Brumado: Justiça obriga bancário retirar ofensas postadas no facebook contra Márcio Moreira » Rede Acontece
Últimas
16-01-2019 » Se diz explorada | Rihanna abre processo contra o próprio pai, Ronald Fenty; entenda 16-01-2019 » Contas | Veja 7 dicas para economizar na compra de material escolar 16-01-2019 » Loterias | Mega acumula e pode pagar R$ 27 milhões na quinta; veja dezenas 16-01-2019 » Copa São Paulo | Figueirense elimina Palmeiras, que mantém jejum na competição 16-01-2019 » Fim de contrato | Acusado de assédio, José Mayer deixa a Globo após 35 anos 16-01-2019 » Medida é considerada ilegal | Sindicatos querem tirar reajuste salarial de quem não pagar contribuição 16-01-2019 » Italiano preso | Bolívia descarta atuação brasileira em captura de Battisti 16-01-2019 » Querem implantar no Brasil | Bancada do PSL vai à China importar sistema que reconhece rostos 16-01-2019 » Ministro da Justiça | Para Moro, críticas indicam que decreto de posse de arma foi "ponderado" 16-01-2019 » Presidência da Câmara | Esquerda não chega a acordo e pode liberar voto de deputados 16-01-2019 » Assinado por Bolsonaro | Decreto frustra defensores de acesso a armas; indústria aprova 16-01-2019 » 1ª visita de chefe de Estado | Macri vem ao Brasil e discute com Bolsonaro Mercosul e Venezuela 16-01-2019 » Antes de tomar posse | Bolsonaro recebeu R$ 33,7 mil de auxílio-mudança da Câmara 16-01-2019 » Combustível feito em um único local | Parada em refinaria da Petrobras deixa aviões agrícolas sem gasolina 16-01-2019 » 'Frankenstein' de 2018 | Misturamos modelos de celulares para criar o 'aparelho dos sonhos' 16-01-2019 » Interpretação de mapa astral | Para de ser doida! Sense Márcia analisa a vida da youtuber Evelyn Regly
Publicidade
3 de janeiro de 2019

Brumado: Justiça obriga bancário retirar ofensas postadas no facebook contra Márcio Moreira

Foto Rede Acontece

As eleições de 2018 ainda está dando o que falar no meio jurídico em Brumado, isso, porque muitos fizeram postagens ofensivas e até calunias contra alguns candidatos na cidade. Uma liminar obriga um bancário Ruydemberg Coqueiro Pereira, a excluir o comentário que fez no perfil do Edvan Leite, Sob pena de pagamento de multa diária de R$200,00 (duzentos reais), limitada a 40 salários mínimos, caso ocorra o descumprimento. Na postagem feita pelo dono da página ‘Edvan Leite’, com os dizeres “Muitos moradores de Brumado não sabem, mas entre os bairros Olhos D’agua e Baraúnas está sendo construído o Parque da Cidade, é uma obra destinada a prática esportiva e lazer, como por exemplo pista cuper, ciclovia, aparelhos esportivos, quiosques e arborização, muito bem, essa obra tem data de início e término, início 10-05-2018 término 09-05-2019. Vocês não acham que pra uma obra que está sendo gastos dois milhões, e tendo somente 4 operários já era pra está bem adiantada e melhor gerando mais empregos porque se trata de área enorme pra ser construída? Agora no ritmo que vai dificilmente entrega na data prevista. Acorda população!”. O réu Ruydemberg Coqueiro Pereira faz o seguinte o comentário abaixo “O dinheiro deve ter sido gasto na campanha de Marcio Moreira! O campo de futebol foi a mesma coisa, o dinheiro saiu (1.500,000) gastaram na eleição de Prefeito e com isso demorou 4 anos para concluir. Isso vai demorar e as desculpas irão surgir. Agora, se não saiu nada ainda quem é o ricão que está mantendo a obra, mesmo lentamente?” o Sr. Ruydemberg Coqueiro desferiu acusação grave em desfavor do Autor Márcio Moreira da Silva, sugerindo em seu comentário que os recursos destinados a execução da obra descrita no comentário exposto acima, foram desviados para bancar a campanha do então candidato a deputado estadual Márcio Moreira, que obteve quase dez mil votos neste município. Ou seja, acusando-o de ter cometido crimes. O advogado de Moreira sustenta que diante disso, resta evidente que o réu abusou do direito de livre manifestação, extrapolando a mera crítica, invadindo a esfera pessoal, ofendendo a honra a imagem e a moral do autor, fazendo acusações sem provas. A decisão do Juiz Rodrigo Souza Britto foi publicada nesta quinta-feira (3).


VOLTAR