Dólar avança 0,16%, apesar de recuperação do petróleo » Rede Acontece
Últimas
21-08-2018 » Cotação em alta | Mercado especula com eleição, e dólar opera perto de R$ 3,97 21-08-2018 » Ex-presidente é candidato | Para acelerar caso Lula, Barroso pode abrir mão de prazos no TSE 21-08-2018 » Chove, mas continua seco | Imagens de satélite mostram que estiagem impera na maioria do NE 21-08-2018 » Uma alternativa pouco conhecida | Não tem fiador? Título de capitalização pode servir para garantir aluguel 21-08-2018 » Ideia é repetir Donald Trump | Bolsonaro diz que cometeu ato falho e que jamais pensou em sair da ONU 21-08-2018 » O craque de 13 patrocinadores | Por contrato, Neymar destina 85% do lucro com publicidade aos pais 21-08-2018 » Nova Blazer, Argo 'Cross' e mais | Confira os carros que serão lançados no Salão de São Paulo 2018 21-08-2018 » Jornalismo | Morre aos 61 anos Otavio Frias Filho, diretor de Redação da Folha 21-08-2018 » Pesquisa Ibope | Suplicy tem 28%, Covas, 17%, e Olimpio, 15% para Senado em SP 21-08-2018 » Caso Letícia Almeida | Ex-cunhada fala sobre traição de atriz e cita perdão 21-08-2018 » TV cita 'renovação' | Domingão do Faustão tem cinco bailarinas demitidas 21-08-2018 » Após oito anos | Narrador do SporTV é dispensado: 'Fui pego de surpresa' 21-08-2018 » Reality volta hoje | 5 participantes que se rebelaram contra o MasterChef 21-08-2018 » Pirâmide de sucessos | Como Goiânia virou o mais importante mercado do sertanejo 21-08-2018 » Multa e saída gratuita | Leila fala em prejuízo de R$ 100 mi com Barrios no Palmeiras 21-08-2018 » Seu corpo | Por que sentimos mais fome quando está frio? 21-08-2018 » Guerra contra a hora extra | Japão está pedindo que trabalhadores tirem uma manhã de 2ª de folga 21-08-2018 » Luto além do jornalismo | Como dramaturgo, Otavio teve sucessos e fracassos 21-08-2018 » Trajetória | Otavio esteve à frente da campanha pelas Diretas Já 21-08-2018 » Refrigerante importado? | Sem subsídio na Zona Franca, Coca-Cola ameaça deixar Brasil
Publicidade
intersorft clinica master lab laboratorio centro medico sao gabriel
13 de fevereiro de 2016

Dólar avança 0,16%, apesar de recuperação do petróleo

Foto: Urandi Acontece

Foto: Brumado Acontece

O dólar à vista alternou pequenas altas e baixas durante toda esta sexta-feira (12) e acabou fechando em alta de 0,16%, cotado a R$ 3,9953. A valorização frente ao real ocorreu mesmo diante da melhora do humor no mercado internacional, sustentado pela forte recuperação dos preços do petróleo e com o consequente aumento do apetite por risco dos investidores internacionais. A moeda americana chegou a ceder em vários momentos, mas as preocupações de sempre com a economia brasileira e a proximidade do fim de semana limitavam o movimento. No exterior, os ganhos do petróleo foram firmes desde o período da manhã, em meio à expectativa de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) possa coordenar um corte de produção. O avanço do petróleo em Nova York e em Londres favoreceu as moedas de alguns países produtores, como o rublo russo e o peso mexicano, em detrimento do dólar. O Brasil, que também é produtor, viu o dólar cair em alguns momentos, mas o movimento não se firmou. Neste cenário, o dólar à vista marcou a máxima de R$ 4,0037 (+0,37%) às 10h29 e a mínima de R$ 3,9669 (-0,55%) às 14h39. Da máxima para a mínima, a moeda americana oscilou -0,92%. O noticiário doméstico foi escasso, tendo como um dos principais destaques a confirmação de Otávio Ladeira como secretário do Tesouro Nacional.A nomeação do economista foi bem recebida pelos analistas ouvidos pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que o consideram sério, competente e avesso a atitudes controvertidas. Outro destaque do dia foi a viagem da presidente Dilma Rousseff a São Paulo, nesta tarde, para um encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. PT e Palácio do Planalto aguardam uma resposta de Lula sobre o sítio usado por ele em Atibaia, alvo de inquérito da Operação Lava Jato, para traçar uma estratégia de defesa do petista.


VOLTAR
13 de fevereiro de 2016

Dolar avança 0,16%, apesar de recuperação do petróleo

Foto: Urandi Acontece

Foto: Urandi Acontece

O dólar à vista alternou pequenas altas e baixas durante toda esta sexta-feira (12) e acabou fechando em alta de 0,16%, cotado a R$ 3,9953. A valorização frente ao real ocorreu mesmo diante da melhora do humor no mercado internacional, sustentado pela forte recuperação dos preços do petróleo e com o consequente aumento do apetite por risco dos investidores internacionais. A moeda americana chegou a ceder em vários momentos, mas as preocupações de sempre com a economia brasileira e a proximidade do fim de semana limitavam o movimento. No exterior, os ganhos do petróleo foram firmes desde o período da manhã, em meio à expectativa de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) possa coordenar um corte de produção. O avanço do petróleo em Nova York e em Londres favoreceu as moedas de alguns países produtores, como o rublo russo e o peso mexicano, em detrimento do dólar. O Brasil, que também é produtor, viu o dólar cair em alguns momentos, mas o movimento não se firmou. Neste cenário, o dólar à vista marcou a máxima de R$ 4,0037 (+0,37%) às 10h29 e a mínima de R$ 3,9669 (-0,55%) às 14h39. Da máxima para a mínima, a moeda americana oscilou -0,92%. O noticiário doméstico foi escasso, tendo como um dos principais destaques a confirmação de Otávio Ladeira como secretário do Tesouro Nacional. (mais…)


Tags:
VOLTAR