Hacker invade sistema de presídio e liberta colega » Rede Acontece
Últimas
19-07-2018 » Kefir, biomassa de banana... | Febre dos prebióticos e probióticos: ciência ainda discute sua eficácia 19-07-2018 » Presos na Papuda | Geddel e Luiz Estevão vão para segurança máxima no DF 19-07-2018 » Após rumores | Chay Suede nega romance com colega de novela 19-07-2018 » 'Tinha medo de ir e vir' | Nívea Stelmann diz por que trocou o Brasil pelos EUA 19-07-2018 » 'Não me entendem' | Galvão esclarece se vai se aposentar das narrações 19-07-2018 » Manteiga? Não! | O que você jamais deve usar como lubrificante no sexo 19-07-2018 » Candidato isolado | Bolsonaro tenta salvar aliança com general 19-07-2018 » Melhores da América Latina | Documentário do UOL sobre gays na Rússia concorre ao WAN-IFRA 19-07-2018 » "Dr. Bumbum" é preso no Rio | Foragido após morte de cliente, médico foi detido na Barra da Tijuca 19-07-2018 » Celulares podem ficar mais caros | Além de pagar multa recorde, Google deverá mudar Android; entenda 19-07-2018 » Ataque de tubarão é investigado | Adolescentes são mordidos enquanto mergulhavam em Nova York 19-07-2018 » Comic-Con sem Marvel nem GoT | O que esperar da maior feira de cultura pop, em San Diego (EUA)? 19-07-2018 » Como você é fiscalizado | Polícia não usa drone para multar quem fala ao celular enquanto dirige 19-07-2018 » Eleições 2018 | Centrão segura apoio a Ciro e tucanos aguardam 19-07-2018 » Filofobia | O que é e como superar o medo patológico de se apaixonar e formar laços 19-07-2018 » Ex-presidente preso | CNJ intima Moro e desembargadores sobre decisões na prisão de Lula 19-07-2018 » Tumulto no centro | SP: Usuários atacam motoristas após ação da GCM na Cracolândia 19-07-2018 » De galã teen a rei do rap | Como Drake se transformou no músico mais popular do mundo 19-07-2018 » SP x Corinthians | Aguirre confirma Jucilei fora do clássico; Rojas vai jogar 19-07-2018 » Refis | Receita cancela adesão de 700 "viciados" em renegociar dívidas
Publicidade
grafica bandeirante lab laboratorio intersorft centro medico sao gabriel clinica master supermercado centrel
7 de dezembro de 2017

Hacker invade sistema de presídio e liberta colega

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Ataques hackers normalmente são realizados para obter informações privilegiadas e roubar dados pessoais e bancários. O americano Konrads Voits, de 27 anos, usou os seus conhecimentos tecnológicos para uma prática ousada: ele invadiu o sistema de uma penitenciária nos Estados Unidos e alterou a data de libertação de um companheiro. Voits se declarou culpado por hackear a rede do presídio do condado de Washtenaw, no estado de Michigan nos EUA. Como explica o ‘Olhar Digital’, o criminoso também utilizou a chamada engenharia social, técnica na qual o hacker se aproveita da ingenuidade das vítimas para enganá-las. Segundo a publicação, Voits criou um site falso e registrou com o domínio ewashtenavv.org (com duas letras “v” no lugar do “w”), que pode ser facilmente confundido com ewashtenaw.org, o site oficial do condado de Washtenaw. Feito isto, ele passou a enviar o link por e-mail para funcionários da penitenciária, com o objetivo de infectar as máquinas por método de phishing. Para obter sucesso na sua missão, o hacker precisou entrar em contato por telefone com os funcionários da penitenciária. Na ligação, ele se identificou como colaborador do departamento de TI. Assim, ele convenceu as pessoas a baixar um malware sob o pretexto de “atualizar o sistema da penitenciária” e tomou o controle da rede. Feito isto, bastou acessar o software XJail, que monitorava as atividades dos detentos, e alterar as informações que desejava. Contudo, logo os funcionários do local notaram o problema e acionaram o FBI. Foi necessário contratar uma empresa especializada em planos de resposta a incidentes em TI, que cobrou US$ 235 mil pelo trabalho, para identificar o autor do ataque. Após se declarar culpado, Voits pode pegar até 10 anos de prisão e pagar uma multa de até US$ 250 mil, além de entregar todos os equipamentos eletrônicos usados, como um notebook, quatro celulares, uma placa lógica e uma quantia não divulgada de bitcoins. A sentença será definida em novo julgamento marcado para abril do ano que vem.


VOLTAR