Itabuna: mulher é presa suspeita de matar dois namorados envenenados no período de oito meses » Rede Acontece
Últimas
17-01-2019 » Inseparáveis | Por que você vai ouvir falar muito de Arielle, a coreógrafa da Anitta 17-01-2019 » Bem além da passarela | 5 lutas compradas por Gisele que a tornaram mais do que modelo 17-01-2019 » Discurso nos EUA; veja | Bolsonaro elogiado por Trump? No contexto, talvez não seja assim 17-01-2019 » Deputada e socialista | Por que Ocasio-Cortez é a mulher mais importante dos EUA? 17-01-2019 » Jack estava internada | Ginasta brasileira que defendeu seleção morre aos 17 anos 17-01-2019 » Sexo sem tabu | 'Com 16 eu tinha cama de casal', diz youtuber Dora Figueiredo 17-01-2019 » Onda de violência no estado | Governador do CE pede a Moro reforço em segurança por reação de facções 17-01-2019 » Grito de carnaval da cidade | Shows do CarnaUOL serão em frente ao sambódromo de SP; veja atrações 17-01-2019 » Mercado financeiro | Bolsa sobe e fecha acima de 95 mil pontos pela 1ª vez; Taurus salta 14% 17-01-2019 » Brecha na segurança | Vazamento na web atinge 800 milhões de e-mails e senhas; veja se foi afetado 17-01-2019 » Educação | Economista que chamou docentes de manipuladores será coordenador do Enem 17-01-2019 » Reforma da previdência | Governo quer restringir acúmulo de pensão com aposentadoria 17-01-2019 » No Fórum de Davos, na Suíça | Guedes apresentará privatizações e Previdência como vitrines do Brasil 17-01-2019 » Senador eleito pelo PSL | MP do Rio usa Coaf como 'atalho' para burlar Justiça, diz Flávio Bolsonaro 17-01-2019 » Liminar parou investigação de Queiroz | Flávio Bolsonaro alega ter foro e pede anulação de provas do Coaf no STF 17-01-2019 » Normal ou cesariana? | Como disputas ideológicas no Brasil chegaram ao parto 17-01-2019 » UOL Líderes | País não sobreviverá sem reformas, diz vice da Microsoft América Latina 17-01-2019 » Celular, isqueiro, cabo USB... | Preso tenta voltar para a cadeia com 62 objetos no estômago em SC
Publicidade
12 de junho de 2018

Itabuna: mulher é presa suspeita de matar dois namorados envenenados no período de oito meses

Imagem Divulgação

Uma mulher de 34 anos foi presa na tarde de segunda-feira (11), em Itabuna, no sul da Bahia, suspeita de matar dois namorados envenenados, no período de oito meses. A informação é da Polícia Civil. De acordo com a polícia, Wane Brenda Oliveira utilizou chumbinho para matar os parceiros assim que descobriu que eles tinham intenção de terminar o relacionamento com ela. As investigações apontam que as vítimas namoraram com Wane em 2017. Nos dois casos, Wane Brenda socorreu as vítimas até uma unidade de saúde, após o veneno fazer efeito, mas em seguida, os dois morreram. Segundo a polícia, o primeiro a ser morto foi Edvaldo Araújo Alves, 40, que namorou com a suspeita por um ano. No dia 16 de abril de 2017, Edvaldo passou mal na casa da namorada e foi socorrido por ela para o Hospital de Base de Itabuna, onde morreu. Na época do crime, a morte foi atribuída a um infarto fulminante. Segundo a delegada Magda Figueiredo, titular da Delegacia de Homicídios (DH) de Itabuna e responsável pelas investigações, a versão de Wane não convenceu a família da vítima que alegava ter conhecimento de que ele estava insatisfeito com o relacionamento.
A polícia não detalhou o período exato, mas disse que meses depois da morte de Edvaldo, Wane Brenda estava em um novo relacionamento com Evandro Bonfim de Souza, também de 40 anos. Edvaldo sentiu-se mal após ingerir um medicamento dado pela namorada. Ele também foi levado pela suspeita a um hospital, onde o médico que o atendeu informou que os sintomas apresentados com ele se assemelhavam aos mesmos por envenenamento por chumbinho. Durante a internação, que durou cerca de nove dias, Brenda acompanhou Evandro na unidade de saúde e quando ele deveria receber alta médica, teve uma parada cardíaca. Ao ser submetido a uma lavagem estomacal os médicos encontraram vestígios de uma substância semelhante ao veneno. De acordo com a polícia, o estado de saúde de Evandro piorou e no dia 3 de dezembro foi constatada sua morte cerebral.

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar as circunstâncias das mortes de Edvaldo e Evandro. Após o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna recolher amostras dos corpos das vítimas foi comprovado, através do material analisado, que os homens foram envenenados. Wane Brenda está presa em Itabuna à disposição da Justiça. Não há detalhes do teor do depoimento dela. (G1)


Tags:
VOLTAR