Deputado pede que PF investigue possível venda de mandato de Jean Wyllys » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 16-06-2019 » Schwartsman | Critérios errados de escolha levam a chefes ruins 16-06-2019 » Deysi Cioccari | A eleição de Bolsonaro para além da facada 16-06-2019 » Coworking | Empresa faz ponte entre corporações e startups 16-06-2019 » Tostão | Seleção não empolgou nem decepcionou 16-06-2019 » Angela Alonso | Só não viram deslizes os cegos de ódio pelo vilão 16-06-2019 » Reinaldo Lopes | O que pode explicar o fim de povos amazônicos 16-06-2019 » Padiglione | Paródia de Moro compensa timidez editorial da Globo 16-06-2019 » PVC | Copa América deixou uma coleção de lendas 16-06-2019 » Stycer | Emissoras usam confusão entre ator e personagem 16-06-2019 » Marcos Lisboa | Não se sabe como os vazamentos terminam 16-06-2019 » Fernanda | O totalitarismo iguala Hitler, Mao, Mussolini, Stálin 16-06-2019 » Antonio Prata | O maior caso de delírio coletivo da história humana 16-06-2019 » Pediu demissão após fala de Bolsonaro | CPI do BNDES quer que Levy explique demissão e 'caixa preta' 16-06-2019 » Mais Copa feminina | Após sofrer 17 gols, Tailândia marca e leva comissão às lágrimas 16-06-2019 » A cara do bebê real | Meghan e príncipe Harry mostram o rosto de Archie pela 1ª vez 16-06-2019 » Não deve ficar no PSG | Livre no mercado, Dani Alves avisa que 'não tem medo de desafios' 16-06-2019 » Caso Neymar | Novo advogado diz que Najila é vítima de 'fanáticos do futebol' 16-06-2019 » Delis Ortiz | Repórter da Globo dá uma Bíblia a Bolsonaro após café no Planalto 16-06-2019 » Mortos no Rio em abril | MPF apela a Dodge para investigar militares que fuzilaram músico e catador 16-06-2019 » Mais sobre vazamentos | 'Chat secreto' e envio de arquivos levaram MPF a adotar Telegram
Publicidade
13 de junho de 2019

Deputado pede que PF investigue possível venda de mandato de Jean Wyllys

Foto: Bernardo Caram

Membro da Bancada Evangélica, o deputado José Medeiros (PODE-MT) suspeita que o ex-deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) pode ter vendido seu mandato para o suplente, David Miranda (PSOL-RJ). Medeiros protocolou um ofício para a Procuradoria-Geral da República (PGR) e para a Polícia Federal (PF) reforçando o pedido de investigação. Wyllys deixou o cargo alegando perseguição e ameaças, abrindo caminho para que David assumisse na Câmara dos Deputados. Por isso, José Medeiros pede que os sigilos fiscais de Wyllys e do jornalista Glenn Greenwald sejam quebrados. O jornalista é o companheiro de David, e responsável por vazar ilegalmente conversas entre o ex-juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol. Editor-chefe do site The Intercept, Glenn Greenwald é próximo de Wylys e não esconde seu desafeto pelo presidente Jair Bolsonaro, que também é alvo de críticas do ex-deputado. O norte-americano já usou o Twitter para afirmar que seria preciso uma “estratégia eficaz para bater Bolsonaro”. Esses diálogos entre integrantes da força-tarefa da Lava Jato foram obtidos de maneira anônima, mas não se descarta ligação do jornalista com hackers responsáveis pela invasão dos celulares das autoridades. “Tem que parar de ser ingênuo. Há um claro objetivo político de desestabilizar tudo, parar a Lava Jato e impedir a reforma da Previdência. Estamos em guerra contra uma quadrilha”, disse José Medeiros ao O Antagonista. Para o deputado, Glenn também pode ter financiado os ataques contra as autoridades, pagando hackers para invadir os celulares dos procuradores e posteriormente alegando que a fonte da matéria é anônima. Para ele, trata-se de uma “invasão cibernética promovida e patrocinada por estrangeiros”.


VOLTAR