Ciro Gomes é vaiado e deixa evento para prefeitos de Minas Gerais » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 19-05-2019 » Evento Cultural em SP | Virada tem arrastões e denúncias de assédio durante a madrugada 19-05-2019 » Risco de rompimento em MG | Simulado em Barão de Cocais tem protesto contra Vale 19-05-2019 » Por causa de Hitler | O dia em que o Tottenham 'declarou guerra' à Inglaterra 19-05-2019 » Especulações | Coutinho, Hazard e mais 8 agitam mercado europeu; confira 19-05-2019 » Saiu! | Ouça Paula Fernandes e Luan cantando a versão de Shallow 19-05-2019 » Bolsonaro quer corte | F-1: Petrobras não gasta R$ 782 mi em publicidade na McLaren 19-05-2019 » Jovem volta a brilhar | Fluminense faz 4 e goleia Cruzeiro no Maracanã; veja os gols 19-05-2019 » Contestadas | 30 medidas do governo Bolsonaro já são alvo de ações no Supremo 19-05-2019 » Usou detector de metal | Italiano acha moedas históricas do Brasil em AL e é detido por tentar vendê-las 19-05-2019 » Katia Rubio | Educar tem capacidade de transformar 19-05-2019 » Daniel Buarque | Brasil tem imagem externa de ser ingovernável 19-05-2019 » Cozinha Bruta | Quem zomba da mortadela tem nojo de pobre 19-05-2019 » Rodrigo Zeidan | Inflação e recessão já estão virando a rua 19-05-2019 » Daniel Castro | Justus e diretor da Band disputam fofoqueiro 19-05-2019 » Renato S. de Lima | Vida de 5 milhões de pessoas feridas é ignorada 19-05-2019 » D. Magnoli | Prazo de validade de presidente é 2020 19-05-2019 » Paola Machado | Por que não avacalhar a dieta no fim de semana 19-05-2019 » Perrone | Carille paga por fraco desempenho de Boselli 19-05-2019 » Flávio Ricco | Prateleira de novos programas pesa na Band 19-05-2019 » Jean Wyllys | Deu esperança e orgulho ver os atos por educação
Publicidade
corretora de seguros
INTERSORFT 100 MEGA
20 de junho de 2018

Ciro Gomes é vaiado e deixa evento para prefeitos de Minas Gerais

Foto: Reprodução

O pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) foi vaiado durante a realização do 35º Congresso Mineiro de Municípios, voltado para prefeitos, vice-prefeitos e vereadores das cidades mineiras, realizado no estádio Mineirão nesta terça-feira, 19. Após fazer suas considerações iniciais e ser interrompido pela organização, o pedetista se recusou a responder uma nova pergunta e abandonou o evento. Antes de subir ao palco, Ciro chegou a ser aplaudido por parte da plateia. No entanto, o clima mudou após o presidenciável ser interrompido quando respondia a uma pergunta. Ciro foi questionado sobre repasses da União e como melhorar a arrecadação dos municípios e, em sua resposta, defendeu a instauração de uma reforma tributária. “Eu estava falando sobre isso, ele (mestre de cerimônias) sequer ouviu e faz a mesma pergunta que estava falando e ele interrompeu. Então está respondido”, disse o pré-candidato, o que provocou vaias na plateia. O pedetista afirmou que não tinha sido avisado de que teria apenas três minutos para responder as questões, mas de que teria trinta minutos para falar. Ele ainda tentou justificar e voltar a falar, mas ficou irritado com a reação do público. Ciro chegou a ser aplaudido ao questionar sobre a presença do outro pré-candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, e afirmou querer governar o País para restaurar a autoridade. No entanto, o pré-candidato se recusou a fazer as considerações finais e deixou o palco antes da hora prevista. O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Julvan Lacerda, pediu educação para o público e disse que o pedetista tinha o direito a fazer as reclamações sobre a organização do evento. Procurado por jornalistas no final do evento, Ciro disse que não ia comentar o caso. Esta é a segunda polêmica em que o presidenciável do PDT se envolve nesta semana. Nesta segunda-feira, 18, em entrevista à Rádio Jovem Pam, Ciro chamou o vereador de São Paulo Fernando Holiday (DEM) de “capitãozinho do mato”. “Esse Fernando Holiday aqui é um capitãozinho do mato. Porque a pior coisa que tem é um negro usado, pelo preconceito, para estigmatizar”, afirmou Ciro Gomes. O debate, realizado também com outros pré-candidatos à Presidência, tinha como regra a definição de tempo limite para todos os que falavam ao palco. Os presidenciáveis tinham cinco minutos para fazer uma introdução, depois respondiam a duas perguntas, com três minutos de resposta para cada questão, e, em seguida, mais cinco minutos para as considerações finais. Alvaro Dias (Podemos), que antecedeu a apresentação de Ciro, chegou a ter o microfone cortado quando excedeu o tempo. Também participaram do debate Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), Paulo Rabello de Castro (PSC) e Henrique Meirelles (MDB). Ao subir para o palco do Congresso, Ciro Gomes chegou acompanhado do pré-candidato ao governo de Minas Gerais, Marcio Lacerda (PSB). Cotado para ser o vice de Ciro, o ex-prefeito de Belo Horizonte foi saudado pelo pedetista como “futuro governador de Minas Gerais”.


VOLTAR