Guanambi: “Zé é do interior e sabe como tratar os baianos”, diz ex-governador Nilo Coelho » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 06-12-2019 » Chegou ao clube em outubro | Valentim tem multa milionária e pode seguir no Botafogo em 2020 06-12-2019 » Mais vendido do país | VW T-Cross: qual versão levou SUV à liderança e qual 'micou' 06-12-2019 » Fora de Hora | Sucessor do Tá no Ar vai rir do jornalismo da Globo e concorrência 06-12-2019 » Fórmula 1 | Hamilton na Ferrari? Incerteza da Mercedes explica especulação 06-12-2019 » Depoimento | 'Como consegui ser dispensado do serviço militar obrigatório' 06-12-2019 » Alvinegro quer meia | Corinthians aguarda R. Gaúcho para emplacar trocas por Luan 06-12-2019 » Vagas definidas | PVC: Os riscos e as chances dos brasileiros na Libertadores 2020 06-12-2019 » E o Brasil? | Por que a startup bilionária Loggi terá polo tec em Portugal 06-12-2019 » Com Veron e Dracena | Palmeiras dá esperança para o futuro e aplaude o passado em vitória 06-12-2019 » Fenômeno da música eletrônica | Vintage Culture: como o jovem de 26 anos se tornou um DJ superstar 06-12-2019 » Volta completa vai durar 18 minutos | Rio inaugura maior roda-gigante da América Latina, com 88 m de altura 06-12-2019 » Ecoa | A riqueza da favela: Paraisópolis tem balé, feijoada, orquestra e horta na laje 06-12-2019 » Esporte | Única árbitra mulher na Série A treina 7 dias na semana e não tira folgas 06-12-2019 » Planejamento para 2020 | Santos quer vender Soteldo para fazer caixa e reforçar o elenco 06-12-2019 » Equilíbrio | Saiba como lidar com as cobranças e impedir que elas nos sabotem 06-12-2019 » 2019 gordo | Fla ultrapassa R$ 100 mi com rendas de jogos 06-12-2019 » A Fazenda 11 | 'Vai ser o maior saco', diz Lucas sobre festa final 06-12-2019 » Alta nos preços | Carne sobe 8%, e inflação registra pior mês de novembro em 4 anos, diz IBGE 06-12-2019 » Ministro sofre desgaste | Alvo de pressão, cúpula da pasta de Minas e Energia deve ser substituída 06-12-2019 » Entrevista com ministro | Não é um debate antipartido, afirma Barroso sobre aval a candidaturas avulsas
Publicidade
10 de setembro de 2018

Guanambi: “Zé é do interior e sabe como tratar os baianos”, diz ex-governador Nilo Coelho

Foto Divulgação

Com recepção calorosa do ex-governador Nilo Coelho, o candidato Zé Ronaldo, da coligação Coragem para Mudar a Bahia, participou ontem à noite do último sábado dois eventos na cidade de Guanambi, a 796 quilômetros de Salvador. Ao seu lado, estavam a candidata a vice-governadora, Mônica Bahia, Jutahy Jr, candidato ao Senado, e o deputado federal Arthur Maia, candidato à reeleição. No distrito de Ceraíma, Zé Ronaldo foi recebido por colonos e conversou sobre o seu apoio a projetos de irrigação. “Como governador, darei todo meu apoio para que o povo volte a produzir. A irrigação vai viabilizar a retomada do trabalho rural e as famílias terão sustento”, garantiu Zé Ronaldo. “A Bahia precisa de Zé Ronaldo como governador. O semiárido baiano vai voltar a ser olhado com respeito e o povo terá assistência. Zé é do interior e sabe como tratar os baianos”, disse Nilo Coelho. Após 10 anos de seca na região, o deputado Arthur Maia viabilizou recursos através da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) para obras de revitalização do perímetro irrigado de Ceraíma. “Fiz questão de trazer Zé Ronaldo para ver o projeto em andamento, pois sei que ele vai analisar a melhor forma de ampliarmos e devolvermos trabalho para o povo”, disse Arthur Maia. Após a visita a Ceraíma, Zé Ronaldo participou de um encontro com lideranças no centro de Guanambi, sendo recebido por mais de mil pessoas, entre bandeiras e fogos de artifício. “Fui presidente da União dos Prefeitos da Bahia e sou municipalista. Eleito governador, não vou diferenciar Jacus e Carcarás”, prometeu Zé Ronaldo, referindo-se à política dos “Jacus” x “Carcarás”, ainda hoje presente no município. Para Dalva Silva, 48, produtora rural, Zé Ronaldo significa esperança. “Foram 10 anos de seca. O serviço começou e com Zé o trabalho vai ter apoio e voltaremos a trabalhar. Centenas de famílias irão voltar a produzir. É mais emprego e renda para a gente”, disse Dalva.


VOLTAR