Governo pode devolver terras desapropriadas para antigos donos » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 18-02-2020 » Professor filmava alunas, diz polícia | Preso gravava genitálias de meninas de 10 anos em colégio de elite de SP 18-02-2020 » Falou sobre crenças | 'Deus é uma invenção do homem', declara Gilberto Gil 18-02-2020 » Mauricio Stycer | Em busca de 'equilíbrio na internet', Mion enfrenta Google 18-02-2020 » Acusa de ameaças | Namorada do goleiro Jean processa ex do atleta por R$ 500 mil 18-02-2020 » Lamborghini alagada | Conserto será mais caro que o de batida de Rubinho 18-02-2020 » Na Bahia | Lorena Improta sairá disfarçada em bloco do ex, Leo Santana 18-02-2020 » Outras prioridades | Miss Bumbum diz por que nunca vai desfilar em escola de samba 18-02-2020 » Educação | MEC vai gastar R$ 20 mi para avaliar fluência de leitura de aluno de 2º ano 18-02-2020 » Filha e namorada estão presas | Acusados de matar família no ABC eram vizinhos; roubo era objetivo inicial 18-02-2020 » Preço do frete | Líder da greve de 2018 pede que caminhoneiros não trabalhem nesta 4ª 18-02-2020 » Veja cena exclusiva | Regina Casé mostra jeitinho brasileiro em "Três Verões" 18-02-2020 » Privacidade | Ex-executivo da Amazon diz que desliga Alexa para conversar 18-02-2020 » B3, IPO, HB e mais | Conheça as siglas do mercado para perder o medo e poder investir 18-02-2020 » Veja finalistas | Série Primeiro Cartel da Capital vence o Grande Prêmio UOL 18-02-2020 » Dono é taxista | Etios 'imortal' roda mais de 1 milhão de km e até trava o odômetro 18-02-2020 » Caso ocorreu em 2013 | Globo é condenada a indenizar vítima de pegadinha no Caldeirão 18-02-2020 » No Cidade Alerta | Luiz Bacci revela ao vivo a uma mãe que a filha foi assassinada 18-02-2020 » Acordo está próximo | Como Felipe Neto e Adnet ajudarão Bota a trazer Yaya Touré 18-02-2020 » Câmbio | Dólar emenda 2ª alta e fecha a R$ 4,358, um novo recorde nominal 18-02-2020 » Campeonato português | Polícia identifica torcedores racistas que ofenderam Marega
Publicidade
5 de agosto de 2019

Governo pode devolver terras desapropriadas para antigos donos

Foto: Reprodução

O governo Jair Bolsonaro (PSL) prepara um mutirão para fechar acordos de conciliação com fazendeiros que questionam na Justiça a tomada de suas terras para a reforma agrária, informa reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. Segundo a publicação, são casos em que os proprietários defendem que o espaço é produtivo e não deveria ser desapropriado ou argumentam que receberam pouco pelos terrenos. Secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia, afirma que o objetivo é iniciar a investida ainda neste semestre. Com isso, será possível “destravar” investimentos no campo e a reforma agrária de Bolsonaro, diz ele. De acordo com o jornal paulista, o governo espera que as conciliações permitam, por exemplo, a devolução de uma terra desapropriada, ou parte dela, aos fazendeiros. Há casos em que a disputa judicial se arrasta há décadas e envolve milhões, segundo Nabhan. Aliado de Bolsonaro desde a campanha e um de seus principais conselheiros na área rural, Nabhan é presidente licenciado da União Democrática Ruralista (UDR), que rivaliza com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-terra (MST). O secretário afirma que seu alinhamento aos ruralistas não vai enviesar os acordos e nega que haja intenção de beneficiar produtores rurais, grupo que apoia o Planalto. Segundo ele, com o mutirão, o governo espera resolver dois problemas: reduzir o acúmulo de litígios com proprietários de terra e a falta de dinheiro em caixa para realizar novos assentamentos.


VOLTAR