Geddel se recusa a passar por perícia após vigilância encontrar remédio em cela » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 23-05-2019 » Proposta afeta o Mais Médicos | Após "atravessar" acordo do pai, Eduardo Bolsonaro recua sobre Revalida 23-05-2019 » Policial e advogada indiciados | PF conclui que houve obstrução à investigação da morte de Marielle 23-05-2019 » Jogadores brasileiros | Futebol europeu: veja quem está em alta e em baixa na temporada 23-05-2019 » Atacante lesionado | Palmeiras rescinde com Ricardo Goulart; atleta voltará para time chinês 23-05-2019 » Novidade na aviação | Nome da Embraer na aviação civil vira Boeing Brasil - Commercial 23-05-2019 » Massa de manobra? | Lobão sobre Bolsonaro: ataque a estudantes foi 'coisa de imbecil' 23-05-2019 » Briga no Rio | Lutador é preso por matar homem e publicar foto no Instagram 23-05-2019 » Promessa de Trump | EUA mudam de postura e apoiam a candidatura do Brasil à OCDE 23-05-2019 » Conheça a programação | Vem aí Universa Talks, um encontro de mulheres que transformam o mundo 23-05-2019 » Texto vai para o Senado | Acordo exclui ação de auditores, e Câmara aprova MP dos ministérios 23-05-2019 » Acordo com a Globo | Palmeiras cola em Flamengo e Corinthians em cotas de TV e se isola de SP 23-05-2019 » Faziam turismo em Santiago | Família de brasileiros mortos no Chile voltariam ao Brasil para velório 23-05-2019 » Quem fica com o Coaf | Votação que tirou Coaf de Moro abre crise no centrão; PSD é ameaçado 23-05-2019 » Risco em Barão de Cocais | Mar de lama pode atingir 10 mil pessoas em três cidades de Minas Gerais 23-05-2019 » 1,6 mi de mortes em 10 anos | Trânsito mata cinco pessoas por hora no Brasil e custa R$ 3 bilhões ao SUS 23-05-2019 » 'Você é boa na pistola' | Repórter conta o que fez e ouviu para obter posse de arma em 74 dias 23-05-2019 » Cresceu 20 vezes em 10 anos | Energia eólica já é 10% da matriz nacional; veja estados que lideram 23-05-2019 » Ex-zagueiro fala de títulos e polêmicas | Lúcio sobre narração de Galvão na Copa de 2002: 'Totalmente equivocado' 23-05-2019 » Marcio Atalla | 10 dicas para quem já corre ou vai começar 23-05-2019 » Clóvis Rossi | Não fugiu da raia: Cristina Kirchner grita truco
Publicidade
corretora de seguros
INTERSORFT 100 MEGA
8 de junho de 2018

Geddel se recusa a passar por perícia após vigilância encontrar remédio em cela

Foto Brumado Acontece

O ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso no Complexo da Papuda desde setembro de 2017, recusou-se a se submeter a uma perícia determinada pela Justiça Federal após a vigilância da prisão encontrar excesso de medicamentos em sua cela em abril deste ano.

De acordo com o blog de Andreia Sadi, em decisão do dia 5 de junho, a juíza Leila Cury relata que mandou apurar “situação fática envolvendo o preso provisório Geddel Quadros Vieira Lima, o qual teria ingerido vários medicamentos e, por isso, estaria “se portando de maneira estranha”.

Segundo a juíza, a vigilância do CDP (complexo penitenciário) localizou na cela de Geddel diversos medicamentos, como: Nexium 40mg (65 comprimidos); Diazepam 5mg (8 comprimidos); Valium 10mg (4 comprimidos); Hermitartarato de Zolpidem 10 mg (2 comprimidos); Lexapro 10 mg (46 comprimidos); Lexapro 20mg (18 comprimidos); Cewin 500mg (13 comprimidos); Oxalato de escitalopram 20mg (29 comprimidos); Carbamazepina 200mg (10 comprimidos); Tylenol (04 comprimidos); Iboprufeno (07 comprimidos); 01 pomada Trafic e 01 receituário médico.

A juíza, então, determinou que se instaurasse “procedimento destinado a apurar as circunstâncias em que os medicamentos chegaram às mãos do encarcerado”. E determinou o “encaminhamento do custodiado ao IML para submissão a exame pericial”.

Geddel, no entanto, recusou-se a ser submetido a perícia, por “determinação” de seu advogado.

Indagado pela juíza, o perito do presídio afirmou “que o uso de todas as medicações apreendidas não é recomendada”.

“Em continuação, o ilustre perito signatário do laudo e seu aditamento afirmou que ‘se todas essas substâncias forem ingeridas em sua totalidade (todos os comprimidos encontrados de todas as substâncias), poderia causar a morte do periciando’.

A magistrada aponta que, por Geddel estar se “portando de maneira estranha em razão de o mesmo estar sob efeito de alguns remédios”, solicitou o exame – que não foi realizado.

“Verifico que o exame psiquiátrico não foi realizado conforme a decisão que proferi, por determinação da defesa técnica”.


VOLTAR