Estado Islâmico divulga vídeo com ameaças a CEOs do Twitter e Facebook » Rede Acontece
Últimas
23-10-2018 » Não quer gastar o 3G? | Veja como economizar dados móveis ao ver vídeos no YouTube 23-10-2018 » Equipe ficou exausta | Cena sem cortes de Demolidor precisou de 12 horas e sete takes 23-10-2018 » Design sedutor | Renault Mégane RS é o hot hatch que todos sonham no Brasil 23-10-2018 » Mutações | Se genoma é o mesmo, por que resultado de teste genético muda? 23-10-2018 » Meia do Palmeiras | Neymar pai tentou levar L. Lima ao Barça, mas saída de filho impediu 23-10-2018 » Presidenciável do PSL | Bolsonaro: 'Somos a garantia da liberdade e da democracia' 23-10-2018 » Candidato do PT | Falas radicais do clã Bolsonaro dão tração a articulação pró-Haddad 23-10-2018 » 'Não tenho alternativa' | Torturado por Ustra, vereador do PV rejeita PT e defende voto nulo 23-10-2018 » Fim da campanha | Bolsonaro desiste de ir, e Globo cancela debate de 6ª 23-10-2018 » Falta 1 mês para liquidação | Confira seis dicas dos especialistas para se dar bem na Black Friday 23-10-2018 » Entrevista com Monica de Carvalho | Diretora do Google é quem faz surgir produto que você pesquisou antes 23-10-2018 » Bolsonaro falou em 'banir vermelhos' | Estudiosos de genocídios fazem alerta a discurso de 'eliminar adversário' 23-10-2018 » Disputa governo do Rio | Há um mito de que juiz não pode ser político, diz Wilson Witzel 23-10-2018 » Hoje, às 18h10 | UOL, Folha e SBT promovem debates em São Paulo e Rio 23-10-2018 » Juiz de primeira instância | Sinalização de que Bolsonaro pode indicar Moro ao STF desagrada cortes 23-10-2018 » Forças no Congresso | Apoio a Maia para presidir a Câmara ganha força no PSL 23-10-2018 » O que prometem os candidatos | Veja quais são as propostas de Bolsonaro e Haddad para a economia
Publicidade
26 de fevereiro de 2016

Estado Islâmico divulga vídeo com ameaças a CEOs do Twitter e Facebook

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Como resposta às ações realizadas por Twitter e Facebook contra contas mantidas por simpatizantes e militantes de organizações terroristas, um grupo de hackers, que se diz ligado ao Estado Islâmico, divulgou nesta quarta-feira um vídeo com ameaças aos diretores executivos do Twitter, Jack Dorsey, e do Facebook, Mark Zuckerberg. O vídeo, com assinatura do grupo “Sons of caliphate” (filhos do califado), apontado como o braço cibernético do Estado Islâmico, tem cerca de 25 minutos. No ano passado, esse mesmo grupo prometeu ataques cibernéticos no aniversário do 11 de setembro, o que não aconteceu. Mas em agosto passado, segundo reportagem da NBC, o grupo “publicou o que diz ser informações pessoais de centenas de militares e funcionários do governo” americano. O novo vídeo tem imagens de supostos militantes hackeando contas em redes sociais. O grupo afirma controlar mais de dez mil perfis e 150 grupos no Facebook e cinco mil perfis no Twitter. “Se vocês fecharem uma conta, nós vamos tomar dez e em breve seus nomes serão apagados após nós deletarmos os sites de vocês, se Alá quiser, e vocês saberão que o que dizemos é verdade”, dizem os militantes.


VOLTAR