Delator da OAS diz que caixa 2 ficou ‘impraticável’ por causa de impostos » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 20-05-2019 » Movimento xamânico | Indígenas usam turismo e ayahuasca por dinheiro e segurança na mata 20-05-2019 » Plano do governo Bolsonaro | Reserva que seria 'nova Cancún' tem golfinho isolado e área pequena 20-05-2019 » Reconhece sozinho o seu rosto | Com reconhecimento facial, vigia estilo anime ganha 'vida' no Japão 20-05-2019 » Relações exteriores | Apesar da promessa de Trump, Brasil não espera apoio formal à entrada na OCDE 20-05-2019 » Nível máximo de alerta em MG | Barragem em risco de desmoronamento cria 'terrorismo psicológico' 20-05-2019 » Brasileiro | Carille valoriza vitória fora de casa e minimiza pressão do Athletico 20-05-2019 » Acabou neste domingo | Game of Thrones tem final agridoce; saiba como a série termina 20-05-2019 » Confirmou oferta | Drogba explica por que não fechou com o Corinthians em 2017 20-05-2019 » Assista aos gols | Ceará faz 2 a 1 e mantém Grêmio na zona de rebaixamento 20-05-2019 » PM diz apurar o caso | Vídeo mostra PM dando voadora em moradores da Brasilândia, em SP 20-05-2019 » Está fazendo 'drama' | Janaina Paschoal se diz contra manifestações de apoio a Bolsonaro 20-05-2019 » Estreia de Luxemburgo | Com gol aos 49 min do 2º tempo, Avaí empata com Vasco por 1 a 1 20-05-2019 » Josias de Souza | Gestão da guerra, pela guerra e para a guerra 20-05-2019 » Mauricio Stycer | Globo e Record usam novelas contra crises 20-05-2019 » H. Schwartsman | Críticas de Bolsonaro servem para seu governo 20-05-2019 » Flávio Ricco | Record mira profissionais da Band 20-05-2019 » F. Torres | No Brasil, a mudança se deu com os milicos 20-05-2019 » Flávio Prado | Enquanto Sampaoli vai mal, Diniz vai bem 20-05-2019 » Mariliz P. Jorge | Não fui criada para ir ao supermercado 20-05-2019 » R. A. Pereira | Idiotas úteis são o melhor tipo de idiota
Publicidade
corretora de seguros
INTERSORFT 100 MEGA
23 de abril de 2019

Delator da OAS diz que caixa 2 ficou ‘impraticável’ por causa de impostos

Foto Reprodução

“Fazer caixa dois no Brasil estava ficando impraticável, uma vez que os controles e órgãos do Estado estavam cada vez mais robustos e por ser tributariamente muito caro.” Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, a revelação é do ex-executivo da empreiteira OAS Mateus Coutinho, em depoimento de delação que expõe uma rotina de busca por artifícios dentro da construtora para viabilizar lavagem de dinheiro e pagamentos ilegais para políticos. A OAS é uma das principais empreiteiras do país e enfrenta dificuldades desde que se tornou alvo da Lava Jato, em 2014. Entrou em recuperação judicial em 2015, quando tinha estimados 100 mil colaboradores diretos e indiretos, e hoje tenta firmar um acordo de leniência. Em cerca de 180 páginas de depoimentos obtidas pelo jornal paulista, um grupo de ex-funcionários da empreiteira relata missões em outros países para estruturar o caixa de propinas e uma rotina de reuniões com o topo da hierarquia da construtora para anotar pedidos de repasses, além do dia a dia de burocracias para administrar essa contabilidade paralela. A delação abrange principalmente o período pré-Lava Jato, até 2014 (governos Lula e Dilma Rousseff). Recrutados de áreas como planejamento tributário, em sua maioria de perfil jovem e de carreiras como economistas e contador, eles se identificaram aos investigadores da Lava Jato com ex-ocupantes de cargos como “gerente de caixa dois no Nordeste” ou responsável pela “área internacional de caixa dois”. “Quem detinha poderes para requisição de caixa dois eram os presidentes [da companhia], vice-presidentes, diretores superintendentes, diretores corporativos e líderes”, afirmou Coutinho.


VOLTAR