

Os esquemas que desviaram recursos da Petrobras foram usados para custear itens pessoais da presidente Dilma Rousseff. Segundo informações do colunista Merval Pereira, de O Globo, mensagens em posse da Procuradoria-Geral da República indicam que o cabeleireiro Celso Kamura viajava para Brasília às custas do grupo, a R$ 5 mil. Um teleprompter especial teria sido comprado para Dilma sem ser por meios oficiais, para escapar da burocracia da aquisição. De acordo com o colunista, também estão em posse da PGR mensagens que mostram conhecimento de Dilma sobre os termos de negociação da refinaria de Pasadena, antes da reunião do Conselho de Administração da Petrobras que aprovou o negócio. Os envolvidos na venda trocavam mensagens em uma rede de e-mails do Gmail que não era rastreável, já que as mensagens ficavam em uma nuvem de dados, sem serem enviadas. Uma dessas mensagens diz que “a ministra” já sabia dos arranjos dos advogados.

AQUIVO ACONTECE