Líder de grupo terrorista quer matar Bolsonaro e família; plano está pronto » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 29-05-2020 » Os Canalhas | Silvio Luiz cita J. Jesus e cobra mais humildade do futebol brasileiro 29-05-2020 » Bruno Guimarães endossa Neymar | Assim como o menino da vila, o meio-campista achou futebol francês 'duro' 29-05-2020 » Análise - Lei em Campo | Clubes que acabarem com time feminino podem não disputar a Libertadores 29-05-2020 » Assista a partir das 19h | Hoje tem pré-estreia da nova série 'Drauzio em Campo: Amazônia' 29-05-2020 » Durante ditadura | Documento derruba suspeita de que Raul teria delatado P. Coelho 29-05-2020 » Música hoje na web | Lives de sexta: Matheus e Kauan, Felipe Araújo, Salgadinho, Ret e mais 29-05-2020 » Telejornalismo | Gottino se demite da CNN Brasil e volta à Record como estrela 29-05-2020 » Quarentena | Justiça suspende liminar que reabriria loja da Havan em SP 29-05-2020 » Sem luvas | Tyson vai receber US$ 20 milhões por volta; compare lutas 29-05-2020 » Hoje, a partir das 17h | Estúdio UOL em Casa: 5 fatos que você não sabia sobre Melim 29-05-2020 » Jogo contra Juventus | Por que título de 51 do Palmeiras não passa na TV e como ver imagens 29-05-2020 » Com Steve Carell | 'Space Force' não é 'The Office no espaço', mas vai te divertir 29-05-2020 » Caso Bilynskyj, em SP | Secretaria: Polícia errou ao contar fuzil a mais em casa de delegado 29-05-2020 » Carlos Affonso | Opinião: Brasil não precisa importar nova regra de Trump sobre redes sociais 29-05-2020 » Mercado de videogames | Preço do Switch mais do que dobra desde janeiro, e situação pode ficar muito pior 29-05-2020 » Mercado financeiro | Investe em fundos? O imposto come-cotas tirará um pouco do seu ganho hoje 29-05-2020 » Sevilla x Betis dia 11 | Espanhol oficializa retorno com clássico e jogos em quase todos os dias 29-05-2020 » Coronel vai chefiar a Funasa | Governo dá a partido do centrão presidência de órgão bilionário da Saúde 29-05-2020 » Entrevista ao UOL | Blefando, Bolsonaro acha que vai fazer o Supremo se ajoelhar, diz Dirceu 29-05-2020 » Tratava um câncer | Jornalista e escritor Gilberto Dimenstein morre aos 63 anos em São Paulo
Publicidade
20 de julho de 2019

Líder de grupo terrorista quer matar Bolsonaro e família; plano está pronto

Foto: Reprodução

Umgrupo terrorista que já praticou pelo menos três atentados em Brasília está na mira da Polícia Federal. Isso porque, segundo a revista VEJA, um dos propósitos dos homens é matar o presidente da República, Jair Bolsonaro. Nas duas últimas semanas, a revista entrevistou um dos líderes da Sociedade Secreta Silvestre (SSS), que se apresenta como braço brasileiro do Individualistas que Tendem ao Selvagem (ITS), uma organização internacional que se diz ecoextremista e é investigada por promover ataques a políticos e empresários em vários países. O terrorista identifica-se como “Anhangá”. Por orientação do grupo, o contato foi feito pela deep web, uma espécie de área clandestina da internet que, irrastreável, é utilizada como meio de comunicação por criminosos  de várias modalidades. Anhangá afirmou a VEJA que o plano para matar Bolsonaro é real e começou a ser elaborado desde o instante em que o presidente foi eleito. Era para ter sido executado no dia da posse, mas o forte esquema de segurança montado pela polícia e pelo Exército acabou fazendo com que o grupo adiasse a ação. “Vistoriamos a área antes. Mas ainda estava imprevisível. Não tínhamos certeza de como funcionaria”, afirma o terrorista. Dias antes da posse, a SSS colocou uma bomba em frente a uma igreja católica distante 50 quilômetros do Palácio do Planalto. O artefato não explodiu por uma falha do detonador. No mesmo dia, a SSS postou um vídeo na internet reivindicando o ataque e revelando detalhes da bomba que só quem a construiu poderia conhecer. Nessa postagem, o grupo também anunciou que o próximo alvo seria o presidente eleito, o que levou as autoridades a sugerir o cancelamento do desfile em carro aberto. “Facilmente poderíamos nos misturar e executar este ataque, mas o risco era enorme (…) então seria suicida. Não queríamos isso.” Na ação seriam usados explosivos e armas. “A finalidade máxima seriam disparos contra Bolsonaro ou sua família, seus filhos, sua esposa.”


VOLTAR