Espanha desarticula rede sexual liderada por brasileiro » Rede Acontece
Últimas
12-11-2018 » 'É um desastre absoluto' | Entrada de juízes e procuradores na política é negativa, diz historiador 12-11-2018 » Não precisa de BO nem documento | Lei do Minuto Seguinte: em caso de estupro, ela deve ser seguida à risca 12-11-2018 » Cuidado ou negligência? | Barrada pelo STF, educação de crianças em casa é defendida por pais 12-11-2018 » Deputado federal por SP | 'Se for necessário prender 100 mil, qual o problema?', diz Eduardo Bolsonaro 12-11-2018 » Líder do Brasileirão | Palmeiras usa lições de 2016 e caminha para o deca fugindo da pressão 12-11-2018 » Orçamento | Recuperar verba da ciência é desafio para Bolsonaro 12-11-2018 » São Paulo demite Aguirre | Troca de técnico gera discussão no SP; Raí defende Jardine 12-11-2018 » Futuro ministro de Bolsonaro | Moro será decisivo na escolha do PGR que vai suceder Dodge 12-11-2018 » Jogador assassinado no PR | Em áudio na manhã do crime, Daniel cita ausência de suspeito 12-11-2018 » Compra de caças da FAB | Juiz suspende depoimento de Palocci em ação contra Lula 12-11-2018 » Resistência em família | Para Iggor Cavalera, fã conservador não entende sua música 12-11-2018 » TAB - Match sob medida | Como as pessoas constroem o 'eu' para serem mais desejadas 12-11-2018 » Sarcasmo britânico | Divertida e eletrizante, Killing Eve é uma das melhores séries do ano 12-11-2018 » Bola na rede | Empates marcam rodada do Brasileirão; veja os gols do domingo 12-11-2018 » Preferência brasileira | Caoa Chery lança trinca de SUVs no Salão do Automóvel de SP 12-11-2018 » Bandeira integra o Escola sem Partido | Veto a discussão de gênero em escolas sofre derrotas na Justiça
Publicidade
1 de novembro de 2018

Espanha desarticula rede sexual liderada por brasileiro

Foto Reprodução

A polícia espanhola comunicou nesta quarta-feira (31) que desarticulou uma rede de tráfico sexual comandada por um brasileiro que obrigava jovens transexuais a se prostituírem no exterior.

Segundo nota da polícia, a operação prendeu 13 supostos membros do grupo, apreendeu objetos usados para a prática de magia negra e santeria, usados para coagir as vítimas, além de ter resgatado 15 transexuais.

A investigação começou em fevereiro deste ano, a partir da denúncia de um desses jovens, que recebiam muitas vezes ameaças e eram agredidos fisicamente.

O líder brasileiro do grupo criminoso agia da Espanha e, com a ajuda de colaboradores, capturava no Brasil jovens em situação econômica precária, que eram levados ao país sob falsos pretextos de oportunidade de trabalho.

O compatriota arcava com os custos do translado, e assim a vítima já adquiria uma elevada dívida com ele. O jovem, então, era obrigado a se prostituir, consumir e vender drogas, sendo muitas vezes preso no quarto e impedido de sair, para que saldasse seu débito.

As ações aconteciam principalmente em um apartamento pertencente ao brasileiro, localizado no centro de Múrcia, na Espanha. A investigação ainda revelou uma conexão com outros prostíbulos da cidade e de regiões próximas, nos quais os donos trocavam entre eles as vítimas de exploração sexual.

Os 13 presos têm entre 19 e 60 anos e são de nacionalidade brasileira, colombiana, peruana, romena e espanhola.


VOLTAR