Família volta ao mesmo país onde missionário foi assassinado para continuar ministério » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 07-08-2020 » Paola Machado | Como obesidade deixa o organismo mais propenso aos problemas da covid-19 07-08-2020 » Rede social | Trump assina ordem executiva que proibirá transações com TikTok em 45 dias 07-08-2020 » Assista ao doc no UOL | 'O Vampiro de Niterói': Fuga de vítima foi fator crucial para polícia achar serial killer 07-08-2020 » Liberdade de expressão | Veto de PayPal a Olavo de Carvalho é discriminatório, dizem especialistas 07-08-2020 » Opinão | STF tem chance histórica de mudar a política de segurança no Rio 07-08-2020 » Hoje, ao vivo no UOL | Pandemia no Brasil: UOL faz maratona de debates com médicos e ex-ministros 07-08-2020 » Reality da MTV | 'De Férias' termina com brigas, pedido de casamento e sexo 07-08-2020 » Conheça os detalhes | VW T-Cross 2021 ganha multimídia do Nivus e fica mais caro; veja os preços 07-08-2020 » Julio Gomes | Difícil ficar empolgado com a volta do Brasileiro 07-08-2020 » M. Goldenberg | 'Seja um homem de verdade!' 07-08-2020 » Mauricio Stycer | Reprises prometem o futuro para a Globo 07-08-2020 » Sérgio Rodrigues | Bateção de panela e de coração 07-08-2020 » Mauro Cezar | Dispostos a fazer público desgostar do futebol 07-08-2020 » Chico Alves | Lavajatistas deveriam encerrar lógica miliciana 07-08-2020 » Lúcia Guimarães | Trump é o mesmo; cobertura é que precisa mudar 07-08-2020 » Juca Kfouri | Corinthians e Palmeiras fizeram água 07-08-2020 » André Rocha | Triste versão de 'final não se joga, se ganha' 07-08-2020 » Cida Bento | Reforma tributária terá que enfrentar privilégios 07-08-2020 » B. Boghossian | Flávio se enrola cada vez que tenta explicar Queiroz 07-08-2020 » Djamila Ribeiro | Beyoncé acerta ao proporcionar onda de debates
Publicidade
29 de maio de 2019

Família volta ao mesmo país onde missionário foi assassinado para continuar ministério

Foto: Reprodução

Em 15 de janeiro de 2016 o missionário norte-americano Mike Riddering foi morto durante um atentado terrorista em Burkina Faso, juntamente com outras 27 pessoas. O atentado mudou o clima de paz que imperava no pequeno país da África Ocidental onde cerca de 19 milhões de pessoas conviviam pacificamente. Promovido por extremistas muçulmanos, os ataques a um café e a um hotel iniciaram uma série de perseguições que aumentaram a violência consideravelmente naquele país. À medida que grupos terroristas ganham adeptos na região, os cristãos passam a se tornar os principais alvos de ataques. A World Watch Monitor (WWM) informou na semana passada que a violência está sendo direcionada para igrejas cristãs, forçando os religiosos e seus líderes a fugirem do país. Em meio a esse clima, familiares do missionário Mike planejam mudar para o país e dar continuidade ao ministério iniciado pelo americano. Seu irmão Jeff e sua cunhada, Tammy, deverão chegar durante o verão. A família Riddering se interessou pelo país africano há quase 20 anos, quando uma mulher voltou de viagem contando o que viu por lá, falando sobre a falta de saneamento básico e da necessidade de falar sobre Jesus aos moradores. Em 2011 Mike e sua esposa se mudaram para lá e iniciaram um ministério. Segundo seu irmão, seu desejo era permanecer no país africano até o seu último dia, como realmente aconteceu. “Obviamente, isso veio muito mais cedo do que pensávamos e do que ele pensou”, disse Jeff ao Christianity Today.


VOLTAR