Consumo de TV pela internet cresce 102% em apenas um ano » Rede Acontece
Últimas
17-01-2019 » Inseparáveis | Por que você vai ouvir falar muito de Arielle, a coreógrafa da Anitta 17-01-2019 » Bem além da passarela | 5 lutas compradas por Gisele que a tornaram mais do que modelo 17-01-2019 » Discurso nos EUA; veja | Bolsonaro elogiado por Trump? No contexto, talvez não seja assim 17-01-2019 » Deputada e socialista | Por que Ocasio-Cortez é a mulher mais importante dos EUA? 17-01-2019 » Jack estava internada | Ginasta brasileira que defendeu seleção morre aos 17 anos 17-01-2019 » Sexo sem tabu | 'Com 16 eu tinha cama de casal', diz youtuber Dora Figueiredo 17-01-2019 » Onda de violência no estado | Governador do CE pede a Moro reforço em segurança por reação de facções 17-01-2019 » Grito de carnaval da cidade | Shows do CarnaUOL serão em frente ao sambódromo de SP; veja atrações 17-01-2019 » Mercado financeiro | Bolsa sobe e fecha acima de 95 mil pontos pela 1ª vez; Taurus salta 14% 17-01-2019 » Brecha na segurança | Vazamento na web atinge 800 milhões de e-mails e senhas; veja se foi afetado 17-01-2019 » Educação | Economista que chamou docentes de manipuladores será coordenador do Enem 17-01-2019 » Reforma da previdência | Governo quer restringir acúmulo de pensão com aposentadoria 17-01-2019 » No Fórum de Davos, na Suíça | Guedes apresentará privatizações e Previdência como vitrines do Brasil 17-01-2019 » Senador eleito pelo PSL | MP do Rio usa Coaf como 'atalho' para burlar Justiça, diz Flávio Bolsonaro 17-01-2019 » Liminar parou investigação de Queiroz | Flávio Bolsonaro alega ter foro e pede anulação de provas do Coaf no STF 17-01-2019 » Normal ou cesariana? | Como disputas ideológicas no Brasil chegaram ao parto 17-01-2019 » UOL Líderes | País não sobreviverá sem reformas, diz vice da Microsoft América Latina 17-01-2019 » Celular, isqueiro, cabo USB... | Preso tenta voltar para a cadeia com 62 objetos no estômago em SC
Publicidade
25 de janeiro de 2016

Consumo de TV pela internet cresce 102% em apenas um ano

Foto: Guanambi Acontece

Foto: Guanambi Acontece

Uma pesquisa realizada pela Adobe revela que a quantidade de programas assistidos através da internet cresceu 102% em apenas um ano, de 2015 para 2014. Especialistas comentam que esta tendência veio para ficar, segundo o Extra. Este caso não é relativo a serviços de streaming, como Netflix, mas de TVs que agora disponibilizam seu conteúdo não apenas na TV, como também pela internet, representando uma concorrência direta aos canais de TV pagos. No Brasil, um exemplo recente é o Globo Play, da TV Globo. “As previsões pessimistas sobre um possível declínio da TV não se confirmaram: nunca se viu tanta TV quanto hoje. Não importa se o conteúdo é consumido num smartphone ou numa tela de 60 polegadas, se é linear ou on demand: é tudo TV”, comenta Erick Brêtas, diretor de Mídias Digitais da Globo. Ian Burns, diretor de Criação da agência Huge, vê um grande problema para os canais de tv pagos. “O negócio das TVs por assinatura é vender um monte de canais que as pessoas não querem. Isso não vai durar para sempre. Com mais opções, os consumidores vão escolher quais canais vão assinar”, analisa.


Tags:
VOLTAR