Irã pede que muçulmanos se unam contra Israel e os EUA » Rede Acontece
Últimas
22-02-2019 » Desastre em Brumadinho (MG) | Corpo é achado em almoxarifado, e nº de mortos vai a 176 22-02-2019 » Mudanças na Previdência | Como nova proposta para a reforma da Previdência pode afetar as mulheres 22-02-2019 » Criminalização da homofobia | Quem tem coração vê discriminação a LGBTs, diz Barroso ao votar no STF 22-02-2019 » Módulo Beresheet | Nave privada israelense está a caminho para tentar pouso na Lua 22-02-2019 » Fábrica vai fechar | Papel de Doria não é ser corretor de imóveis da Ford, diz sindicato 22-02-2019 » Por R$ 51 milhões | Palmeiras encaminha venda de Deyverson para time chinês 22-02-2019 » Em São Paulo | Covas decide desativar Minhocão e fazer parque suspenso 22-02-2019 » Custeará VAR | CBF anuncia Supercopa e restringe trocas de técnicos 22-02-2019 » Crise no país vizinho | Bolsonaro mantém envio de ajuda à Venezuela apesar de bloqueio 22-02-2019 » Dificuldades se acumulam no país | Relembre 6 momentos que explicam a crise que assola a Venezuela 22-02-2019 » Paulo Sérgio Pinheiro | Ex-ministro: Discurso violento de líderes cria clima de 'liberou geral' 22-02-2019 » Material enviado a todos franqueados | Escolinha de Ronaldo sugere publicidade infantil e mentir aos pais em guia 22-02-2019 » Investigação do MP e MPF | SP teve pelo menos 60 candidatas laranjas nas eleições de 2018 22-02-2019 » Múltiplas fraturas na face | Mulher espancada por 4 horas no Rio terá alta nesta sexta 21-02-2019 » Caso Del Nero | Palmeiras pode ser rebaixado? Falta de notificação da Fifa alivia clube 21-02-2019 » Carmen Flores não foi eleita | Candidata de Bolsonaro no RS repassou verba pública a filha e neta
Publicidade
25 de novembro de 2018

Irã pede que muçulmanos se unam contra Israel e os EUA

Foto Reprodução

O presidente do Irã, Hasan Rohani, conclamou neste sábado (24) que os muçulmanos de todo o mundo se unam. Disse ainda que os sauditas são ‘irmãos’ e não têm por que temer Teerã.

Durante a Conferência da Unidade Islâmica, que acontece em Teerã, ele criticou o governo de Donald Trump por ter abandonado em maio o acordo nuclear assinado por Obama de 2015 entre as principais potências mundiais e e Teerã, Rohani insistiu que “O que os Estados Unidos querem hoje é a escravidão”.

Para ele, ao invés de “estender o tapete vermelho para os criminosos”, os governos dos países muçulmanos deveriam se unir contra os Estados Unidos e contra “o câncer da região”, Israel. Mandou ainda um recado à Arábia Saudita, exigindo que o reinado deixe de depender da “insultante” ajuda militar americana.

Em seu discurso, transmitido pela TV estatal, o líder iraniano destacou que “submeter-se ao Ocidente encabeçado pelos EUA seria uma traição contra a nossa religião”. Disse ainda que os muçulmanos precisam “defender-se contra a injustiça e permanecer fiéis ao nosso profeta, ao nosso Alcorão e ao nosso Islã”.

De maioria sunita, a Arábia Saudita compete com o Irã, xiita. Estão de lado opostos nos conflitos na região. Enquanto os sauditas ficam do lado dos americanos nos conflitos na Síria e no Iêmen, os iranianos estão em aliança com a Rússia. Também estão de lados opostos no apoio a grupos políticos no Iraque e no Líbano.

Com informações das agências


VOLTAR