Câmara aprova tabela do frete e anistia multas na paralisação dos caminhoneiros » Rede Acontece
Últimas
15-11-2018 » Assista ao gol | Cruzeiro bate por 1 a 0 Corinthians, que vê risco de ir à Série B 15-11-2018 » Ação sobre sítio de Atibaia | Lula diz não crer que Marisa pediu obras: 'Fácil falar nome dela' 15-11-2018 » Brasileirão | Palmeiras vence Flu por 3 a 0 e pode ser campeão domingo; veja gols 15-11-2018 » Mais Brasileirão | Sport e Vitória ficam no 0 a 0 na Ilha do Retiro; veja os lances 15-11-2018 » Veja único gol do jogo | Atlético-MG põe fim em jejum, bate Paraná e abre vantagem no G-6 15-11-2018 » 2 a 1 | De virada, Bahia vence Ceará e se afasta do Z4; assista aos gols 15-11-2018 » Opinião | No Salão de SP, Volks é a marca com atrações mais relevantes 15-11-2018 » Caso Daniel | Polícia pede prisão de gêmeo suspeito de envolvimento no crime 15-11-2018 » Mauricio Stycer | Após Edir e Silvio, sócio da RedeTV! declara apoio a Bolsonaro ? 15-11-2018 » Relação com mundo árabe abalada | Fala de Bolsonaro afeta até negócio de escovas progressivas brasileiro 15-11-2018 » São Paulo | Abrigo vira campo de batalha entre moradores de rua e venezuelanos 15-11-2018 » Profissional está no Brasil há 20 anos | 'No Nordeste, às vezes o cubano é o 1º médico”, diz Eduardo Rodriguez 15-11-2018 » Futuro ministro da Casa Civil | 'Continua indicado, ainda', diz Bolsonaro sobre Onyx após delação sobre caixa 2 15-11-2018 » Embaixador em Roma? | Não há nada nesse sentido, diz Bolsonaro sobre embaixada a Temer 15-11-2018 » Programa de saúde | Sem cubanos, governo avalia Mais Médicos com recém-formados do Fies 15-11-2018 » Cotada para educação | Viviane Senna diz não ter planos para virar ministra 15-11-2018 » Ernesto Araújo no Itamaraty | Diplomatas reagem mal à indicação por 'quebra de hierarquia'
Publicidade
12 de julho de 2018

Câmara aprova tabela do frete e anistia multas na paralisação dos caminhoneiros

Foto Rede Acontece

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (11) a medida provisória que estabelece preços mínimos para o frete. O texto ainda tem que ser votado no Senado e passar por sanção presidencial. Na proposta, foi incluído artigo que anistia multas de trânsito e judiciais aplicadas aos caminhoneiros entre os dias 21 de maio e 4 de junho, durante a paralisação da categoria. A anistia, polêmica, tinha sido retirada da proposta do marco regulatório dos caminhoneiros, aprovado na Casa no mês passado. Pela proposta, o transporte rodoviário de cargas deverá ter seu frete remunerado em patamar igual ou superior aos preços mínimos definidos pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Os valores, segundo o texto, deverão refletir os custos operacionais do transporte, prioritariamente com base no preços do diesel e dos pedágios. De acordo com o texto, caberá à ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) elaborar uma tabela semestral com os preços de fretes, que deve ser publicada no dia 20 de janeiro e 20 de julho. A medida provisória foi uma das exigências dos caminhoneiros que paralisaram as rodovias do país por dez dias. Mesmo dentro do governo do presidente Michel Temer, a medida é polêmica. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, já chegou a afirmar que é contrário ao tabelamento. Já o Ministério da Fazenda emitiu uma nota técnica na qual critica o tabelamento do frete, que, segundo a pasta, poderia trazer risco de criação de um “cartel institucionalizado pelo Estado”. Os deputados também estabeleceram que a partir do dia 20 de julho a empresa que descumprir o tabelamento terá de pagar o dobro do valor devido ao caminhoneiro. O artigo anistia as multas recebidas entre os dias 30 de maio e 19 de julho, já durante a vigência da MP. Outra mudança com relação ao texto aprovado em comissão mista é a retirada de artigo que responsabilizava subsidiariamente plataformas que veiculassem anúncios de ofertas de frete abaixo do preço tabelado pela ANTT.


VOLTAR