Brasil passará a ser 10º maior cotista do FMI após revisão, diz BC » Rede Acontece
Últimas
23-03-2019 » Cassio Conserino | Promotor terá que pagar R$ 60 mil a Lula por danos morais 23-03-2019 » Conheça apostas da GM | Família de novo Onix terá 5 modelos com motores eficientes 23-03-2019 » Bolsonaro e Piñera | Presidentes celebram bloco e esperam futura entrada da Venezuela 23-03-2019 » Conflito entre países | As regras que impediam uma guerra nuclear acabaram? 23-03-2019 » Em shopping de SP | Mulher diz que foi censurada por amamentar em mostra 23-03-2019 » Pessimismo | Reforma 'sobe no telhado' e ameaça lua de mel entre o mercado e o governo 23-03-2019 » Amistoso em Portugal | Apático, Brasil empata em 1 a 1 com Panamá e sai de campo vaiado 23-03-2019 » Próxima quinta-feira | Globo analisa desgaste Conmebol x Facebook e estuda jogo no SporTV 23-03-2019 » Risco em nível máximo em MG | Em caso de rompimento de barragem, Barão de Cocais seria atingida em 1h12 23-03-2019 » Brasil 1 x 1 Panamá | Paquetá brilha e abre o placar, mas agride rival em lance seguinte 23-03-2019 » Crise se aprofunda | Milhares marcham em Londres pedindo novo referendo do Brexit 23-03-2019 » Iniciada há 35 anos | Foco de denúncias, usina de Angra 3 é prioritária para Bolsonaro 23-03-2019 » Filho de ídolo do clube | Ex-São Paulo se diz frustrado por não ter defendido Corinthians: "politicagem" 23-03-2019 » Na fronteira com o Iraque | Forças aliadas dos EUA tomam último bastião do Estado Islâmico na Síria 23-03-2019 » Prisão do ex-presidente | Advogado tenta visitar Temer na PF, é barrado e deixa livro sobre Winston Churchill 23-03-2019 » Falha mecânica | Cruzeiro fica à deriva no mar da Noruega; equipes trabalham no resgate de 1.300 23-03-2019 » Reforma da Previdência | Não uso internet para agredir ninguém, diz Maia para Bolsonaro
Publicidade
INTERSORFT 100 MEGA
corretora de seguros
22 de fevereiro de 2016

Brasil passará a ser 10º maior cotista do FMI após revisão, diz BC

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

O Brasil vai subir quatro posições e passará a ser o 10º maior cotista do Fundo Monetário Internacional (FMI) após a integralização do aumento de sua cota, informou o Banco Central nesta segunda-feira (22). De acordo com o BC, a 14ª Revisão Geral de Quotas resulta de uma longa negociação que teve início após a crise de 2008 e culminou em um acordo em 2010, “visando dobrar os recursos regulares do FMI, assim como aumentar a participação relativa das economias emergentes e em desenvolvimento dinâmicas”. Com a 14ª Revisão Geral de Cotas do FMI, o processo de integralização será concluído nas próximas semanas e a participação do Brasil chegará a 2,32%, contra 1,78% anteriormente. Em nota, o BC destacou que o resultado líquido do aumento de cotas não afeta o nível das reservas internacionais do Brasil. Segundo o FMI, quatro países emergentes –Brasil, Rússia, Índia e China– estarão pela primeira vez entre os dez maiores cotistas do FMI e, de acordo com o comunicado do BC, esses países terão juntos 14,2% em cotas, ou 13,5 % em poder de voto. Com a reforma, todos os 188 membros do FMI vão ampliar sua cota de recursos no fundo para cerca de 477 bilhões de direitos especiais de saques, a moeda do FMI (US$ 659,67 bilhões ante cerca de US$ 238,5 bilhões. (G1)


VOLTAR