Dinheiro do contribuinte jogado no lixo: Mais da metade de sessões da AL-BA em 2018 terminaram por falta de quórum, aponta coluna » Rede Acontece
Últimas
16-01-2019 » Se diz explorada | Rihanna abre processo contra o próprio pai, Ronald Fenty; entenda 16-01-2019 » Contas | Veja 7 dicas para economizar na compra de material escolar 16-01-2019 » Loterias | Mega acumula e pode pagar R$ 27 milhões na quinta; veja dezenas 16-01-2019 » Copa São Paulo | Figueirense elimina Palmeiras, que mantém jejum na competição 16-01-2019 » Fim de contrato | Acusado de assédio, José Mayer deixa a Globo após 35 anos 16-01-2019 » Medida é considerada ilegal | Sindicatos querem tirar reajuste salarial de quem não pagar contribuição 16-01-2019 » Italiano preso | Bolívia descarta atuação brasileira em captura de Battisti 16-01-2019 » Querem implantar no Brasil | Bancada do PSL vai à China importar sistema que reconhece rostos 16-01-2019 » Ministro da Justiça | Para Moro, críticas indicam que decreto de posse de arma foi "ponderado" 16-01-2019 » Presidência da Câmara | Esquerda não chega a acordo e pode liberar voto de deputados 16-01-2019 » Assinado por Bolsonaro | Decreto frustra defensores de acesso a armas; indústria aprova 16-01-2019 » 1ª visita de chefe de Estado | Macri vem ao Brasil e discute com Bolsonaro Mercosul e Venezuela 16-01-2019 » Antes de tomar posse | Bolsonaro recebeu R$ 33,7 mil de auxílio-mudança da Câmara 16-01-2019 » Combustível feito em um único local | Parada em refinaria da Petrobras deixa aviões agrícolas sem gasolina 16-01-2019 » 'Frankenstein' de 2018 | Misturamos modelos de celulares para criar o 'aparelho dos sonhos' 16-01-2019 » Interpretação de mapa astral | Para de ser doida! Sense Márcia analisa a vida da youtuber Evelyn Regly
Publicidade
7 de janeiro de 2019

Dinheiro do contribuinte jogado no lixo: Mais da metade de sessões da AL-BA em 2018 terminaram por falta de quórum, aponta coluna

Foto Rede Acontece

Levantamento divulgado no último domingo (6) pela coluna Satélite, do Jornal Correio, aponta que quase 60% das sessões ordinárias realizadas pela Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) em 2018 foram encerradas por falta de quórum, ou seja, um número mínimo de deputados no plenário. Dos 98 encontros realizados ao longo do período, 57 acabaram por não terem a quantidade mínima para a continuidade de uma sessão, que é de 21 parlamentares, o que representa um terço do total de 63 deputados estaduais. Além disso, diz a coluna, 12 sessões terminaram por não haver orador. Nesse caso, a reunião era discursiva, mas terminava por não haver mais parlamentares inscritos para falar. O levantamento conclui também que, por isso, apenas 29 encontros terminaram com quórum mínimo.


VOLTAR