Descoberta: Cogumelos alucinogênios ajudam a curar esta doença » Rede Acontece
Últimas
17-11-2018 » Será ministro do GSI | Bolsonaro pode não desfilar em carro aberto na posse, diz general Heleno 17-11-2018 » 'Tenho tempo para decidir' | Temer diz que reajuste do STF não pode trazer "agravo econômico" ao país 17-11-2018 » Será neste sábado | Fã do Brasil, argentino 'xente boa' crê que seu país terá UFC histórico 17-11-2018 » Blog do Rafael Reis | Aos 19 anos, Mbappé é melhor na seleção que Messi e CR7 17-11-2018 » Carro-conceito da Fiat | No Salão de SP, Argo Sting propõe versão esportiva do hatch 17-11-2018 » Levava 44 tripulantes | Objeto achado no Atlântico pode ser submarino que sumiu 17-11-2018 » Bohemian Rhapsody | 5 diferenças entre filme e a vida real de Freddie Mercury e do Queen 16-11-2018 » Novo governo | Desistência de general de ocupar ministério leva crise ao QG de Bolsonaro 16-11-2018 » Mais Médicos sem cubanos | Seleção para novos médicos será feita ainda neste mês, diz governo 16-11-2018 » Futuro ministro de Bolsonaro | Exonerado, Moro vai integrar equipe de transição de governo 16-11-2018 » Amistoso da seleção | Neymar marca de pênalti, e Brasil bate Uruguai por 1 a 0 16-11-2018 » Rivalidade na política de SP | Major Olímpio ataca 'babacas' que 'fomentam discórdia' entre ele e Doria 16-11-2018 » Entre julho e setembro | Brasileiros foram afetados por mais de 4,8 milhões de notícias falsas 16-11-2018 » Prestação de gastos da campanha | Bolsonaro culpa sistema do TSE e falha de doador por erro em conta eleitoral 16-11-2018 » Grande parte vem do PSL | 'Bancada da bala' deverá ser três vezes maior no Congresso em 2019 16-11-2018 » Unidade de medida redefinida | A partir de 2019, 1 kg deixará de ser o que era; entenda a mudança 16-11-2018 » Combate a estereótipos nas ciências | Por que há poucas mulheres na lista de vencedores do Nobel?
Publicidade
7 de julho de 2018

Descoberta: Cogumelos alucinogênios ajudam a curar esta doença

Foto: Reprodução

O alucinogênio psilocibina, o princípio ativo de mais de 100 espécies de cogumelos ‘mágicos’, é de acordo com uma nova pesquisa uma solução eficiente para tratar os casos mais severos de depressão que não respondem aos fármacos e terapias tradicionais. Um artigo científico publicado por uma equipa de investigadores do Imperial College, no Reino Unido, deu os primeiros passos para revelar porque, exatamente, a substância é tão benéfica. Estudos clínicos realizados em humanos já haviam comprovado que apenas uma ou duas doses de psilocibina ministradas numa situação controlada ajudam os pacientes que padecem com doenças terminais, e que sofrem de depressão e ansiedade, viciados em álcool e tabaco e pessoas com transtorno obsessivo compulsivo (TOC). E agora nesta nova pesquisa, 19 doentes depressivos que não reagiam às drogas mais usadas para combater aquela patologia receberam, com uma semana de intervalo, uma dose de 10 mg e outra de 25 mg de psilocibina. Na primeira semana após a experiência, todos os voluntários apresentaram melhoras. Ao final da quinta semana, sem receber novas doses, os efeitos benéficos ainda foram constatados em 47% dos voluntários. Analisando exames feitos antes e após a experiência, os cientistas perceberam que aquela substância reinicia certas regiões do cérebro, como se de um computador se tratasse, que estão por trás da depressão, como a amígdala, responsável por reações emocionais como o medo. “Muitos dos pacientes descreveram uma sensação de reset após o tratamento”, explicou em comunicado Robin Carhart-Harris, o coordenador da pesquisa. “Um deles afirmou que foi como se o seu cérebro tivesse sido desfragmentado, como se se tratasse de um disco rígido.” “A psilocibina pode estar a facultar a esses indivíduos o pontapé inicial que precisam para sair da depressão, e os resultados das ressonâncias magnéticas realizadas apoiam de forma tentadora as analogias com computadores”. Os investigadores salientam que o teste foi realizado com uma amostra relativamente pequena de voluntários e que serão ainda necessários estudos adicionais. .


VOLTAR