No Banner to display

04-06-2016

ANS autoriza reajuste de 13,57% para os planos de saúde

Image Reprodução

Image Reprodução

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) autorizou reajuste de até 13,57% para os planos de saúde médico-hospitalares individuais e familiares no período entre maio de 2016 e abril de 2017. O reajuste é praticamente igual ao autorizado em 2015 (de 13,57%) e só pode ser repassado pelas operadoras aos clientes a partir da data de aniversário dos contratos. A decisão será publicada no Diário Oficial da próxima segunda-feira, 6. O porcentual é válido para os planos de saúde contratados a partir de janeiro de 1999 ou adaptados à Lei nº 9.656/98. Segundo a agência, o reajuste atingirá cerca de 8,3 milhões de beneficiários, o que significa 17% do total de 48,5 milhões de consumidores de planos de assistência médica no Brasil, conforme dados de abril deste ano. A ANS informou que, em contratos cujo aniversário tenha ocorrido em maio ou nos primeiros dias de junho, será permitida cobrança retroativa. “Nesses casos, as mensalidades de julho e agosto (se o aniversário do contrato houver sido em maio) ou apenas de julho (se o aniversário for em junho) serão acrescidas dos valores referentes à cobrança retroativa”, divulgou a agência. A metodologia usada pela ANS para calcular o índice máximo de reajuste anual dos planos individuais e familiares, estabelecida em 2001, considera a média dos porcentuais de reajuste aplicados pelas operadoras aos contratos de planos coletivos com mais de 30 beneficiários. O setor pedia reajuste de 17% a 20%, correspondente à variação de custos médicos nos últimos 12 meses. Para a Proteste Associação de Consumidores, “os 13,57% vão pesar no orçamento por conta da crise financeira e desemprego em alta”. A entidade registrou ainda que “o reajuste supera a inflação do período, que atingiu 11,09% nos últimos 12 meses”. Leia mais »

No Banner to display

03-06-2016

Usar wi-fi alheio sem permissão vira crime na Arábia Saudita

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Usar o wi-fi de uma outra pessoa sem sua permissão, na Arábia Saudita, pode ser considerado crime. É o que determina uma nova fatwa, pronunciamento legal sempre emitido por um jurista religioso (o mufti) em países islâmicos, expedida recentemente por um intelectual saudita. Segundo Ali Al Hakami, responsável pela “opinião legal”, usar a conexão de internet privada de alguém sem a autorização tem que ser extremamente proibido já que, de acordo com as leis islâmicas, roubo não pode ser tolerado. “Tirar vantagem do serviço wi-fi ilegalmente ou sem que os outros beneficiários ou proprietários saibam não é permitido”, disse o saudita, que ainda explicou que usar a conexão de internet pública de locais como parques, cafeterias e hotéis não tem problema. A medida pareceu, para muitas pessoas, inclusive religiosos que moram no país, como exagerada e desnecessária. No entanto, a emissão de fatwas semelhantes a essas já é comum na Arábia Saudita e em outras nações islâmicas. Na Indonésia, por exemplo, alguns emojis que eram LGBT-friendly foram proibidos de serem usados por um grupo religioso local. (Ansa)

No Banner to display

03-06-2016

Enem tem 8,6 milhões de estudantes inscritos

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

8.627.194 milhões de candidatos confirmaram a inscrição para fazer as provas da edição de 2016 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Segundo o ministro, o número é o segundo maior da história do exame, atrás apenas de 2014. O prazo de inscrição terminou no último dia 20. Segundo o ministro da Educação, Mendonça Filho, esse número pode aumentar em 100 mil nos próximos dias, com a confirmação dos pagamentos pelo banco. O ministro garantiu ainda que não haverá qualquer mudança na aplicação das provas em relação ao procedimento adotado no ano passado. “Tenho procurado tranquilizar os estudantes. O calendário está mantido e nada será alterado. Queremos ter um Enem com sucesso e transparência e segurança, para dar tranquilidade a todos os envolvidos no processo”, disse o ministro. As provas estão marcadas para ocorrer entre os dias 6 e 7 de novembro. Como no ano passado, os portões serão abertos ao meio dia e fecham às 13h. Os exames começarão a ser aplicados às 13h30. O cartão de confirmação das inscrições será enviado por e-mail aos candidatos. O resultado do exame é usado como critério em processos seletivos para o ensino superior, como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa de Universidade para todos (Prouni). Também é usada para concessão do Financiamento Estudantil (Fies).

