Cúpula petista descarta diálogo com Temer para deter crise » Rede Acontece
Últimas
13-12-2018 » Avaliação dos governos | CNI/Ibope: 75% aprovam primeiras medidas de Bolsonaro para o governo 13-12-2018 » Ex-Corinthians | Fla estuda Rodriguinho decisivo, mas fase no Egito é oposta 13-12-2018 » Final é hoje | Fogo no feno! Relembre as 10 maiores tretas de A Fazenda 10 13-12-2018 » Previsto para 2019 | Será o novo VW Golf? Hatch misterioso é flagrado em testes 13-12-2018 » Distante dos favoritos | Aquaman é resposta a 45 anos de zoação com o herói da DC 13-12-2018 » Estádio alviverde | Empresário de proposta bilionária ao Palmeiras tentou comprar Allianz 13-12-2018 » Decisões da Justiça Eleitoral | TSE arquiva ação contra Bolsonaro em caso envolvendo dono da Havan 13-12-2018 » Caso Coaf | 'Não vou decepcionar ninguém', diz Flávio Bolsonaro sobre ex-assessor 13-12-2018 » Levou a Sul-Americana | Pablo vai de 'parça de CR7' a destaque do Atlético-PR campeão 13-12-2018 » Acusado de abusos | GO: após pedido de prisão, centro de João de Deus amanhece esvaziado 13-12-2018 » Desvio de recursos | PF prende prefeito, ex-secretário e faz buscas na Câmara de Mauá (SP) 13-12-2018 » Ataque a igreja em SP | Quinta vítima de atirador de Campinas é velada 13-12-2018 » Pediu recuperação judicial | Credores entram na Justiça contra garantia de aeronaves à Avianca 13-12-2018 » Liminar da tabela do frete | Líder celebra decisão de Fux: Momento não é de greve de caminhoneiros 13-12-2018 » 'Queremos ser brasileiros' | O que dizem os médicos cubanos que querem continuar no Brasil 13-12-2018 » Exausto e desidratado | Homem é libertado após passar dois dias preso em chaminé na Califórnia 13-12-2018 » Rota 2030 vira lei | Carro nacional ficará mais seguro, mas preço não cairá, dizem especialistas
Publicidade
30 de maio de 2018

Cúpula petista descarta diálogo com Temer para deter crise

Foto Reprodução

Reunido na noite da última segunda-feira (28) em São Paulo, o comando do PT rechaçou qualquer gesto de condescendência para com o presidente Michel Temer, que enfrenta crise na negociação pelo fim da greve dos caminhoneiros. Após avaliação do quadro político, a cúpula petista descartou a possibilidade de qualquer gesto em favor da permanência de Temer no cargo, reafirmando que “não haverá diálogo com golpista”.  Segundo participantes, ainda que quisesse, o partido não teria condições de impedir uma queda de Temer ou nem mesmo evitar um golpe militar. O chamado conselho político do PT decidiu investir contra a manutenção de Pedro Parente à frente da Petrobras, insistindo na tese de que ele é o responsável pela crise que o país atravessa. A ideia é responsabilizar Parente pela desnacionalização da empresa, beneficiando acionistas em detrimento dos brasileiros. Na presença do presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores), os petistas decidiram também apoiar a paralisação dos petroleiros, programada para acontecer a partir desta quarta-feira (30) no período de 72 horas.

Pela previsão original, os petroleiros parariam durante o feriado de Corpus Christi. Mas a greve foi antecipada em decorrência do movimento dos caminhoneiros. Apesar da relutância de participantes da reunião -contrários ao movimento dos petroleiros- a conclusão dos petistas foi de que a paralisação não traria impacto já que há estoque suficiente de combustível por causa da greve dos caminhoneiros. Ainda segundo participantes, o ex-ministro Celso Amorim e o ex-presidente do PT José Genuino eram os mais preocupados ante a possibilidade de um golpe militar. Além de minimizar essa hipótese, petistas reconheceram incapacidade de evitar essa ameaça. Os dirigentes do PT decidiram apressar os preparativos para lançamento da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 9, em Belo Horizonte. Em resposta ao risco de adiamento ou antecipação das eleições -cenários também analisados- petistas definiram como mote “eleições livres e democráticas”, sem citar datas. Falar em outubro, admite um petista, seria uma demonstração indireta de solidariedade a Temer.


VOLTAR