'Dedo de Constantino' é encontrado no Museu do Louvre » Rede Acontece
Últimas
17-01-2019 » Inseparáveis | Por que você vai ouvir falar muito de Arielle, a coreógrafa da Anitta 17-01-2019 » Bem além da passarela | 5 lutas compradas por Gisele que a tornaram mais do que modelo 17-01-2019 » Discurso nos EUA; veja | Bolsonaro elogiado por Trump? No contexto, talvez não seja assim 17-01-2019 » Deputada e socialista | Por que Ocasio-Cortez é a mulher mais importante dos EUA? 17-01-2019 » Jack estava internada | Ginasta brasileira que defendeu seleção morre aos 17 anos 17-01-2019 » Sexo sem tabu | 'Com 16 eu tinha cama de casal', diz youtuber Dora Figueiredo 17-01-2019 » Onda de violência no estado | Governador do CE pede a Moro reforço em segurança por reação de facções 17-01-2019 » Grito de carnaval da cidade | Shows do CarnaUOL serão em frente ao sambódromo de SP; veja atrações 17-01-2019 » Mercado financeiro | Bolsa sobe e fecha acima de 95 mil pontos pela 1ª vez; Taurus salta 14% 17-01-2019 » Brecha na segurança | Vazamento na web atinge 800 milhões de e-mails e senhas; veja se foi afetado 17-01-2019 » Educação | Economista que chamou docentes de manipuladores será coordenador do Enem 17-01-2019 » Reforma da previdência | Governo quer restringir acúmulo de pensão com aposentadoria 17-01-2019 » No Fórum de Davos, na Suíça | Guedes apresentará privatizações e Previdência como vitrines do Brasil 17-01-2019 » Senador eleito pelo PSL | MP do Rio usa Coaf como 'atalho' para burlar Justiça, diz Flávio Bolsonaro 17-01-2019 » Liminar parou investigação de Queiroz | Flávio Bolsonaro alega ter foro e pede anulação de provas do Coaf no STF 17-01-2019 » Normal ou cesariana? | Como disputas ideológicas no Brasil chegaram ao parto 17-01-2019 » UOL Líderes | País não sobreviverá sem reformas, diz vice da Microsoft América Latina 17-01-2019 » Celular, isqueiro, cabo USB... | Preso tenta voltar para a cadeia com 62 objetos no estômago em SC
Publicidade
5 de junho de 2018

‘Dedo de Constantino’ é encontrado no Museu do Louvre

Foto: Reprodução

O dedo da mão da estátua do imperador Constantino exposta nos Museus Capitolinos, em Roma, foi achado no Louvre, em Paris, na França. Com 38 centímetros e de propriedade da coleção do banqueiro romano Giampietro Campana, o dedo pode estar há centenas de anos no acervo do museu parisiense.

A descoberta foi feita no dia 17 de maio, durante um projeto de pesquisa sobre as técnicas de produção de esculturas em bronze, realizado pelo próprio Louvre e pelo Centro de Pesquisa e Restauração dos Museus da França. O departamento de antiguidades gregas, etruscas e romanas do Louvre resolveu testar a hipótese de o fragmento ser da estátua de Constantino em conjunto com o museu italiano, e foi confirmado que a reprodução em resina do dedo, feita em 3D, se encaixava perfeitamente na mão da escultura.

Agora uma pesquisa está em andamento para entender quando o dedo foi retirado e como ele chegou na coleção de Campana. “O dedo provavelmente se destacou na separação entre a mão e o globo que originalmente existia, quando, em 1584, este último foi colocado no topo de uma coluna”, disse Claudio Presicce, superintendente dos Museus Capitolinos.

Ainda segundo Presicce, uma gravura de 1759 publicada pelo abade Diego Revillas já representava a mão sem o indicador. Os Museus Capitolinos avaliam a hipótese de emprestar a mão de Constantino ao museu parisiense, para a exposição “Um sonho da Itália”, que será realizada entre os dias 7 de novembro e 11 de fevereiro. Por sua vez, o Louvre estuda a possibilidade de exibir a mão em Roma já integrada ao dedo. (ANSA


VOLTAR