Governo Bolsonaro suspende uso de verbas públicas em séries gays para TVs » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 21-02-2020 » Ex-governador do Rio | Delação de Cabral não reduz pena de 282 anos, decide Fachin 21-02-2020 » Câmbio | Dólar fecha em alta de 0,04%, a R$ 4,393, e bate novo recorde 21-02-2020 » Reforço para o ataque | Palmeiras anuncia a contratação de Rony, que se destacou no Athletico Paranaense 21-02-2020 » Crítica a Damares | Mariana Varella: Abstinência sexual não serve como política de saúde 21-02-2020 » No meio da rua | Munik Nunes faz ensaio de mágica sexy em SP antes do Carnaval 21-02-2020 » Festa eclética | DJ no frevo e jazz! Carnaval de PE abraça todos os sons 21-02-2020 » 'É possível' | Luisa Mell relembra 'fantasia maravilhosa sem crueldade' 21-02-2020 » Nada de folia | Blocos te dão urticária? Calma, dá para curtir o recesso em São Paulo 21-02-2020 » Degundo Febraban | Bancos vão ficar fechados na segunda e na terça de Carnaval 21-02-2020 » Em Salvador | Claudia Leitte vai se vestir de Madonna: 'Sonho de infância' 21-02-2020 » Por trabalho social | Simone dá adeus à bateria da Dragões e é premiada em Paris 21-02-2020 » Destaque na Sapucaí | Julianne Trevisol faz ensaio sensual antes de cair no samba no Rio 21-02-2020 » Veja fotos | Mangueira faz último teste em alegoria com negro crucificado 21-02-2020 » Após Caixa | Bancos privados preparam crédito imobiliário com juros fixos 21-02-2020 » Freira aponta gargalos no SUS | Pioneira em saúde da família em SP, missionária canadense deixa o Brasil 21-02-2020 » Opinião - Posse de Bola | Por que Dudu é um dos dez mais do Palmeiras 21-02-2020 » Preso na Espanha | Membro da Máfia Chinesa acusado de mortes é extraditado ao Brasil 21-02-2020 » São Paulo | Cuidadora assume ter participado de assalto que deixou idoso morto 21-02-2020 » Crime em Águas Claras | Jovem é vítima de estupro coletivo ao voltar para casa no DF 21-02-2020 » Remunerações extras | Água chega com odor e gosto estranhos em SP
Publicidade
22 de agosto de 2019

Governo Bolsonaro suspende uso de verbas públicas em séries gays para TVs

Foto: Marcos Corrêa

O uso de verbas públicas para séries pré-selecionadas em um edital para TVs foi suspenso na última quarta-feira (21) pelo governo Bolsonaro. A concorrência havia sido aberta para as TVs públicas, mas uma portaria assinada pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra, publicada no Diário Oficial da União (DOU), evitou o gasto. Lançado em 13 de março de 2018, o processo seletivo tinha um orçamento total de R$ 70 milhões, provenientes do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). As séries com temática gay, que concorriam pelas categorias “diversidade de gênero” e “sexualidade”, foram criticadas pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. Na portaria, o governo informa que o edital ficará suspenso pelo prazo de 180 dias, podendo ser prorrogado por igual período, afirmando ainda que há “necessidade de recompor os membros do Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual — CGFSA”. Também consta que após a definição da nova composição do grupo, será “determinada a revisão dos critérios e diretrizes para a aplicação dos recursos do FSA, bem como que sejam avaliados os critérios de apresentação de propostas de projeto”.


VOLTAR