Dilma telefona a Lula para prestar solidariedade » Rede Acontece
Últimas
22-10-2018 » Aprovação será difícil | Lua de mel com Bolsonaro será curta, diz presidente de consultoria de risco 22-10-2018 » Berço político de Cid e Ciro | Haddad se apoia em Camilo para tentar crescer no Ceará 22-10-2018 » Deputado eleito falou em 'fechar' STF | Fala de Eduardo Bolsonaro é golpista, diz Celso de Mello 22-10-2018 » Veja o que pode ser um diferencial | Andar alto, localização e condomínio com preço baixo valorizam o imóvel? 22-10-2018 » Show em SP | Shakira encerra jejum de sete anos e faz festa latina para 40 mil 22-10-2018 » Aventureiro da Honda | A partir de R$ 82.100, WR-V 2019 ganha itens, mas ainda deve controles 22-10-2018 » Cartão está disponível | Candidato já pode consultar local de prova no Enem; veja como 22-10-2018 » A moto e a moda | Maior modelo brasileiro virou piloto e sobreviveu a morte em Interlagos 22-10-2018 » Bola na rede | Palmeiras consolida liderança, e Fla goleia; veja os gols da rodada 22-10-2018 » Pico da Neblina | Série da HBO imagina como seria Brasil com maconha legalizada 22-10-2018 » 'Mecânico virtual' | Veja lista dos 10 carros que mais apresentam falhas, segundo app 22-10-2018 » Resumo do Brasileirão | Bastidores da rodada antecipam confronto entre Palmeiras e Fla 22-10-2018 » Dilema nas Forças Armadas | Prestígio com Bolsonaro agrada, mas também preocupa militares 22-10-2018 » Questionado por brasileira | Em Paris, Ciro Gomes diz que está 'muito cansado' e que o Brasil 'está doente' 22-10-2018 » Disputa em SP | Doria usa Bolsonaro, mas não atrai deputados do PSL da bancada da bala
Publicidade
4 de março de 2016

Dilma telefona a Lula para prestar solidariedade

Foto: Guanambi Acontece

Foto: Rede Acontece

A presidente Dilma Rousseff ligou para Luiz Inácio Lula da Silva no início da tarde desta sexta-feira (4). A petista quis desejar solidariedade ao ex-presidente, após a operação Lava Jato chegar até Lula. De acordo com a Folha de S. Paulo, a presidente repetiu avaliação que fez pela manhã a prefeitos do país, segundo a qual foi “desnecessária” a expedição de um mandado de condução coercitiva contra o petista. A ligação telefônica ocorreu quando o petista já estava no diretório nacional do PT em São Paulo, após ter prestado depoimento à Polícia Federal. A publicação recorda que na manhã desta sexta, Dilma foi aconselhada por ministros a viajar nesta quarta à capital paulista para participar de manifestação favorável ao petista. A presidente ainda não sabe se irá. Dilma avaliou, em conversa com prefeitos, que a situação está saindo da normalidade e do que prega o estado democrático de direito. Também segundo a Folha, a presidente ponderou a necessidade de se respeitar as instituições judiciais do país, mas ressaltou que o petista nunca havia se negado a prestar esclarecimentos sobre as suspeitas contra ele. Edinho Silva, ministro da Comunicação Social, também avaliou como um “exagero” o mandado de condução coercitiva e reconheceu que o episódio é “ruim” e gera um desgaste para o partido. “É um exagero e isso ficou nítido”, criticou Edinho.


VOLTAR