Em 2018, mais de 20 milhões de crianças não foram vacinadas no mundo » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 13-07-2020 » 'Lucifer' ganha novo trailer | Teaser da 5ª temporada da série tem romance e muita ação; assista 13-07-2020 » Ajuda na pandemia | Auxílio de R$ 600 negado? Você ainda pode reclamar, mesmo fora do prazo 13-07-2020 » Veja quem recebe | Caixa faz hoje novo pagamento de até R$ 1.045 do FGTS emergencial 13-07-2020 » Análise | Compartilhar dados da Lava Jato com a PGR pode ferir investigações 13-07-2020 » Universa Talks | 'Busca pela igualdade de gênero passa pelo fim do racismo', diz ativista e atriz 13-07-2020 » Alvos de mandados | Bolsonaro pede que Angola proteja membros da Universal 13-07-2020 » Esposa de Travolta | Kelly Preston, atriz de 'Jerry Maguire', morre aos 57 anos 13-07-2020 » Depoimento esperado | Estudante picado por cobra naja deixa UTI no Gama (DF) 13-07-2020 » Tinha 27 anos | Neto de Elvis Presley é achado morto na Califórnia, diz site 13-07-2020 » Anvisa não recomenda | Prefeitura baiana cria delivery de 'kit covid' com ivermectina 13-07-2020 » Isolada em Saquarema | 'Só me deu tesão pra valer depois dos 60', revela Angela Ro Ro 13-07-2020 » Volta do futebol | Clubes vão poder mandar jogos fora do país na Libertadores 13-07-2020 » Final do Carioca | SBT negocia cotas de R$ 7,9 mi por Fla-Flu e dividirá faturamento com Fla no 2º jogo 13-07-2020 » Ronnie Lessa | Acusado de matar Marielle é indiciado por tráfico internacional de armas 13-07-2020 » MP vê falha em investigação | Fez muita mãe chorar, diz para TV viúva de morto por Queiroz quando era PM 13-07-2020 » Cortes e atrasos | Corinthians acumula problemas financeiros durante a pandemia 13-07-2020 » Após derrota no UFC 251 | Spider sai em defesa de José Aldo e ataca críticos 13-07-2020 » Pandemia do coronavírus | Mortes têm alta em 2 de 7 estados que já planejam volta às aulas presenciais 13-07-2020 » Liberado pelo Palmeiras | Dudu tenta resolver questão pessoal para viajar ao Qatar 13-07-2020 » Tas reverteu punição ao clube | Gomes: Absolvição do City desmoraliza fair play da Uefa
Publicidade
16 de julho de 2019

Em 2018, mais de 20 milhões de crianças não foram vacinadas no mundo

Foto: Bruno Concha/Secom

Dados de agências da Organização das Nações Unidas (ONU) revelam que 20 milhões de crianças em todo o mundo não foram vacinadas contra doenças como o sarampo, a difteria e o tétano em 2018. As informações foram divulgados na última segunda-feira (15), pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Para as agências, esse número equivale a mais de um em cada 10 menores em todo o planeta. O nível de estagnação da cobertura de vacinação com três doses de difteria, tétano e coqueluche, também conhecida como tosse convulsa, e uma dose da vacina contra o sarampo, é de cerca de 86% em nível global. Apesar de ser considerado elevado, esse nível de cobertura não é suficiente. As agências destacam que é necessária uma cobertura de 95% entre países e comunidades em todo o mundo, para proteger as crianças contra surtos de doenças que podem ser evitados pela vacinação. Grande parte das crianças que não foram vacinadas vive nos países mais pobres e está desproporcionalmente em nações que vivem em conflitos ou são afetadas por eles de alguma forma. Quase metade do total de crianças não vacinadas vive em 16 países com esses problemas: Afeganistão, República Centro-Africana, Chade, República Democrática do Congo, Etiópia, Haiti, Iraque, Mali, Níger, Nigéria, Paquistão, Somália, Sudão do Sul, Sudão, Síria e Iêmen. De acordo com as agências da ONU, se essas crianças ficarem doentes, correm o risco de sofrer as consequências mais graves para a saúde e têm menor oportunidade de acesso a tratamentos e cuidados de saúde qu

Acesso

De acordo com as agências da ONU, as grandes disparidades no acesso a vacinas acontecem em países de todos os níveis de rendimento. Essa situação resultou em surtos de sarampo em muitas partes do mundo, incluindo em países com altas taxas de vacinação em geral. Em 2018, quase 350 mil casos de sarampo foram registrados em todo o mundo, mais do dobro do que em 2017.

No topo da lista de incidência da doença em 2018 está a Ucrânia. Apesar de o país ter vacinado mais de 90% de seus bebês, a cobertura foi baixa durante vários anos, deixando um grande número de crianças mais velhas e adultos em risco.

Várias nações com alta incidência e cobertura têm grupos significativos de pessoas que não foram vacinadas contra o sarampo no passado. Essa situação “demonstra como a baixa cobertura ao longo do tempo ou comunidades distintas de pessoas não vacinadas podem desencadear surtos mortais”, diz a ONU.

HPV

Pela primeira vez, os dados de cobertura de vacinação contra o Vírus do Papiloma Humano, o HPV, foram revelados pelas agências internacionais. A cobertura da vacina protege as meninas contra o cancro do colo do útero na idade adulta.

De acordo com o estudo, 90 países introduziram a vacina contra o HPV nos seus programas nacionais desde 2018. O número de meninas alcançadas na área analisada equivale a uma em cada três em todo o mundo.

A OMS e o Unicef fazem parte da parceria com a Aliança Global para Vacinas e Imunização (Gavi), que ajuda a reforçar os sistemas de imunização e resposta a surtos em países. As iniciativas incluem vacinar todas as crianças com imunização rotineira, conduzindo campanhas de emergência e dando formação aos profissionais de saúde como parte essencial da qualidade dos cuidados de saúde primários.

Com informações da ONU News


VOLTAR