Descoberta: Cogumelos alucinogênios ajudam a curar esta doença » Rede Acontece
Últimas
21-07-2018 » "Diferente de tudo que a DC já fez" | Trailer inédito de Aquaman revela mundo subaquático do herói; veja 21-07-2018 » É só dizer a palavra mágica | Primeiro trailer de Shazam promete versão divertida do herói; assista 21-07-2018 » "Tiro ao alvo" com pré-candidato | Jair Bolsonaro volta a aparecer com criança fazendo gesto de arma 21-07-2018 » Entre brecha na lei e fiscalização falha | Como Dr. Bumbum conseguia atuar sem especialização? 21-07-2018 » Você pode estar 'rico' sem saber | Jogou fora brinquedos da infância? Hoje eles podem valer uma nota 21-07-2018 » Luta contra o câncer | Ana Furtado festeja volta ao "É de Casa": "Muito feliz" 21-07-2018 » Foi se exibir | Homem faz gracinha e estraga Lamborghini 21-07-2018 » Herói canino | Cão pula na frente de cobra e é picado no lugar da dona 21-07-2018 » Dirigiu "G. da Galáxia" | James Gunn fez vídeo "quase pornô" com Sasha Grey 21-07-2018 » Árbitro de vídeo | Mattos: VAR corrigiria cerca de 100 erros de juízes no Brasileiro 21-07-2018 » Alvo de operação da PF | "Já enchi mochila de dinheiro", diz motorista de ex-dirigente da Dersa 21-07-2018 » Problemas na imigração | Itamaraty: 19 crianças brasileiras já foram reunidas aos pais nos EUA 21-07-2018 » "Segundo Sol" | Poemas a youtubers: como atores aprendem o sotaque baiano 21-07-2018 » Eleições 2018 | Líderes do centrão são alvo de ao menos 13 inquéritos na Justiça 21-07-2018 » Voos atrasados e cancelados | Pane de radares ainda afeta aeroportos de SP 21-07-2018 » Transporte lotado | Cidades crescem 10 vezes em 70 anos e têm de melhorar mobilidade 21-07-2018 » Proliferação de fungos | Umidificador ligado a noite toda pode fazer tão mal quanto o ar seco 21-07-2018 » Candidatos ao governo | Eleição no Rio terá embate entre 'outsiders' e políticos de carreira 21-07-2018 » Palco era presídio em SP | PCC planejou resgate com caminhão "blindado" 21-07-2018 » Zoeira não fica de fora | A nova da Anitta: a reação da internet ao clipe de Medicina
Publicidade
intersorft supermercado centrel centro medico sao gabriel lab laboratorio clinica master grafica bandeirante
7 de julho de 2018

Descoberta: Cogumelos alucinogênios ajudam a curar esta doença

Foto: Reprodução

O alucinogênio psilocibina, o princípio ativo de mais de 100 espécies de cogumelos ‘mágicos’, é de acordo com uma nova pesquisa uma solução eficiente para tratar os casos mais severos de depressão que não respondem aos fármacos e terapias tradicionais. Um artigo científico publicado por uma equipa de investigadores do Imperial College, no Reino Unido, deu os primeiros passos para revelar porque, exatamente, a substância é tão benéfica. Estudos clínicos realizados em humanos já haviam comprovado que apenas uma ou duas doses de psilocibina ministradas numa situação controlada ajudam os pacientes que padecem com doenças terminais, e que sofrem de depressão e ansiedade, viciados em álcool e tabaco e pessoas com transtorno obsessivo compulsivo (TOC). E agora nesta nova pesquisa, 19 doentes depressivos que não reagiam às drogas mais usadas para combater aquela patologia receberam, com uma semana de intervalo, uma dose de 10 mg e outra de 25 mg de psilocibina. Na primeira semana após a experiência, todos os voluntários apresentaram melhoras. Ao final da quinta semana, sem receber novas doses, os efeitos benéficos ainda foram constatados em 47% dos voluntários. Analisando exames feitos antes e após a experiência, os cientistas perceberam que aquela substância reinicia certas regiões do cérebro, como se de um computador se tratasse, que estão por trás da depressão, como a amígdala, responsável por reações emocionais como o medo. “Muitos dos pacientes descreveram uma sensação de reset após o tratamento”, explicou em comunicado Robin Carhart-Harris, o coordenador da pesquisa. “Um deles afirmou que foi como se o seu cérebro tivesse sido desfragmentado, como se se tratasse de um disco rígido.” “A psilocibina pode estar a facultar a esses indivíduos o pontapé inicial que precisam para sair da depressão, e os resultados das ressonâncias magnéticas realizadas apoiam de forma tentadora as analogias com computadores”. Os investigadores salientam que o teste foi realizado com uma amostra relativamente pequena de voluntários e que serão ainda necessários estudos adicionais. .


VOLTAR