Coronel gastou R$ 566 mil de verba pública em firmas da família e de assessor, diz jornal » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 29-05-2020 » Pandemia pelo Brasil | Pelo 3º dia seguido, Brasil tem mais de mil mortes por covid-19 em 24 horas 29-05-2020 » Investigações | Maioria do STF defende manutenção de inquérito de fake news 29-05-2020 » Pandemia pelo mundo | Número de novos casos de covid-19 na Itália sobe pelo 2º dia seguido 29-05-2020 » Texto vai ao Senado | Câmara aprova MP que suspende contratos e corta salário de trabalhadores 29-05-2020 » Benefício do governo | Auxílio: Caixa e Elo privilegiam empresas de maquininhas de grandes bancos 29-05-2020 » Ministro da Educação | Abraham Weintraub 'extrapolou' em falas durante reunião, diz Jair Bolsonaro 29-05-2020 » Crise entre poderes | Para líderes no Senado, Congresso deve agir antes que haja um golpe 29-05-2020 » Secretária de Cultura | Uma semana depois de anunciar saída, Regina Duarte segue no cargo 29-05-2020 » Vítima de ação policial | Crescem protestos nos EUA pela morte de homem negro 29-05-2020 » Quarentena na capital de SP | 'Tivemos autorização, e não ordem de reabrir', diz prefeito 29-05-2020 » Medicamento | Entidades pedem ao STF suspensão do protocolo da cloroquina contra covid-19 29-05-2020 » Coronavírus no Brasil | Senado aprova linha de crédito de até R$ 100 mil para médicos e veterinários 29-05-2020 » Governo | Bolsonaro diz que Aras é nome forte para eventual terceira vaga no STF 29-05-2020 » Aqui, não! | Zoom bota até inteligência artificial contra orgia 29-05-2020 » Flávio Ricco | Jornalista da CNN desmaia após reportagem no AM 29-05-2020 » 'Vontade de chorar' | F. Keulla pede dicas para Marcela após falha em sexo anal 29-05-2020 » 'De Férias com o Ex' | Reality tem sexo frenético, recaídas e massagem erótica 29-05-2020 » Na CNN | Comentarista explica saudação nazista e se desculpa 29-05-2020 » Mas não sabia letra | Top de Joelma arrebenta em live, e filha pega microfone 29-05-2020 » Arte do brasileiro Mauricio Lima | Fotógrafo registra Paris vazia na pandemia a partir de imagens clássicas de Eugêne Atget
Publicidade
30 de setembro de 2019

Coronel gastou R$ 566 mil de verba pública em firmas da família e de assessor, diz jornal


Foto Rede Acontece

O senador Angelo Coronel (PSD-BA) teria gastado R$ 566 mil em recursos públicos com empresas de comunicação que pertencem a seus familiares e a um ex-assessor, de acordo com reportagem da Folha publicada hoje (30). Ele nega, no entanto, que tenha usado a verba de forma irregular. Os valores da cota parlamentar foram gastos entre os anos de 2015 e 2018, período em que Coronel ainda era deputado estadual na Bahia. Em quatro anos, segundo a reportagem, o gabinete do então deputado emitiu 11 ordens de pagamento no valor total de R$ 173 mil para a BS2 Marketing e Publicidade. A empresa pertence à Corel Brasil Holding, conglomerado que tem como presidente Angelo Mario de Azevedo Martins Filho, um dos filhos do hoje senador. Além disso, a Corel Brasil Holding tem como acionista único a Jet International Trading, offshore com sede no Panamá e que tem o próprio Angelo Coronel como diretor-presidente. O grupo ainda detém outras empresas ligadas ao senador, como a Jet Gold Serviços Aéreos, dona da aeronave na qual o senador costuma viajar entre Salvador e Brasília, que é abastecida com recursos da cota parlamentar do Senado. O então deputado Angelo Coronel ainda gastou outros R$ 392 mil da verba da cota parlamentar com a XYZ Comunicação e Marketing. Esta empresa, por sua vez, pertence a Marcelo Cerqueira dos Santos, que atuou assessor de Coronel na Assembleia Legislativa da Bahia. Ele também é diretor de quatro empresas controladas pelo Grupo Corel, que pertence à família do senador. Registros da Receita Federal mostram que a firma de Marcelo Cerqueira dos Santos funciona em um edifício comercial de Salvador, em uma sala vizinha da sede empresa Jet Gold Serviços Aéreos, que pertence à família do senador. No mesmo local, até dezembro de 2018, também funcionava a Corel Brasil Holding. A reportagem aponta que o volume de recursos despendidos em empresas da família e de assessores do senador pode ser maior. A Folha pediu, por meio da Lei de Acesso à Informação, acesso aos dados de gastos do gabinete de Angelo Coronel entre 1995 e 2014. Neste período, ele cumpriu cinco mandatos consecutivos como deputado estadual. A Assembleia Legislativa da Bahia, contudo, informou que a documentação teria sido descartada pelo tempo ou ainda destruída no incêndio que atingiu arquivos da Diretoria Financeira da Casa. Em nota, o senador Angelo Coronel afirmou que as empresas prestaram serviços de divulgação de mandado parlamentar e destacou que esta “deve ser confiada a pessoas de estrita confiança por ser estratégica para o mandato”. Sobre a contratação da BS2 Marketing e Publicidade, ele diz que a firma “era dirigida por Marcelo Cerqueira dos Santos, que não é membro da família”. No entanto, não cita que a empresa pertence à Corel Brasil Holding, que tem como presidente Angelo Coronel Filho e pertence à sua família. Sobre a contratação da XYZ Comunicação e Marketing, o senador declara que tem relação apenas comercial com a empresa, “que foi contratada legalmente”. Conrel ainda afirma que Marcelo Cerqueira dos Santos “não cuida dos negócios particulares do senador”. A afirmação dele, no entanto, contrasta com dados da Junta Comercial da Bahia que mostram que Santos é presidente ou diretor de quatro empresas que pertencem à Corel Brasil Holding, da família do senador.


VOLTAR