No Banner to display

03-06-2016

Renan critica redução de prazos da defesa de Dilma na comissão do impeachment

 REDE ACONTECE

GUANAMBI ACONTECE

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse ver “com preocupação as iniciativas para comprimir prazos” na comissão do impeachment da Casa, em referência à questão de ordem apresentada pela senadora Simone Tebet (PMDB-MS) e acatada pelo presidente do colegiado, Raimundo Lira (PMDB-PB), nesta quinta-feira (2), que reduziu em 20 dias o período para apresentação das alegações finais da acusação e da defesa da presidente afastada, Dilma Rousseff (PT). O posicionamento contrário a membros do mesmo partido foi divulgado em nota na manhã desta sexta-feira (3). “Apesar de não conduzir o processo e não integrar a Comissão Processante, como presidente do Congresso Nacional, vejo com preocupação as iniciativas para comprimir prazos. Mais ainda se a pretensão possa sugerir supressão de direitos da defesa, que são sagrados”, afirmou Calheiros. “É imperioso agilizar o processo para que não se arraste indefinidamente. Para tal, é possível reduzir formalidades burocráticas, mas sem restringir o devido processo legal e principalmente o direito de defesa. Dez dias na história não pagam o ônus de suprimi-los”, completou o senador. Segundo o presidente do Congresso Nacional, “não devemos lançar mão de expedientes de discutível caráter democrático, ainda que respaldados em interpretações razoáveis”. A decisão de Lira provocou intensos debates e a indignação do advogado de Dilma, o ex-ministro José Eduardo Cardozo, e de senadores que defendem a presidente afastada. Leia mais »

No Banner to display

03-06-2016

Alto nos preços dos remédios impulsionam faturamento de farmácias

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

As grandes redes varejistas de farmácias impulsionaram as receitas com a alta dos preços dos medicamentos, de acordo com a Abrafarma, que reúne 28 empresas do setor. Segundo informações do G1, nos primeiros quatro meses de 2016, o faturamento das associadas teve alta nominal de 13% em relação ao mesmo período de 2015, apesar do número de unidades vendidas ter subido apenas 3,6%. O crescimento foi acima da inflação, que foi de 9,34% no acumulado de 12 meses encerrados em abril. “Com a crise, a migração ao remédio mais barato segue, mas já não é tão forte”, afirma Francisco Deusmar de Queirós, fundador da rede Pague Menos e presidente da associação.

No Banner to display

03-06-2016

Cresce o clima por novas eleições e senadores reavaliam impeachment

Foto: Urandi Acontece

Foto: Guanambi Acontece

Diante das turbulência do governo interino de Michel Temer, alguns senadores começam a questionar o voto pelo impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Segundo informações da Folha de S.Paulo, no cenário atual, cresce o clima por novas eleições, o que poderia facilitar o retorno da presidente ao convocar novo pleito. No entanto, alguns senadores temem pela instabilidade. “A volta dela assusta todo mundo, pela inconsequência, pela irresponsabilidade”, observou Cristovam Buarque (PPS-DF), que aprovou a abertura do processo e ainda não declarou posição final. “E se ela propuser eleição direta, o que já devia ter feito uma ano atrás? E se ela acenar para a oposição? O jogo não está decidido, não”. De acordo com a publicação, Acir Gurgacz (PDT-RO), que votou a favor e agora admite reavaliar a posição, disse que a crise no governo Temer “influenciará não só a minha opinião, como a da maioria”. O processo de impeachment foi aberto com 55 votos favoráveis, 22 contrários, três ausências e uma abstenção. Para que seja aprovada a cassação de Dilma, serão necessários 54 votos. “Estamos em cima do fio da navalha”, afirmou Lasier Martins (PDT-RS). “A inclinação é mínima de um lado ao outro, vai se decidir com uma diferença de dois votos”. Nesta quarta-feira (1º), Romário pediu afastamento da Comissão Especial do Impeachment no Senado.

