Espanha desarticula rede sexual liderada por brasileiro » Rede Acontece
Últimas
15-01-2019 » Reforço alviverde | Como Felipão vai usar Ricardo Goulart? Escale seu Palmeiras 15-01-2019 » Senador investigado | Renan chama Deltan Dallagnol, da Lava Jato, de 'possuído' 15-01-2019 » Brexit | Parlamento britânico rejeita acordo para saída da UE; veja os próximos passos 15-01-2019 » Segurança | Ação da Taurus tomba 22% após decreto que facilita posse de armas 15-01-2019 » Decreto assinado hoje | Facilitação da posse de arma é 'apenas primeiro passo', diz Bolsonaro 15-01-2019 » Copa São Paulo | Guarani bate Botafogo por 1 a 0 e garante vaga nas quartas 15-01-2019 » Deputados federais | Túlio Gadêlha publica foto com Rodrigo Maia e revolta famosos 15-01-2019 » Se diz explorada | Rihanna abre processo contra o próprio pai, Ronald Fenty; entenda 15-01-2019 » Fique de olho! | Falha no WhatsApp apaga mensagens antigas no Android 15-01-2019 » Aberto da Austrália | 5 razões para crer na vitória de Bia Haddad sobre nº 2 do mundo 15-01-2019 » Veja o treino e a dieta dele | Falso magro, Rafael perdeu 10 kg em 3 meses com medidas simples 15-01-2019 » Interpretação de mapa astral | Para de ser doida! Sense Márcia analisa a vida da youtuber Evelyn Regly 15-01-2019 » Após prisão da executiva da Huawei | Canadense condenado à morte na China revela crise diplomática 15-01-2019 » Troca de farpas | Maior organizada do Corinthians rebate Conmebol e faz cobranças à entidade 15-01-2019 » Estreia da semana | Novo Como Treinar o Seu Dragão encerra história do 1° filme e fala sobre perdas
Publicidade
1 de novembro de 2018

Espanha desarticula rede sexual liderada por brasileiro

Foto Reprodução

A polícia espanhola comunicou nesta quarta-feira (31) que desarticulou uma rede de tráfico sexual comandada por um brasileiro que obrigava jovens transexuais a se prostituírem no exterior.

Segundo nota da polícia, a operação prendeu 13 supostos membros do grupo, apreendeu objetos usados para a prática de magia negra e santeria, usados para coagir as vítimas, além de ter resgatado 15 transexuais.

A investigação começou em fevereiro deste ano, a partir da denúncia de um desses jovens, que recebiam muitas vezes ameaças e eram agredidos fisicamente.

O líder brasileiro do grupo criminoso agia da Espanha e, com a ajuda de colaboradores, capturava no Brasil jovens em situação econômica precária, que eram levados ao país sob falsos pretextos de oportunidade de trabalho.

O compatriota arcava com os custos do translado, e assim a vítima já adquiria uma elevada dívida com ele. O jovem, então, era obrigado a se prostituir, consumir e vender drogas, sendo muitas vezes preso no quarto e impedido de sair, para que saldasse seu débito.

As ações aconteciam principalmente em um apartamento pertencente ao brasileiro, localizado no centro de Múrcia, na Espanha. A investigação ainda revelou uma conexão com outros prostíbulos da cidade e de regiões próximas, nos quais os donos trocavam entre eles as vítimas de exploração sexual.

Os 13 presos têm entre 19 e 60 anos e são de nacionalidade brasileira, colombiana, peruana, romena e espanhola.


VOLTAR