Inep desclassifica candidato disléxico do Enem 2015 » Rede Acontece
Últimas
21-02-2019 » Audiência no Senado | Damares critica ativismo e rebate ministro do STF sobre questão de gênero 21-02-2019 » Desastre em Brumadinho (MG) | Bombeiros acham almoxarifado soterrado; há indícios de corpos 21-02-2019 » Texto entregue ao Congresso | Oposição tranca pauta na Câmara em protesto à reforma da Previdência 21-02-2019 » Marcelo Antônio, do Turismo | Ministro pede para STF suspender apuração de laranjas do PSL em MG 21-02-2019 » Tema em discussão no STF | Fachin defende criminalizar homofobia e aplicar Lei de Racismo 21-02-2019 » Crise no país vizinho | Nicolás Maduro manda fechar a fronteira da Venezuela com o Brasil 21-02-2019 » Impasse | Sem acerto, direção do Corinthians se irrita com postura de Romero 21-02-2019 » Novo smartphone | Confira sete novidades do Galaxy S10 da Samsung 21-02-2019 » Caso tríplex | Ministro do STF nega mais um pedido de liberdade a Lula 21-02-2019 » SUV 'acupêzado' | Renault Arkana é registrado no Brasil e deve sair até 2021 21-02-2019 » Impasse continua | Globo aceita exibir parceiros da Conmebol apenas na TV paga 21-02-2019 » Caso Daniel | Audiência tem risada de réu e acenos da família Brittes; advogado faz críticas 21-02-2019 » Em São Bernardo | Governo de SP diz que buscará comprador para fábrica da Ford 21-02-2019 » Antimusa do Carnaval | Lívia Andrade rejeita ser 'certinha': 'Empoderada? Minha vida me fez assim' 21-02-2019 » Mulheres em profissões 'invisíveis' | 'Se some algo, sempre suspeitam de quem faz a limpeza'; leia relatos 21-02-2019 » Buscas continuam em Brumadinho | 'Quanto mais tempo passa, mais difícil', diz bombeiro símbolo de MG
Publicidade
15 de janeiro de 2016

Inep desclassifica candidato disléxico do Enem 2015

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

O filho de Francisca Leite, moradora do município de Brejões (289 km de Salvador), é portador de dislexia e fez as provas do Enem 2015 com acompanhamento especializado, como previsto no edital da prova. Porém, quando o candidato acessou o portal do Inep para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) recebeu a seguinte mensagem: ‘Não atendimento ao item 2.2.5 do edital do exame. Em caso de dúvidas, entrar em contato com a Central de Atendimento (0800 616161)’. Segundo o item 2.2.5, o aluno precisa “dispor de documentos comprobatórios da condição que motiva a solicitação de atendimento especializado e/ou específico”.Francisca, porém, afirma que já enviou um laudo da Associação Brasileira de Dislexia (ABD), realizado em 2009, comprovando a doença do filho, e um relatório de tratamento com a fonoaudióloga. Ao entrar em contato com Inep, a fim de resolver o transtorno, a única resposta obtida por Francisca foi: “Informamos que o participante não atendeu ao item 2.2.5 do Edital, ou seja, o documento apresentado não é considerado válido para a comprovação da solicitação de atendimento especializado”. Desde o dia 8 de janeiro, a mãe já abriu quatro processos no canal de atendimento para entender o porquê de o laudo não ter sido aceito, sem obter nenhuma explicação por parte da Instituição de Ensino. Em conversa com o Portal A Tarde, o Inep se limitou a informar que o candidato deve entrar em contato com a Central de Atendimento através do telefone 0800.616161. Segundo a assessoria, os casos individuais devem ser tratados diretamente por esse número – único contato destinado para esse fim. Mesmo com informação concedida pela ABD à Francisca por e-mail, de que “diversos pacientes estão ligando e enviando emails com o mesmo problema”, a Instituição diz que não considera esse um problema coletivo, pois não recebeu nenhum comunicado oficial da Associação. A assessoria do Inep informou, ainda, que não tinha informações sobre qual procedimento poderia ser adotado em casos como esse, visto que o telefone é o único meio para resolução dos problemas; não foi divulgado se há novos prazos para entrega ou correção dos documentos.


Tags:
VOLTAR