No Banner to display

03-06-2016

Sete hábitos comuns que podem abalar a confiança em uma relação

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Às vezes, e sem se dar conta, cometemos pequenos erros que enfraquecem a confiança que as outras pessoas depositaram em nós. Alguns hábitos diários, pequenas atitudes, gestos ou conversas não caem bem e podem colocar em risco uma relação, seja ela amorosa, familiar ou de amizade. E são os hábitos mais inofensivos (e mais comuns) que podem acabar com a confiança em um relação, diz o site Bustle, que listou os mais “fatais”, reproduzidos a seguir: 1 – Estar sempre atrasado. Não chegar na hora que prometeu que chegaria pode prejudicar a confiança que uma pessoa deposita em você, podendo um erro futuro se agravar em outras situações (mais graves e urgentes); 2 – Julgar. Fazer julgamentos constantes (sejam fundamentados ou não) pode também prejudicar a confiança numa relação, uma vez que a pessoa que ouve as sentenças pode ficar receosa que você fale dela com outras pessoas; 3 – Não ter autoconsciência. Se colocar sempre no centro das atenções e se considerar aquilo o que se chamamos de “a última bolacha do pacote” pode fazer com que as pessoas confiem menos em você; 4 – Não expressar os sentimentos. Como se pode confiar em alguém se não se sabe o que a pessoa está sentindo? 5 – Não ouvir o que os outros têm para dizer. Uma relação precisa de confiança, mas também de ajuda. Leia mais »

No Banner to display

02-06-2016

Fosfoetanolamina reduz tumor de camundongo em novo teste

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Em teste realizado com 40 camundongos, pesquisadores demonstraram que a fosfoetanolamina, composto que ficou conhecido como “pílula do câncer”, foi capaz de reduzir em 34% o tamanho de tumores de pele nos animais que a ingeriram durante 24 dias, uma vez ao dia.O estudo foi pedido pelo governo federal e realizado em parceria com o Centro de Inovação e Ensaios Pré-Clínicos (Cienp), de Florianópolis.Células tumorais como as que causam câncer de pele em seres humanos foram inseridas no dorso dos animais e, no 12º dia após o implante, eles foram divididos por grupos de experimento. Parte dos camundongos recebeu doses da fosfoetanolamina de 200mg/kg. Outro grupo também ingeriu a “pílula do câncer”, mas na dose de 500 mg/kg. O restante dos roedores foi tratado com Cisplatina, medicamento reconhecido e utilizado na medicina há mais de 30 anos no combate a tumores, três vezes por semana.A pesquisa concluiu que a fosfoetanolamina sintética, criada pela USP em São Carlos, foi capaz de “retardar de forma significativa o crescimento tumoral”, mas apenas na versão de 500 mg/kg. A versão maior da pílula conseguiu reduzir o tamanho do tumor em 34%, contra uma redução de 68% do medicamento já utilizado no combate ao câncer.Já os camundongos que ingeriram 200 mg/kg da fosfoetanolamina não apresentaram uma diminuição no tamanho do tumor e, muito pelo contrário, tiveram um aumento de 14 vezes no tamanho em relação ao primeiro dia de tratamento. Leia mais »

No Banner to display

02-06-2016

Inscrição no Sisu encerra nesta quinta; resultado é divulgado na próxima segunda

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

O prazo de inscrição para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) encerra nesta quinta-feira (2). Podem concorrer a uma das vagas no Ensino Superior estudantes que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio de 2015 e não tenham zerado a redação. Ao todo, são oferecidas 56.422 vagas em 65 universidades federais, estaduais e em instituto federais para o segundo semestre. As inscrições são feitas pela internet, no site do Sisu, onde o candidato escolhe duas opções com ordem de preferência. No cadastro, o participante deve informar se quer concorrer a vagas reservadas a ações afirmativas. A última nota de corte poderá ser acessada nesta quinta. O resultado será divulgado na próxima segunda (6) e o período de matrícula entre os dias 10 e 14. Os que não forem selecionados poderão participar da lista de espera, entre 6 e 17 de junho. Os candidatos da lista começam a ser convocados a partir do dia 23 de junho.

No Banner to display

02-06-2016

STF nega recurso da defesa de Cunha e o mantém réu em processo na Lava Jato

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve nesta quinta-feira (2), por unanimidade, decisão proferida pela própria Corte que tornou o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) o primeiro réu da Lava Jato no tribunal. Os ministros negaram recurso impetrado pela defesa do peemedebista, que questionava pontos do julgamento que, em março, aceitou denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra ele, o que culminou na abertura de ação penal. Relator da Lava Jato no STF, o ministro da Teori Zavascki, votou pela rejeição dos recursos, sendo seguindo pelos colegas. Teori justificou que os embargos pretendiam apenas obter o rejulgamento do caso e representavam mero inconformismo com a decisão. Com a decisão, Cunha passa a responder pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de ter atuado em conjunto com a ex-deputada Solange Almeida (PMDB-RJ) num esquema de pagamento de propina de contratos de navios-sonda da Petrobras. Cunha teria recebido US$ 5 milhões em dinheiro do esquema criminoso.

No Banner to display

Página 1 de 10212345...102030...Última »

No Banner to display

AQUIVO ACONTECE