Em crise, Fies tem 60% de inadimplência e sobram vagas » Rede Acontece
Últimas
26-04-2019 » Réu em ação penal no STF | PGR quer perda do mandato e condenação de Collor a 22 anos de prisão 26-04-2019 » Libertadores | Palmeiras vence Melgar, vira líder e se garante nas oitavas 26-04-2019 » Ministro nega censura | Moraes responde Fachin e defende inquérito que apura ofensas ao STF 26-04-2019 » Dados do Saeb | Metade dos diretores diz que alunos agridem funcionários na escola 26-04-2019 » 'É um desplante' | Colunista de jornal português rebate Moro sobre ex-premiê 26-04-2019 » 20 clubes da Série A | Times do Brasileiro devem R$ 1,8 bilhão à União; veja ranking 26-04-2019 » Pode acreditar | Cientistas descobrem que 'sentimos cheiro' com a língua 26-04-2019 » Copa do Brasil | Santa Cruz vence, mas Flu leva a melhor nos pênaltis e vai às oitavas 26-04-2019 » Na Flórida | Morre John Havlicek, lenda dos Boston Celtics, aos 79 anos 26-04-2019 » Discurso forte nos EUA | STF está sob ataque e sofre momento de descrédito, afirma Barroso 26-04-2019 » TCU autorizou nova gráfica | Enem não terá ideologia, dizem ministro e Bolsonaro: 'Foquem na técnica' 26-04-2019 » Senador alega sigilo de dados | Justiça nega nova tentativa de Flávio em bloquear apuração de caso Queiroz 26-04-2019 » Renúncia fiscal | STF amplia em R$ 16 bi por ano subsídio à Zona Franca de Manaus 26-04-2019 » Resumo do dia | Entrevistas de Lula e Previdência na Câmara são destaques 26-04-2019 » Reforma da Previdência | 'Não é meu papel construir maioria', diz chefe de comissão 26-04-2019 » Vídeo de diversidade racial e sexual | Presidente do BB atende Bolsonaro, demite diretor e tira do ar comercial 26-04-2019 » Falta de representatividade | Ela viu faturamento crescer 400% ao vender bonecas negras 26-04-2019 » Uma São Paulo fora do mapa | Em periferia sem CEP ou segurança, até mercearia vira caixa postal 26-04-2019 » Alienação parental vira desculpa | Para mães, judiciário é conivente com abuso sexual dentro da família
Publicidade
INTERSORFT 100 MEGA
corretora de seguros
17 de julho de 2018

Em crise, Fies tem 60% de inadimplência e sobram vagas

Imagem Reprodução

Após vivenciar grande crescimento, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) enfrenta uma crise e não atrai mais tantos candidatos como no passado. Além de ofertas de vagas sem interessados, a inadimplência do programa atinge mais da metade dos contratos em fase de amortização.

De acordo com dados do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), publicados no domingo (15) pelo O Globo, dos 613.962 contratos em amortização neste ano – que estão sendo pagos por estudantes já formados -, 59% estão inadimplentes, o que corresponde a 364.063 contratos com pelo menos um dia de atraso no pagamento.

Para comparação, no auge do programa, em 2014, 732.674 contratos estavam em amortização, com um percentual de inadimplência de 38%, que já é considerado alto por especialistas.

Soma-se à falta de pagamento o desinteresse dos estudantes pelo financiamento. A Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes) calcula que apenas 30 mil das 80 mil vagas oferecidas para o primeiro período letivo foram preenchidas, ficando com uma ociosidade de 62,5%.

Consultado pelo O Globo, o vice-presidente da Abmes, Celso Niskier,disse que o problema do Fies se explica pelo desinteresse dos estudantes e pelos erros na formulação das regras.

A redução no número de ingressantes verificada nos últimos anos é, na verdade, resultado das alterações promovidas no programa pelo governo federal, que iniciaram em 2015 e foram concluídas no final de 2017. Foram mudanças que retiraram o caráter social do programa, conferindo a ele o caráter eminentemente fiscal e financeiro, tornando-o inacessível para uma parcela significativa dos estudantes que necessitam do suporte do poder público para conseguir acessar a educação superior.”

De acordo com a Doutora em Educação pela PUC- Rio, Andrea Ramal, “o Fies ficou menos atraente”. Isto porque o prazo de carência foi reduzido: antes, o estudante começava a devolver os recursos apenas 18 meses após o término do curso, mas com as novas regras, ele precisa começar a pagar assim que se forma. Além disso, uma parte do Fies foi delegada a bancos privados, com juros regulados pelas próprias instituições.

A crise econômica e os altos índices de desemprego, somados à burocracia para aderir ao programa e aos critérios mais rigorosos para receber o benefício, também justificam a redução do número de interessados, segundo os profissionais.

Inscrições abertas

As inscrições do segundo semestre para obter o financiamento estudantil foram abertas nessa segunda-feira (16). De acordo com o Ministério da Educação (MEC), são 155 mil vagas a serem preenchidas por estudantes que participaram do Enem a partir da edição de 2010 e obtiveram média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos, além de nota na redação superior a 0. Conheça os pré-requisitos e saiba como se inscrever.


Tags:
VOLTAR