Estudante de Caetité é aprovada em universidade pública pelo Sisu » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 22-09-2019 » Criança baleada no Rio | Ágatha Félix será enterrada hoje; corpo foi liberado com atraso 22-09-2019 » Mensagens vazadas | Lava Jato poupou donos da Odebrecht de medidas duras para fechar delação 22-09-2019 » Economia | Cliente da Caixa tem até hoje para liberar saque do FGTS e receber na sexta 22-09-2019 » Fórmula 1 | Vettel vence GP de Singapura e acaba com jejum na temporada 22-09-2019 » Crossover de porte médio | Avaliação: novo Escape Hybrid é o anti-RAV4 da Ford 22-09-2019 » Conheça a Burgay | Hamburgueria LGBT traz divas pop, pão rosa e muito, muito glitter 22-09-2019 » 'Sou mais forte do que imaginava' | Jogadora de vôlei que teve tumor no coração sonha com Olimpíada 22-09-2019 » Ferreirinha | PM que mentiu em Caso Marielle matou ao menos 2 pessoas a mando de milícia 22-09-2019 » Impacto da lama no Rio Doce | Há 4 anos, Vale ignora 2.000 pessoas afetadas pelo desastre de Mariana 22-09-2019 » Brasileirão | Inter vence a Chapecoense por 1 a 0 e ganha fôlego após vice da Copa do Brasil 22-09-2019 » Oscar da TV | É hoje! Confira todos os indicados ao Emmy 2019 22-09-2019 » Tradição da Assembleia | FHC só abriu ONU uma vez; Lula perdeu duas; Bolsonaro estreia terça 22-09-2019 » Exige cuidado, sim! | 7 erros que jamais devemos cometer ao dirigir carro automático 22-09-2019 » Grana está curta? | Veja dicas de apps que ajudam na organização financeira 22-09-2019 » Prévia do Rock in Rio | SP: Scorpions mostra com quantas baladas se faz um bom show 22-09-2019 » Janio de Freitas | Veremos quem no Supremo está à altura desse nome 22-09-2019 » Nós | Clima: última geração a viver com conforto? 22-09-2019 » Porta 23 | Facebook: dilema com privacidade e portabilidade 22-09-2019 » Samuel Pessôa | Chegou o dia seguinte da Previdência 22-09-2019 » Ruy Castro | Imprevisível: o que acontecerá e se haverá Brasil
Publicidade
23 de janeiro de 2016

Estudante de Caetité é aprovada em universidade pública pelo Sisu

Foto: Conquista Acontece

Foto: Conquista Acontece

Estudantes que concluíram o ensino médio em escolas estaduais estão alcançando excelente desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Com isso, estão conquistando vagas em universidades públicas em diferentes estados do País, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação (MEC). É o caso da estudante do Colégio Estadual Tereza Borges de Cerqueira, no município de Caetité, Renata Junqueira, 17 anos, tirou a nota 980 na Redação do Enem e comemora a sua aprovação em Psicologia, na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). “Estou muito contente e não vejo a hora de estudar”, afirma, destacando a contribuição da escola na sua formação. “As oficinas de Matemática, participação em projetos de iniciação científica e aulas de Atualidade e de Redação me ajudaram muito na realização das provas”. A estudante Maria Emília Alves, 17 anos. Ela concluiu o ensino médio no Colégio Estadual Flaviano Dantas do Nascimento, localizado em Banzaê, distrito de Cícero Dantas e foi aprovada em 1° lugar no curso de Fisioterapia, da Universidade Federal de Sergipe (UFS), através do sistema de cotas direcionadas a alunos de escola pública. Moradora do povoado São João da Fortaleza, localizado na zona rural, ela conta que sua rotina de estudos foi intensificada desde o 1° ano. “Estou muito feliz com o resultado porque me dediquei muito nesses últimos anos e sempre contei com o apoio da minha família e dos meus professores”, afirma. Danielly Freitas, 17 anos, estudou no Colégio Estadual Polivalente de São Gonçalo dos Campos e vai cursar História, na Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB). “Desde o 8º ano do Ensino Fundamental eu já tinha definido que queria me formar em História para atuar na área de pesquisa e também lecionar em universidades”, revela a futura historiadora. Já Rafael Ferreira, 18 anos, acabou de concluir o curso técnico em Gerência em Saúde, no Centro Estadual de Educação Profissional em Saúde e Gestão, no município de Guanambi e vai direto para a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), cursar Engenharia Elétrica. Ele conta que fazer o curso técnico foi um diferencial. “Na disciplina de Primeiros Socorros estudei muitos conteúdos de Biologia que foram essenciais para o Enem. Além disso, em Língua Portuguesa aprendi a construir textos dissertativos que me ajudaram a obter a nota 760 na Redação e que também contribui para a minha aprovação. Estou muito feliz com essa oportunidade”.


VOLTAR
23 de janeiro de 2016

Estudante de Caetité é aprovada em universidade pública pelo Sisu

Foto Brumado Acontece

Foto Brumado Acontece

Estudantes que concluíram o ensino médio em escolas estaduais estão alcançando excelente desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Com isso, estão conquistando vagas em universidades públicas em diferentes estados do País, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação (MEC). É o caso da estudante do Colégio Estadual Tereza Borges de Cerqueira, no município de Caetité, Renata Junqueira, 17 anos, tirou a nota 980 na Redação do Enem e comemora a sua aprovação em Psicologia, na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). “Estou muito contente e não vejo a hora de estudar”, afirma, destacando a contribuição da escola na sua formação. “As oficinas de Matemática, participação em projetos de iniciação científica e aulas de Atualidade e de Redação me ajudaram muito na realização das provas”. A estudante Maria Emília Alves, 17 anos. Ela concluiu o ensino médio no Colégio Estadual Flaviano Dantas do Nascimento, localizado em Banzaê, distrito de Cícero Dantas e foi aprovada em 1° lugar no curso de Fisioterapia, da Universidade Federal de Sergipe (UFS), através do sistema de cotas direcionadas a alunos de escola pública. Moradora do povoado São João da Fortaleza, localizado na zona rural, ela conta que sua rotina de estudos foi intensificada desde o 1° ano. “Estou muito feliz com o resultado porque me dediquei muito nesses últimos anos e sempre contei com o apoio da minha família e dos meus professores”, afirma. Danielly Freitas, 17 anos, estudou no Colégio Estadual Polivalente de São Gonçalo dos Campos e vai cursar História, na Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB). “Desde o 8º ano do Ensino Fundamental eu já tinha definido que queria me formar em História para atuar na área de pesquisa e também lecionar em universidades”, revela a futura historiadora. Já Rafael Ferreira, 18 anos, acabou de concluir o curso técnico em Gerência em Saúde, no Centro Estadual de Educação Profissional em Saúde e Gestão, no município de Guanambi e vai direto para a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), cursar Engenharia Elétrica. Ele conta que fazer o curso técnico foi um diferencial. “Na disciplina de Primeiros Socorros estudei muitos conteúdos de Biologia que foram essenciais para o Enem. Além disso, em Língua Portuguesa aprendi a construir textos dissertativos que me ajudaram a obter a nota 760 na Redação e que também contribui para a minha aprovação. Estou muito feliz com essa oportunidade”.


VOLTAR