Infectologista afirma que médicos confundem zika com dengue » Rede Acontece
Últimas
17-01-2019 » Inseparáveis | Por que você vai ouvir falar muito de Arielle, a coreógrafa da Anitta 17-01-2019 » Bem além da passarela | 5 lutas compradas por Gisele que a tornaram mais do que modelo 17-01-2019 » Discurso nos EUA; veja | Bolsonaro elogiado por Trump? No contexto, talvez não seja assim 17-01-2019 » Deputada e socialista | Por que Ocasio-Cortez é a mulher mais importante dos EUA? 17-01-2019 » Jack estava internada | Ginasta brasileira que defendeu seleção morre aos 17 anos 17-01-2019 » Sexo sem tabu | 'Com 16 eu tinha cama de casal', diz youtuber Dora Figueiredo 17-01-2019 » Onda de violência no estado | Governador do CE pede a Moro reforço em segurança por reação de facções 17-01-2019 » Grito de carnaval da cidade | Shows do CarnaUOL serão em frente ao sambódromo de SP; veja atrações 17-01-2019 » Mercado financeiro | Bolsa sobe e fecha acima de 95 mil pontos pela 1ª vez; Taurus salta 14% 17-01-2019 » Brecha na segurança | Vazamento na web atinge 800 milhões de e-mails e senhas; veja se foi afetado 17-01-2019 » Educação | Economista que chamou docentes de manipuladores será coordenador do Enem 17-01-2019 » Reforma da previdência | Governo quer restringir acúmulo de pensão com aposentadoria 17-01-2019 » No Fórum de Davos, na Suíça | Guedes apresentará privatizações e Previdência como vitrines do Brasil 17-01-2019 » Senador eleito pelo PSL | MP do Rio usa Coaf como 'atalho' para burlar Justiça, diz Flávio Bolsonaro 17-01-2019 » Liminar parou investigação de Queiroz | Flávio Bolsonaro alega ter foro e pede anulação de provas do Coaf no STF 17-01-2019 » Normal ou cesariana? | Como disputas ideológicas no Brasil chegaram ao parto 17-01-2019 » UOL Líderes | País não sobreviverá sem reformas, diz vice da Microsoft América Latina 17-01-2019 » Celular, isqueiro, cabo USB... | Preso tenta voltar para a cadeia com 62 objetos no estômago em SC
Publicidade
12 de fevereiro de 2016

Infectologista afirma que médicos confundem zika com dengue

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

O elevado número de casos de dengue registrados em um curto período tem mostrado a tendência de uma nova epidemia de grandes proporções no país neste ano. Segundo especialistas ouvidos pela Folha de S. Paulo, isso mostra uma epidemia que não está no início, mas que, em janeiro, já está de vento em popa. De acordo com o infectologista Carlos Magno Fortaleza, professor da Unesp, também ouvido pela publicação, outro cenário possível é que uma parte dos casos já notificados como dengue sejam de zika, doença transmitidas pelo mesmo vetor, o mosquito Aedes aegypti. “Além da dengue, estamos tendo epidemia de zika. Como as doenças causam manifestações semelhantes, pode ser que uma parte seja zika”, afirma o infectologista Benedito Lopes da Fonseca. Atualmente, o vírus da zika já tem circulação confirmada em 21 estados do país, além do Distrito Federal. A doença, porém, diferentemente do que ocorre com a dengue, ainda não é de notificação compulsória – o Ministério da Saúde pretende que o modelo, em que todos os casos prováveis da doença são informados ao governo federal depois de avaliação clínica, passe a ser adotado nos próximos dias. Para os especialistas, é preciso aumentar o treinamento dos profissionais para que a notificação seja mais precisa. Os casos de zika apresentam manchas vermelhas no corpo muito peculiar, que coça muito. Quem não vê muito os casos de zika pode acabar fazendo o diagnóstico como dengue. Apesar das trocas, os profissionais têm um consenso: é preciso manter alerta para a dengue, vista como mais perigosa que a zika.


Tags:
VOLTAR