Brasil é um dos países onde menos se dorme no mundo, diz pesquisa » Rede Acontece
Últimas
16-12-2018 » Programa Mais Médicos | Saída de cubanos deixa bairro pobre do Rio sem médicos: Agora, só Jesus 16-12-2018 » Não passe perrengue | Bebidas, remédios, bichos? Veja o que pode trazer do exterior na mala 16-12-2018 » 50 anos de trabalho na Amazônia | 'Perdoei o índio isolado que me flechou no rosto', conta ex-sertanista 16-12-2018 » Alvos da facção em SP | PCC planeja matar deputado da bancada da bala e secretário, diz Gaeco 16-12-2018 » Consumidor é quem ganha | Maior concorrência de fintechs com bancos ajudará juro a cair, diz entidade 16-12-2018 » Novo técnico | Sampaoli cita gringos, brasileiros e pede para Santos 'segurar' saídas 16-12-2018 » Troca de acusações | Jovens pedem comida após sonho frustrado de jogar na Europa 16-12-2018 » 'Nunca tinha apanhado' | Apresentadora lembra de agressões em La Bombonera 16-12-2018 » Questão de identidade | Após saída de Gentil, Globo freia mudanças no Esporte Espetacular 16-12-2018 » Estreia antecipada | Por que Aquaman faz tanto sucesso nos cinemas da China? 16-12-2018 » Citado em relatório do Coaf | Ex-assessor de Flávio Bolsonaro, PM ganhou bônus por coragem 16-12-2018 » Novo governo | Futuro chanceler diz que Maduro não foi convidado para posse de Bolsonaro 16-12-2018 » UOL esteve na cidade | Em Abadiânia (GO), ninguém fala sobre o caso João de Deus 16-12-2018 » 50 anos do Ato Institucional | Produto do AI-5, DOI-Codi foi símbolo da repressão e da tortura na ditadura 16-12-2018 » Impacto da crise econômica no país | Número de passageiros em voos cai ao patamar do início da década
Publicidade
9 de maio de 2016

Brasil é um dos países onde menos se dorme no mundo, diz pesquisa

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

O Brasil é um dos países onde menos se dorme no mundo, segundo pesquisa global da Universidade e Michigan, nos Estados Unidos. Segundo o estudo, apenas em Cingapura e no Japão as pessoas têm qualidade de sono pior do que a dos brasileiros. Nesses três países, a população dorme em média 7 horas e meia por noite. Os campeões da soneca são os holandeses, que dormem cerca de 8 horas e 12 minutos todas as noites. A pesquisa analisou dados de 5,4 mil voluntários de 100 países. Os dados foram coletados a partir do compartilhamento voluntário de informações no aplicativo Entrain, que pretende ajudar a combater os efeitos do jet-lag. Segundo os pesquisadores, estímulos como iluminação artificial, telas de TV, computadores e smartphones acabam atrapalhando o horário natural do sono. “Por toda parte, parece que a sociedade governa a hora de ir para a cama, e dormir mais tarde está ligado à perda de horas de sono”, afirma Daniel Forger, professor da Universidade de Michigan e autor sênior do estudo. “Ao mesmo tempo, observamos um forte efeito do relógio biológico dos usuários (do aplicativo) no seu horário de despertar, e não apenas dos seus alarmes. Assim, esses achados nos ajudam a quantificar o cabo de guerra entre nossos relógios solares e sociais”, completa. Com informações da agência O Globo.


Tags:
VOLTAR