Empregador de doméstico tem até hoje para pagar encargos sem multa » Rede Acontece
Últimas
19-10-2018 » Ao Vivo | Band realiza debate eleitoral em 6 estados e no DF; acompanhe 19-10-2018 » Corrida presidencial | Datafolha: Bolsonaro tem 59%, e Haddad, 41% dos votos válidos 19-10-2018 » Campanha dos presidenciáveis | Pode estar ressentido, diz Haddad de recusa de Ciro 19-10-2018 » Sétimo Guardião vem aí | Realidade é tão terrível que voltei para fantasia, diz Aguinaldo Silva 19-10-2018 » Nega briga política | Marquezine confirma fim de namoro com Neymar: "Decisão dele" 19-10-2018 » Cuidado | Ameaçar a vida e a integridade de alguém nas redes é crime 19-10-2018 » Profissional do game | Longe do futebol, Jean Chera se dedica ao Fifa e jogará Brasileiro 19-10-2018 » 'Lamentável' | Susto e tristeza: como a banda de Roger Waters reagiu às vaias em SP 19-10-2018 » Ainda sem data para começar | Vítimas de pedofilia serão ouvidas em projeto-piloto do Vaticano no Brasil 19-10-2018 » Testemunha relata grito de 'Bolsonaro' | Grupo tenta evitar que travesti seja enterrada como indigente em SP 19-10-2018 » Remédio Vivo | Medicamentos biológicos tratam de câncer a doença viral; entenda 18-10-2018 » Eleições nas redes sociais | Campanha de Bolsonaro notificará empresas e processará Haddad 18-10-2018 » Mais Datafolha nos Estados | No Rio, Witzel tem 61% dos votos válidos 18-10-2018 » Disputa ao Governo de SP | Doria tem 53% e França, 47% dos votos válidos, diz Datafolha 18-10-2018 » Opinião | Justiça não pode duvidar que Ustra foi torturador 18-10-2018 » Caso Bolsonaro seja eleito | Ilan se prepara para deixar BC ao fim do mandato de Temer, segundo fontes
Publicidade
5 de fevereiro de 2016

Empregador de doméstico tem até hoje para pagar encargos sem multa

Foto: Urandi Acontece

Foto: Rede Acontece

Patrão tem até esta sexta-feira (5) para pagar os encargos referentes ao salário de janeiro. A multa é de 0,33% ao dia, caso ocorra atraso. Quem contratou um empregado em janeiro deste ano, só poderá emitir a guia depois de efetuar o cadastramento no eSocial. FGTS, IR, INSS e seguro contra acidentes de trabalho são unificados pelo sistema. Após o salário-mínimo brasileiro ser reajustado para R$ 880, a Receita solicita aos usuários que registrem o reajuste para empregados que ganhavam menos de que esse valor até dezembro, antes de gerir a guia. Para alterar clique no menu “gestão de trabalhadores”, em “dados contratuais”, no item “alterar dados contratuais”. Defina como 1º de janeiro de 2016 a “data de início de vigência da alteração”, digite o valor do novo salário e salvar a mudança. Depois de fazer isto, reabra a folha de janeiro de 2016 para encerrar e gerar a DAE. Segundo a Folha de S. Paulo, como existem Estados que ainda não definiram o novo mínimo (como é o caso de São Paulo), o empregador deve seguir usando o valor de 2015. Os pisos estaduais já eram maiores que R$ 880,00. Para quem fecha a folha de pagamento até 20 de janeiro, o órgão pede que façam um novo encerramento, devido à atualização do sistema no dia 21 de novos valores para salário-família e cálculo da contribuição ao INSS.


Tags:
VOLTAR