Hospital Roberto Santos vai operar cérebro com paciente acordada » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 18-09-2019 » Testamos | HB20 abre novo patamar com visual ousado e 1.0 surpreendente 18-09-2019 » 'Eu mudei' | Gerson: os segredos do jogador que está revolucionando o Flamengo 18-09-2019 » Ela resolveu dar a volta ao mundo | 'Não sou rica. Consegui viajar muito economizando - não tem milagre' 18-09-2019 » Nova tecnologia | Viagem grátis e 'fiada': pagamos ônibus de SP com cartão e celular 18-09-2019 » Gm não explicou caso | Novo Onix Plus pega fogo em manobra no pátio no RS 18-09-2019 » Em São Paulo | Seguranças suspeitos de chicotear jovem vão responder por tortura 18-09-2019 » Falou em universidade | 'Bolsonaro é tosco e misógino', diz Dilma Rousseff na Sorbonne 18-09-2019 » Ao comprar fraldas | Polícia crê em vingança ou feminicídio em caso de mulher morta em SP 18-09-2019 » Era da Odebrecht | Morre Henrique Valladares, um dos delatores da Lava Jato 18-09-2019 » Decisão da Copa do Brasil | Juca: Pode ser a noite da maioridade do Athletico-PR 18-09-2019 » Acontece na segunda | ONU veta discurso do Brasil na cúpula do clima em Nova York 18-09-2019 » Blog do Tales Faria | Com Maia, líderes da Câmara reclamam de traição de senadores e Alcolumbre 18-09-2019 » 'Ataque à lei de imigração' | Portaria de Moro sobre deportação é denunciada na ONU 18-09-2019 » Dados do 2º trimestre | 22,4% dos domicílios do Brasil não têm renda de trabalho, diz pesquisa do Ipea 18-09-2019 » Discussão no Senado | Relator da reforma tributária propõe unificar 9 impostos em 2 cobranças 18-09-2019 » Fica no cargo até aprovação de Aras | Interino na PGR assume cargo e anuncia volta de grupo da Lava Jato 18-09-2019 » Disputa interna no governo | Ala olavista passa a apoiar anistia a Maduro por mudança na Venezuela 18-09-2019 » Grandes grupos de varejo | Carrefour, GPA e Cencosud compraram carnes de autuados por trabalho escravo 18-09-2019 » Assembleia em NY | Carlos Bolsonaro diz que pai 'está bem' e prepara discurso da ONU 18-09-2019 » Gastos do governo | Em meio a cortes, Orçamento dá R$ 4,7 bi de vantagens para militares
Publicidade
5 de abril de 2019

Hospital Roberto Santos vai operar cérebro com paciente acordada

Foto Reprodução

O Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) vai realizar um procedimento raro na próxima semana, quando uma paciente será submetida a uma cirurgia no cérebro enquanto estiver acordada. A.S.M. tem 34 anos e um tumor localizado na região que afeta a linguagem. Para atingir o sucesso durante a cirurgia, ela terá que se comunicar com os profissionais da neurocirurgia durante o procedimento, que será realizado na próxima terça-feira (9). Conhecida como “awake craniotomy” (craniotomia acordada, em tradução literal), a técnica é feita com o crânio aberto e o paciente precisa responder a perguntas simples, como “quais são os dias da semana?”. Contudo, há casos em que deve resolver uma operação matemática ou tocar um instrumento musical. De modo geral, a cirurgia é utilizada para a remoção de tumores cerebrais que estão próximos às áreas que controlam linguagem e movimento do corpo. “Nós temos cerca de uma hora e meia para tentar retirar a lesão”, explicou o coordenador do serviço de neurocirurgia do HGRS, Leonardo Avellar. Referência em neurocirurgia – Diretor-geral do HGRS, o médico anestesista José Admirço Lima Filho, lembra que o hospital passa por uma grande reestruturação e, nesse sentido, existe um entendimento para que ele se torne cada vez mais vocacionado para áreas específicas, como a neurocirurgia. “Temos buscado, ao máximo, um incremento quanto ao atendimento referente à neurocirurgia. Hoje o hospital conta com uma bioimagem, que tem ressonância e tomografia de ponta. Também estamos aprimorando a qualificação da equipe”, detalhou. Na análise do gestor, o chefe da neurocirurgia conseguiu agregar um grupo de cirurgiões diferenciados, com condições de realizar os procedimentos mais complexos. “Nós ficamos muito felizes porque conseguimos integrar essa especialidade ao SUS [Sistema Único de Saúde], cumprindo a meta de oferecer assistência qualificada e humanizada ao usuário”, disse José Admirço. De acordo com informações do secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, a tendência do Governo do Estado da Bahia de vocacionar as unidades da rede de saúde resulta em mais produtividade. “Concentração de especialistas e leitos específicos impacta em mais resolutividade. Os benefícios são visíveis não apenas para os pacientes, mas [também] para estudantes e residentes de medicina, que, em um ambiente rico e complexo, são capazes de adquirir mais conhecimento”, afirmou.


VOLTAR