Dilma telefona a Lula para prestar solidariedade » Rede Acontece
Últimas
21-02-2019 » Audiência no Senado | Damares critica ativismo e rebate ministro do STF sobre questão de gênero 21-02-2019 » Desastre em Brumadinho (MG) | Bombeiros acham almoxarifado soterrado; há indícios de corpos 21-02-2019 » Texto entregue ao Congresso | Oposição tranca pauta na Câmara em protesto à reforma da Previdência 21-02-2019 » Marcelo Antônio, do Turismo | Ministro pede para STF suspender apuração de laranjas do PSL em MG 21-02-2019 » Tema em discussão no STF | Fachin defende criminalizar homofobia e aplicar Lei de Racismo 21-02-2019 » Crise no país vizinho | Nicolás Maduro manda fechar a fronteira da Venezuela com o Brasil 21-02-2019 » Impasse | Sem acerto, direção do Corinthians se irrita com postura de Romero 21-02-2019 » Novo smartphone | Confira sete novidades do Galaxy S10 da Samsung 21-02-2019 » Caso tríplex | Ministro do STF nega mais um pedido de liberdade a Lula 21-02-2019 » SUV 'acupêzado' | Renault Arkana é registrado no Brasil e deve sair até 2021 21-02-2019 » Impasse continua | Globo aceita exibir parceiros da Conmebol apenas na TV paga 21-02-2019 » Caso Daniel | Audiência tem risada de réu e acenos da família Brittes; advogado faz críticas 21-02-2019 » Em São Bernardo | Governo de SP diz que buscará comprador para fábrica da Ford 21-02-2019 » Antimusa do Carnaval | Lívia Andrade rejeita ser 'certinha': 'Empoderada? Minha vida me fez assim' 21-02-2019 » Mulheres em profissões 'invisíveis' | 'Se some algo, sempre suspeitam de quem faz a limpeza'; leia relatos 21-02-2019 » Buscas continuam em Brumadinho | 'Quanto mais tempo passa, mais difícil', diz bombeiro símbolo de MG
Publicidade
4 de março de 2016

Dilma telefona a Lula para prestar solidariedade

Foto: Guanambi Acontece

Foto: Rede Acontece

A presidente Dilma Rousseff ligou para Luiz Inácio Lula da Silva no início da tarde desta sexta-feira (4). A petista quis desejar solidariedade ao ex-presidente, após a operação Lava Jato chegar até Lula. De acordo com a Folha de S. Paulo, a presidente repetiu avaliação que fez pela manhã a prefeitos do país, segundo a qual foi “desnecessária” a expedição de um mandado de condução coercitiva contra o petista. A ligação telefônica ocorreu quando o petista já estava no diretório nacional do PT em São Paulo, após ter prestado depoimento à Polícia Federal. A publicação recorda que na manhã desta sexta, Dilma foi aconselhada por ministros a viajar nesta quarta à capital paulista para participar de manifestação favorável ao petista. A presidente ainda não sabe se irá. Dilma avaliou, em conversa com prefeitos, que a situação está saindo da normalidade e do que prega o estado democrático de direito. Também segundo a Folha, a presidente ponderou a necessidade de se respeitar as instituições judiciais do país, mas ressaltou que o petista nunca havia se negado a prestar esclarecimentos sobre as suspeitas contra ele. Edinho Silva, ministro da Comunicação Social, também avaliou como um “exagero” o mandado de condução coercitiva e reconheceu que o episódio é “ruim” e gera um desgaste para o partido. “É um exagero e isso ficou nítido”, criticou Edinho.


VOLTAR