Filiada à Rede, Eliana Calmon ainda não decidiu se votará em Marina Silva » Rede Acontece
Últimas
22-09-2018 » Aéreas facilitam stopover | Saiba como viajar mais sem perder muito tempo no aeroporto 22-09-2018 » Candidata à Câmara | PM que matou ladrão diz: quem é de bem não mata a rodo 22-09-2018 » Atividade física | Após 40, foque na musculação e nos exercícios funcionais 22-09-2018 » Avaliação | Novo VW Jetta fica mais "tiozão" para enfrentar Corolla 22-09-2018 » Por carreira | Mais brasileiras congelam óvulo para adiar maternidade 22-09-2018 » Segundo estudo | Não existe nível seguro de consumo de álcool 22-09-2018 » Carlos Fernando dos Santos | Para procurador, Lava Jato teve mais apoio enquanto o PT era o principal alvo 22-09-2018 » Presidenciável pelo PSL | Na 1ª entrevista após o atentado, Jair Bolsonaro defende Paulo Guedes 22-09-2018 » Quadro inverso ao de 2014 | Recursos públicos bancam 82% das campanhas eleitorais 22-09-2018 » Ibope | Sartori lidera com 31% para o governo do RS; Leite, em 2º, tem 26% 22-09-2018 » Corrida presidencial | Alckmin elogia a carta de FHC, mas diz que não seguirá sugestão 22-09-2018 » Checagem de informações | Jean Wyllys não tem convite para ser ministro de Haddad 22-09-2018 » Mais eleições | Democracia deve ser protegida em qualquer resultado, diz Barroso 21-09-2018 » Em Campinas (SP) | Acelerador de partícula terá R$ 70 milhões para '1ª volta' de elétrons 21-09-2018 » Antes da fama | Youtubers de finanças pessoais contam como já perderam dinheiro 21-09-2018 » Dúvida de muitos | 11 razões que explicam por que urna eletrônica não mudará seu voto 21-09-2018 » Cultura pop abraçou | Tesla caiu nas graças de rappers e isso é bom para os carros elétricos 21-09-2018 » Presidente do Real | 'Ninguém deu mais de 100 milhões de euros por CR7', diz Florentino 21-09-2018 » Rechaço a ação de neopentecostais | Contra apoio a Bolsonaro, evangélicos lançam carta defendendo Estado laico 21-09-2018 » Cortado do Itamaraty por agressão | Ele não parará enquanto não matar alguém, diz ex de diplomata demitido
Publicidade
10 de julho de 2018

Filiada à Rede, Eliana Calmon ainda não decidiu se votará em Marina Silva

Foto Rede Acontece

A ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, afirmou, nesta segunda-feira (9), que ainda não decidiu se dará seu voto à pré-candidata à presidência da República do seu partido Marina Silva (Rede Sustentabilidade).

“Ainda não decidi. Eu sou filiada à Rede, tenho muita simpatia por Marina, mas não me decidi ainda. Eu quero ver as novas propostas de Marina. Eu a considero uma ficha limpa, uma mulher séria, uma mulher correta, mas o que me preocupa é o todo. Esse país está tão esgaçado que Marina sozinha não vai resolver, ela precisa ter aliados. E é exatamente isso a grande dificuldade de Marina”, disse Eliana Calmon em entrevista ao programa Se Liga Bocão, na Itapoan FM, nesta segunda-feira (9).

Em 2014, Eliana foi candidata ao Senado Federal pelo PSB da Bahia, numa chapa alinhada nacionalmente com Marina Silva. Ambas não venceram a disputa. Em 2016 anunciou que havia desistido da política, mas depois filiou-se à Rede.

Ela reiterou o desapontamento com a política e disse que será candidata nas eleições de outubro.

“Depois das eleições passadas, depois que eu conheci a política por dentro, eu vi as dificuldades. Se eu tivesse 30 anos, eu continuaria para ver a mudança que essa nação vai ter, mas com 73 anos eu quero aproveitar um pouco a vida, ganhar um pouco de dinheiro e viver a minha vida”, desabafou.


VOLTAR