Deputado pede que CNJ investigue presidente do TJ-BA por grilagem de terras em Formosa do Rio Preto » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 01-06-2020 » Pandemia de coronavírus | Brasil bate 500 mil casos e torna-se epicentro da covid-19 no mundo 01-06-2020 » Domingo de manifestações | Bolsonaro sobre passeio a cavalo em ato no DF: 'Estarei onde o povo estiver' 01-06-2020 » Manifestações | Confrontos entre atos anti e pró-Bolsonaro marcam domingo tenso no país 01-06-2020 » Bandeira de grupo em ato | Associação entre bolsonaristas e a Ucrânia gera incômodo na Rússia 01-06-2020 » Contrariando Código Penal | Abraham Weintraub teve privilégio ao prestar depoimento dentro de ministério 01-06-2020 » Benefício de R$ 600 | Mais de 27 mil foragidos tiveram auxílio emergencial aprovado, revela TV 01-06-2020 » Nave da SpaceX | Após viagem de 19 horas, astronautas da Nasa chegam à ISS com capsula Dragon 01-06-2020 » Mostrado pela Globo | Youtuber desafia polícia a 200 km/h e diz que velocidade é 'fake' 01-06-2020 » Dados da Anatel | Na quarentena, TV paga perde 55 mil assinantes em abril 01-06-2020 » Perrone | Escapadas de F. Luís e Diego mostram reflexo negativo de treinos 01-06-2020 » Em área nobre de SP | Empresário acusado de violência doméstica xinga e ameaça PM 01-06-2020 » Televisão | Com menos destaque aos atos nos EUA, CNN perde da GloboNews 01-06-2020 » Mauricio Stycer | Cinco situações críticas para o jornalismo em apenas sete dias 01-06-2020 » Suspeita de covid-19 | Ex-juiz Nicolau dos Santos Neto morre aos 91 anos em São Paulo 01-06-2020 » Reprisado na SporTV | 'Quando o BR se acha favorito, é problema', diz Muricy sobre 7 a 1 01-06-2020 » De volta ao Flu | Fred pede volta de T. Silva, e Bittencourt apela para torcida 01-06-2020 » Sobre coronavírus | Como se manter informado sem sofrer 'overdose' de notícias 01-06-2020 » Tinham 19 e 20 anos | Dois ex-jogadores de futsal morrem em acidente de carro no PR 01-06-2020 » Briga entre os poderes | Gilmar: 'Votos não autorizam Bolsonaro a descumprir a Constituição' 01-06-2020 » Caso George Floyd | Motorista avança caminhão contra manifestação antirracista nos EUA
Publicidade
8 de maio de 2019

Deputado pede que CNJ investigue presidente do TJ-BA por grilagem de terras em Formosa do Rio Preto

Foto Rede Acontece

Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara, e ex-ministro da Justiça, Osmar Serraglio (PP) ingressaram com uma reclamação disciplinar no Conselho Nacional de Justiça contra o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, Gesivaldo Britto e outras duas magistradas – Marivalda Almeida Mourinho e Eliene Simone Silva. O deputado foi um dos requerentes de uma audiência pública realizada em dezembro do ano passado para debater o conflito fundiário em Formosa do Rio Preto, na Bahia. A audiência apurou a existência de mecanismos sistêmicos de grilagem de terras no oeste do Estado. O texto da reclamação, divulgada na íntegra pelo site Conjur, aponta a existência de um esquema que conta com o auxílio de membros do judiciário baiano, incluindo a manipulação e inserção fraudulenta de dados nos registros públicos com o objetivo de desapossar mais de 300 agricultores. “O Desembargador Gesivaldo Britto, atual presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, vem designando ad hoc juízes para as comarcas de Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia em afronta aos critérios legais e com o único intuito de beneficiar o casal José Valter Dias e Ildemir Gonçalves Dias”, acusa. O documento aponta que, neste contexto, as juízas Marivalda Almeida e Eliene Simone praticaram atos “absolutamente ilegais”, em absoluto prejuízo à confiabilidade do Sistema de Justiça. Em março deste ano, o CNJ anulou um ato da corte baiana que substituiu 300 matrículas de imóveis por apenas uma, em favor de José Valter Dias e Ildemir Gonçalves. Na ocasião, o corregedor nacional de justiça, Humberto Martins, intimou o TJ-BA a se manifestar sobre o possível envolvimento de magistrados locais na manipulação de dados públicos. Procurada pelo BNews, a assessoria do TJ-BA, informou através de nota que está adotando as medidas cabíveis com relação a matéria divulgada no Conjur. O órgão também afirmou que “repudia veementemente qualquer manifestação caluniosa contra qualquer um de seus membros”.


VOLTAR