Brasil confirma três primeiras mortes por chikungunya em 2015 » Rede Acontece
Últimas
18-08-2018 » Petista tenta candidatura | TSE redistribui ações contra Lula a Barroso, que decidirá questão 18-08-2018 » Ao Vivo | Acompanhe debate entre candidatos ao Planalto na RedeTV! 18-08-2018 » 1ª capa de moda da atriz | Letícia Colin vê Rosa 'cega por dinheiro' na novela Segundo Sol 18-08-2018 » Crise de imigração com venezuelanos | MDB usou tragédia para politicagem, afirma governadora de Roraima 18-08-2018 » Plano para unificar países não existe | UOL Confere: Termo Ursal, criado para ironia, agora nutre teoria conspiratória 18-08-2018 » Acusações de 'assédio frequente' | Alunas de colégio do Rio usam Twitter para denunciar assédio de professores 18-08-2018 » Pula-pulas nos acessos a favelas | Exército investiga uso de brinquedos como barreiras do tráfico no Rio 18-08-2018 » Presidente de sigla que apoia Alckmin | Ciro Nogueira, do PP, pede voto para Lula em ato de campanha de Haddad 18-08-2018 » Pesquisas Ibope nos estados | RS: Sartori lidera com 19%; Leite e Rossetto têm 8% e Jairo Jorge, 6% 18-08-2018 » Dança dos Famosos | Quadro muda vida das bailarinas do Faustão; entenda 18-08-2018 » Artista segue no SBT | 'Vai tudo bem', diz Mara após sair do Fofocalizando 18-08-2018 » Opinião | Barney: 'Imóvel', A Praça É Nossa é subversiva na TV 18-08-2018 » Durante Vídeo Show | Homem sob ataque de abelhas 'vaza' ao vivo na Globo 17-08-2018 » Investimento de 4 anos | Como transformar US$ 6 mi em US$ 200 mi? Kobe Bryant conseguiu 17-08-2018 » Os usos do ródio | Vale mais que ouro: conheça o metal mais caro do mundo 17-08-2018 » Disputa presidencial | Falha faz rivais estudarem impugnação de Alckmin 17-08-2018 » Fez 1ª convocação pós-Rússia | Ficar até Copa de 2022 não é garantido, afirma Tite 17-08-2018 » Preços atualizados | Galaxy S8, Note 8 e S9 ficam mais baratos após anúncio do Note 9 17-08-2018 » Enterro com extravagância | 'Funerais chiques' dão a bilionários última chance de ostentar riqueza 17-08-2018 » Repete plataforma do pai | Presidenciável, filho de Jango terá 'reformas de base' como mote
Publicidade
intersorft clinica master lab laboratorio centro medico sao gabriel
16 de janeiro de 2016

Brasil confirma três primeiras mortes por chikungunya em 2015

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Três pessoas morreram por chikungunya no Brasil em 2015, sendo duas na Bahia e uma em Sergipe, segundo relatório epidemiológico do Ministério da Saúde divulgado nesta sexta-feira (15). As três vítimas eram idosas, com 85, 83 e 75 anos, e apresentavam histórico de doenças crônicas. O dado aparece no mesmo relatório em que o ministério apresenta os números da dengue, doença que teve um recorde de casos no país em 2015. De acordo com o relatório, foram registrados no ano passado 20.661 casos de febre chikungunya no Brasil. Desse total, 7.823 casos foram confirmados e 10.420 estão em investigação. Atualmente, 84 municípios de com transmissão autóctone (circulação) do vírus. Em 2015, foram registrados 1.649.008 casos prováveis de dengue no país, segundo o relatório do ministério. O número é o maior registrado na série histórica, iniciada em 1990. O recorde anterior foi em 2013, com 1.452.489.Em 2015, a região Sudeste registrou o maior número de notificações (1.026.226 de casos; 62,2%) em relação ao total do paí. Em seguida vêm as regiões Nordeste (311.519 casos; 18,9%), Centro- Oeste (220.966 casos; 13,4%), Sul (56.187 casos; 3,4%) e Norte (34.110 casos; 2,1%) (Tabela 1). Foram descartados 600.432 casos suspeitos de dengue no período. Segundo o Ministério da Saúde, o pico de maior incidência da dengue ocorreu no mês de abril, com 229,1 casos para cada 100 mil habitantes, seguido de uma redução a partir do mês de maio (116,1), tendência observada nos meses seguintes até outubro (12,2). A partir de novembro (22,3), a incidência da doença começa a apresentar leve tendência de aumento. Em 2015 ocorreram 863 mortes por dengue — número também recorde. As regiões que registraram o maior número de vítimas fatais foram Sudeste (563) e Centro-Oeste (130). (Bem Estar)


VOLTAR